2019-03-10T16:48:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ACIDENTE

Avião Boeing 737 MAX sofre dois acidentes em poucos meses

Aeronave da Ethiopian Airlines caiu neste domingo, deixando 157 vítimas. Modelo de avião é o mesmo envolvido em tragédia de 2018

10 de março de 2019
15:15 - atualizado às 16:48
Boeing 737 MAX 9
Boeing 737 MAX 9 - Imagem: Boeing 737 MAX 9

O acidente com o Boeing 737 MAX da Ethiopian Airlines, que deixou 157 vítimas entre passageiros e tripulantes neste domingo (10), chamou a atenção da comunidade aeronáutica por conta da proximidade temporal entre ele a a queda de outra aeronave do mesmo modelo.

Em 29 de outubro do ano passado, um avião da companhia Lion Air caiu deixando 189 mortos na Indonésia.

Embora não haja evidências de que os dois incidentes tenham qualquer relação de causalidade até o momento, o curto intervalo de tempo entre eles virou destaque em veículos de imprensa mundo afora.

O avião acidentado da Ethiopian levantou voo hoje em boas condições de tempo a partir do aeroporto de Bole, em Adis Abeba, mas perdeu contato apenas seis minutos depois da decolagem. No ano passado, o Boeing 737 da Lion Air também caiu poucos minutos após deixar o aeroporto de Jacarta.

Segundo o The New York Times, autoridades estão investigando se mudanças recentes em um sistema de controle automático do modelo podem ter levado o voo de hoje a um “mergulho irrecuperável”. Ao jornal americano, a Ethiopian disse que o avião foi submetido a uma manutenção rigorosa em fevereiro.

A hipótese é a mesma levantada pelas investigações do acidente da Lion Air, que também sofreu um mergulho abrupto em 2018.

Oficiais americanos e indonésios concluíram à época que o acidente pode ter sido indiretamente causado por uma atualização no software, que deveria prevenir eventuais perdas de sustentação do avião. Se alimentado com as informações erradas, porém, o sistema pode levar o avião a uma descida fatal.

De acordo com alguns sindicatos de pilotos, a mudança no sistema de controle – e como desativá-lo – não foi devidamente explicada aos profissionais da categoria.

Sobre o Boeing 737

O Boeing 737 MAX é o avião comercial mais vendido do mundo. Apenas no final de janeiro, 350 unidades foram entregues a seus compradores, de um total de 5.011 pedidos, segundo o site da fabricante.

O modelo tem quatro variações, dependendo do número de assentos disponíveis: são eles MAX 7 (172 assentos), MAX 8 (210), MAX 200 (220) e MAX 9 (230).

O primeiro voo da quarta geração do 737, criada para viagens curtas e médias, foi realizado em janeiro de 2016. Há dois anos, a aeronave passou a ser entregue por encomendas.

Em seu Twitter, a Boeing se manifestou sobre o ocorrido. A companhia se disse profundamente triste com a morte dos passageiros e tripulantes do voo 302 da Ethiopian, e enviou suas condolências às famílias das vítimas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

CHAPA CONFIRMADA

Eleições 2022: Veja quantos milhões Lula e Alckmin declararam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

7 de agosto de 2022 - 12:49

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin confirmaram a chapa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

NÃO ENTRE NESSA

AMTD Digital (HKD): A ação desconhecida que subiu mais de 32.000% em menos de um mês e agora entra em queda meteórica

7 de agosto de 2022 - 11:18

Recém-chegada a Nova York, as ações da AMTD Digital levaram a companhia a valer mais do que grandes bancos como o Goldman Sachs e BofA

ROTA DO BILHÃO

O Lobo de Cashmere: Como Bernard Arnault, dono da LVMH, fez uma fortuna de US$ 168,6 bilhões a partir de bolsas e joias

7 de agosto de 2022 - 8:15

Formado em engenharia e apelidado como “Exterminador do Futuro”, o francês transformou uma empresa de tecidos falida na maior companhia da Europa

IVAN SANT'ANNA

Sob a névoa da guerra: as chances de Rússia e Ucrânia após seis meses de conflito

7 de agosto de 2022 - 7:29

As coisas não se passaram da maneira que Putin queria, e já é muito remota a chance de a Rússia anexar integralmente o seu vizinho do oeste

Existe esperança

Elon Musk flerta com a possibilidade de seguir em frente com a compra do Twitter — mas antes quer certeza sobre o número de usuários da rede

6 de agosto de 2022 - 15:19

O bilionário Elon Musk, dono da Tesla, voltou a usar o próprio Twitter para pressionar os executivos da rede social

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies