Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-29T13:23:55-03:00
Estadão Conteúdo
fala banco central

Resultado de swaps levou à queda do pagamento de juros em junho, diz BC

Resultado foi o melhor desde 2012, segundo chefe de departamento de estatísticas; pagamento de juros somou R$ 17,396 bilhões no mês

29 de julho de 2019
13:23
Fed
Imagem: Shutterstock

O chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, afirmou que o resultado do BC com as operações de swap em junho foi responsável pela queda do pagamento de juros pelo setor público no mês. Conforme os dados do BC, o pagamento de juros somou R$ 17,396 bilhões em junho, ante R$ 34,550 bilhões em maio e R$ 44,450 bilhões em junho de 2018.

"Tivemos uma redução significativa dos juros pagos pelo setor público em junho", comentou Rocha. "Foram os melhores juros apropriados para meses de junho desde 2012", acrescentou.

Rocha pontuou que, em maio deste ano, o BC registrou perdas de R$ 1,6 bilhão com swaps. Em junho, no entanto, houve ganhos de R$ 9,0 bilhões, o que reduz o total de juros pagos pelo setor público. Outro fator que contribuiu para isso é que em junho houve três dias úteis a menos.

O impacto dos swaps também foi sentido no acumulado do primeiro semestre deste ano: o pagamento de juros somou R$ 181,112 bilhões, menos que os R$ 202,976 bilhões do primeiro semestre de 2018. "A redução do pagamento de juros no primeiro semestre é inteiramente resultado do swap", pontuou Rocha. Segundo ele, porém, o resultado obtido na conta de juros em junho não representa uma tendência. "Foi melhor em função dos swaps", acrescentou.

Déficit nominal

Rocha pontuou que o déficit nominal registrado pelo setor público em junho, de R$ 30,102 bilhões, representa o melhor resultado para o mês desde 2014, quando houve rombo de R$ 20,8 bilhões.

O resultado nominal foi impactado em grande parte pelo pagamento de juros menor em junho, de R$ 17,396 bilhões, ante R$ 34,550 bilhões em maio.

O resultado nominal acumulado no primeiro semestre deste ano, de déficit de R$ 186,852 bilhões, também foi o melhor desde o mesmo período de 2014.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

BLINK!

Vender Nubank (NUB33)? O que esperar do IPO da Creditas? Eleições 2022? Bitcoin (BTC) ou Microcoins? Saiba sobre esses assuntos e muito mais no BLINK!

Felipe Miranda, estrategista-chefe e CIO da Empiricus, responde às perguntas dos seus seguidores, acompanhe

EXILE ON WALL STREET

O peru de natal e o complexo de vira-latas: confira os alertas e oportunidades para voltar a investir na bolsa brasileira

Com o estouro da bolha tech nos EUA, as ações brasileiras, agora no campo positivo, voltam a ganhar a atenção dos investidores. Veja as portas que se abrem com este cenário

PÍLULA DO MERCADO

Enquanto o bitcoin (BTC) derrete mais de 40% em 2 meses, preço do petróleo bate recordes e pode subir ainda mais; veja 3 investimentos para buscar lucros com a alta

O ano novo não tem sido bom para o bitcoin e para o mercado das criptomoedas no geral, já o petróleo está explodindo e pode subir ainda mais; entenda a ligação entre esses movimentos

Mercados Hoje

Ibovespa abre em queda com aumento da tensão na Rússia e de olho na próxima reunião do Fed; dólar avança

Na agenda da semana, a inflação medida pelo IPCA-15 e pelo PCE, nos Estados Unidos, são o grande destaque dos próximos dias

ENTREGAS DO FUTURO

Não é coisa de filme: iFood poderá fazer delivery de alimentos e produtos por drones em todo o Brasil

A empresa será a primeira da América Lativa a realizar entregas através de drones não tripulados por todo o território nacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies