Menu
2019-02-28T14:15:29-03:00
Estadão Conteúdo
Macroeconomia

Dívida bruta do governo geral fica em 76,7% do PIB em janeiro, diz BC

Ela é uma das principais referências para avaliação, por parte das agências globais de rating, da capacidade de solvência do País

28 de fevereiro de 2019
14:14 - atualizado às 14:15
PIB

A Dívida Bruta do Governo Geral fechou janeiro aos R$ 5,303 trilhões, o que representa 76,7% do Produto Interno Bruto (PIB). O porcentual, divulgado nesta quinta-feira, 28, pelo Banco Central, é igual ao verificado em dezembro do ano passado. No melhor momento da série, em dezembro de 2013, a dívida bruta chegou a 51,54% do PIB.

A Dívida Bruta do Governo Geral - que abrange o governo federal, os governos estaduais e municipais, excluindo o Banco Central e as empresas estatais - é uma das principais referências para avaliação, por parte das agências globais de rating, da capacidade de solvência do País.

Na prática, quanto maior a dívida, maior o risco de calote por parte do Brasil.

O BC informou ainda que a Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) subiu para 54,0% do Produto Interno Bruto (PIB) em janeiro de 2019, ante 53,8% no fim de 2017. A DLSP atingiu R$ 3,733 trilhões.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies