⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-10-14T14:22:44-03:00
Estadão Conteúdo
24 anos depois...

BC recupera R$ 1,6 bilhão após decisão do STF sobre Plano Real

Na prática, o montante não trará impacto primário para as contas do Banco Central

24 de julho de 2019
12:20 - atualizado às 14:22
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

O Banco Central recuperou o equivalente a R$ 1,6 bilhão de um depósito judicial referente a disputa que se arrastava há 24 anos na Justiça. Isso foi possível após o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidir, em maio, que não existiu irregularidade no uso da Unidade Real de Valor (URV) na correção monetária nos dois primeiros meses de implantação do Plano Real.

A questão estava na Justiça desde 1995. Na época, a empresa Multiplic Ltda havia impetrado um mandato de segurança que levou o BC a fazer um depósito inicial de aproximadamente R$ 190 milhões. A empresa possuía títulos públicos pós-fixados e defendia que eles deviam ser remunerados pelo índice acordado no momento da emissão, e não pela URV. Na época, o BC era responsável pelo mercado de títulos.

Assim, a Multiplic alegava que era inconstitucional o artigo nº 38 da Lei nº 8.880, que determinava a correção monetária com base nos preços em real, o equivalente em URV dos preços em cruzeiros reais, e os preços nominados ou convertidos em URV. Em maio, o plenário do STF declarou que o artigo 38 é constitucional.

Na sequência, após decisão de junho da Vice-Presidência do Tribunal Regional Federal da Terceira Região (TRF3), "o BC obteve a reversão do depósito realizado inicialmente", informou a autarquia.

A BC explicou, no entanto, que "não há reconhecimento de receita no recebimento desses recursos", ocorrendo apenas um "fato contábil permutativo". Na prática, o montante também não trará impacto primário para as contas do Banco Central.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

AGARRADO NA ESPERANÇA

Outubro começa positivo: bitcoin (BTC) busca os US$ 20 mil e mês costuma ser positivo para mercado de criptomoedas; veja preços hoje

4 de outubro de 2022 - 9:38

O alívio do dia contrasta com o índice de medo e ganância, que permanece em terreno de terror desde o mês passado

MARKET MAKERS

Quanto maior o fosso, melhor! Entenda como avaliar as vantagens competitivas de uma empresa

4 de outubro de 2022 - 9:35

Os moats (fossos, em português) de uma empresa são as vantagens competitivas que ela possui e que tornam o seu negócio irreplicável pelos seus concorrentes

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre em alta com bom desempenho do exterior; dólar cai

4 de outubro de 2022 - 9:03

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom positivo nesta terça-feira (4). Com a agenda esvaziada, os investidores aguardam mais discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed). No cenário doméstico, o Ibovespa deve manter a performance de alta e queda do dólar, acompanhando o ritmo do exterior. Acompanhe por aqui o que mexe com […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Day trade na B3: Oportunidade de lucro acima de 4% com ações da Vivo – Telefônica Brasil (VIVT3); veja a recomendação

4 de outubro de 2022 - 8:34

Identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant – compra dos papéis da Vivo – Telefônica Brasil (VIVT3). Saiba os detalhes

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Entre o alívio e a recuperação: Bons ventos do exterior, Elon Musk mais ‘pobre’, eleições e outras notícias que mexem com o seu bolso

4 de outubro de 2022 - 8:32

Por aqui, a expectativa é de que o Ibovespa acompanhe os bons ventos vindos de fora e siga repercutindo os números das eleições de domingo.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies