Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:26:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Personalidade

Banco Central emite nota de pesar pelo falecimento de Fernão Bracher, ex-presidente da instituição

Instituição avalia que ex-presidente prestou inestimáveis serviços ao Brasil. Na iniciativa privada, fundou o BBA, vendido em 2002 para o Itaú Unibanco por R$ 3,3 bilhões

11 de fevereiro de 2019
16:49 - atualizado às 14:26
Fernão Bracher
Fernão Carlos Botelho Bracher foi décimo presidente do Banco Central do Brasil e executivo do Itaú - Imagem: J.F.Diori/Estadão Conteúdo

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, emitiu nota de pesar, em nome da instituição, lamentando o falecimento de Fernão Bracher, ex-presidente do banco. Bracher morreu nesta segunda-feira, aos 83 anos, no hospital Albert Einstein, em São Paulo, em decorrência de complicações associadas a uma queda com trauma cranioencefálico.

O banqueiro foi presidente do BC entre agosto de 1985 e fevereiro de 1987 e foi diretor da área externa de março de 1974 a março de 1979.

Na iniciativa privada, fundou o BBA, vendido em 2002 para o Itaú por R$ 3,3 bilhões. Candido Bracher, atual presidente do maior banco privado do país, é filho de Fernão.

Em 11 de janeiro deste ano, Bracher foi um dos 14 ex-presidentes presentes no evento História Contada do BC, no qual relatou sua contribuição nas áreas de desregulamentação do mercado de câmbio, no combate à inflação e na renegociação da dívida externa.

Ainda de acordo com a nota do BC, Fernão Bracher prestou inestimáveis serviços ao Brasil, tanto no Banco Central, quanto nas suas várias atividades no setor privado.

A frase escolhida por ele para ilustrar sua participação na História Contada do BC é a seguinte: “O setor público tem uma grande vantagem: você sente que está trabalhando pelo país. Não está trabalhando para ficar mais rico (...) é um prazer enorme. Todas as suas lutas, tudo o que está fazendo, não é nada para você. Desabridamente, segue -se em frente. (...) Já no setor privado, constrói-se mais livremente, tem-se mais liberdade para fazer e acontecer. Em todas as atividades que desenvolvi, sempre tive razoável liberdade.”

Itaú Unibanco e Bradesco

O Itaú Unibanco também emitiu uma nota de pesar sobre o falecimento de Bracher, que ajudou a fundar a instituição que hoje é o Itaú BBA.

Além do BBA, Bracher teve cargos no Banco da Bahia e Bradesco, onde ocupou a cadeira de vice-presidente.

O presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, também divulgou uma nota em que afirma que o banco está de luto pelo falecimento do banqueiro. "O Brasil perde um homem de negócios à frente do seu tempo. Seu exemplo de lucidez e coragem de enfrentar os problemas de frente deixa lacuna relevante, que não será preenchida. Nossa solidariedade e condolências à família e amigos. Estamos de luto", disse.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

queda livre

GPA (PCAR3) tem queda de 95,9% no lucro líquido no 2º trimestre

Resultado em parte reflete a forte base de comparação e piora da pandemia no período; lucro foi de R$ 4 milhões

seu dinheiro na sua noite

WEG: a favorita que levou mais uma vez a medalha de ouro

Nas competições esportivas, sempre há os favoritos ao pódio. Mas a verdade é que o esporte é uma caixinha de surpresas (ainda bem!), e nunca faltarão zebras ou imprevistos para tirar o ouro dos primeiros colocados dos rankings. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio já tivemos alguns desses episódios, como a eliminação da tenista Naomi Osaka […]

Tente outra vez

Após cancelar oferta em 2013, Vix Logística protocola novo pedido de IPO na CVM

A empresa busca recursos principalmente para turbinar a expansão de sua frota, atualmente com 20 mil veículos, e locais de atuação

FECHAMENTO DO DIA

Fed recicla discurso e não empolga, mas balanços dão gás para o Ibovespa subir mais de 1%; dólar vai a R$ 5,10

Enquanto o Fed embalava os mercados internacionais, por aqui foi a temporada de balanços que falou mais alto e levou o Ibovespa a uma alta de 1,31%

CRYPTO NEWS

Você já pensou em desistir do bitcoin?

Muitas vezes perguntamos sobre aquilo que já decidimos fazer e queremos apenas o aval dos que estão ao nosso redor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies