2019-02-12T11:29:48-02:00
Balanço

Banrisul chega ao ‘clube do bilhão’ e lucra R$ 1,09 bi em 2018

Banco registrou lucro líquido recorrente 20,3% superior em relação ao ano de 2017, quando somou R$ 911,6 milhões

12 de fevereiro de 2019
11:09 - atualizado às 11:29
Imagem: Divulgação

O Banrisul fechou o quarto trimestre do ano passado com lucro líquido recorrente de R$ 300,1 milhões, resultado 7,3% inferior ao do mesmo período de 2017, quando o valor foi de R$ 323,7 milhões.

No ano, porém, o lucro líquido recorrente do banco foi de R$ R$ 1,096 bilhão, representando um aumento de 20,3% em relação ao ano de 2017, quando somou R$ 911,6 milhões.

As informações constam no balanço divulgado pela instituição nesta terça-feira, 12.

O retorno sobre o patrimônio (ROAE) estava em 17,6% ao final do quarto trimestre, 2,6 pontos porcentuais abaixo do mesmo intervalo de 2017. No ano de 2018, o ROAE foi de 15,3%, 1,8 ponto porcentual acima de 2017.

O patrimônio líquido atingiu R$ 7,278 bilhões em dezembro de 2018, com aumento de 3,5% em um ano, refletindo a incorporação dos resultados gerados, deduzidos os pagamentos de juros sobre o capital próprio e provisionamento de dividendos, além da redução do capital social, do remensuramento do passivo atuarial, referente aos benefícios pós emprego e os ajustes de variação cambial sobre o patrimônio de dependências no exterior.

Menos capital

A redução de capital foi aprovada em Assembleia Geral de Acionistas e homologada pelo Banco Central no montante de R$ 353,3 milhões, de acordo com a demonstração de resultado.

Os ativos totais apresentaram saldo de R$ 77,427 bilhões em dezembro de 2018, com crescimento de 5,6% em relação aos R$ 73,287 bilhões registrados em dezembro de 2017. O aumento foi decorrente, em especial, do crescimento nos depósitos.

Na composição dos ativos, as operações de crédito representam 44% do total, os títulos e valores mobiliários e aplicações interfinanceiras de liquidez 32,3%, as relações interfinanceiras e interdependências 18,8% e outros ativos 4,9%.

O índice de Basileia atingiu 15,2% em dezembro de 2018, abaixo dos 16,98% de dezembro de 2017.

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir