Menu
2019-12-23T22:37:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
polêmica

Após reportagem do Financial Times, IBGE diz que revisões de dados não mudam resultado do PIB

Sob o título “Falha nos dados econômicos brasileiros desperta preocupações entre analistas”, o texto questionava a confiabilidade das estatísticas

5 de dezembro de 2019
8:00 - atualizado às 22:37
ft
Imagem: Reprodução/ FT

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro do terceiro trimestre, divulgado na terça-feira pelo IBGE, só incorporará as revisões de dados das exportações brasileiras na divulgação do fechamento do ano, prevista para o dia 4 de março de 2020, diz o instituto.

Segundo o IBGE, não deve haver mudança significativa no desempenho da atividade econômica do período.

A explicação do instituto foi feita após a publicação de um artigo do jornal britânico "Financial Times", que colocou em xeque a divulgação dos dados do governo.

Sob o título "Falha nos dados econômicos brasileiros desperta preocupações entre analistas", o texto questionava a confiabilidade das estatísticas em decorrência das recentes revisões feitas pelo Ministério da Economia sobre os dados das exportações - que poderiam levar a uma revisão também do resultado do PIB.

"O panorama não vai mudar em nada. Não muda a avaliação conjuntural. O PIB vai continuar a crescer por conta do consumo das famílias e da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB)", garantiu Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE.

Explicação

Em 28 de novembro, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia anunciou uma revisão dos dados das exportações brasileiras em novembro.

As exportações somaram US$ 13,498 bilhões até a quarta semana, e não US$ 9,681 bilhões, como informado originalmente pela Secex, uma diferença de US$ 3,817 bilhões.

Após a correção, o saldo da balança comercial no mês passou de um déficit de US$ 1,099 bilhão para um superávit de US$ 2,717 bilhões. Na segunda-feira, o órgão voltou a retificar informações anteriores, desta vez os dados de setembro e outubro.

'Insegurança'

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na quarta-feira, 4, que as revisões em um curto espaço de tempo geram insegurança e desconfiança do investidor.

Maia acrescentou, porém, que não estava questionando o mérito das decisões, mas destacou que o problema é o tempo entre as revisões.

"O problema é que uma decisão no fim de setembro e outra no início de dezembro geram no mínimo desconfiança e insegurança", disse o deputado.

*Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Cautela elevada

Mercados em alerta: tensão com o coronavírus faz o Ibovespa cair mais de 2% e leva o dólar a R$ 4,21

A disseminação do coronavírus eleva a aversão ao risco nos mercados financeiros, derrubando o Ibovespa e fazendo o dólar romper a marca de R$ 4,20. Ações ligadas ao setor de commodities estão despencando, como Vale, Petrobras e siderúrgicas

proposta à mesa

Agora vai? JSL volta a avaliar IPO da Vamos

Empresa desistiu da oferta da Vamos em abril do ano passado após não ter demanda para faixa indicativa

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

projeto em discussão

Bolsonaro diz que propôs mudanças na reforma administrativa

No domingo, presidente disse que era preciso aproveitar o tempo para aprovar as reformas tributária e administrativa

preocupação ambiental

Após Brumadinho, grupo com mais de US$ 14 tri sob gestão pressiona mineradoras por transparência

Movimento capitaneado pelo fundo The Church of England divulgou um banco de dados global com informações de 1.939 barragens

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

15 notícias para você começar o dia bem informado

A temporada de balanços financeiros do quarto trimestre de 2019 começa nesta semana. As primeiras empresas a mostrar seus números serão Cielo e Santander. O Seu Dinheiro trará toda segunda-feira as expectativas do mercado para os balanços das principais empresas. É bom você saber o que os analistas estão esperando para poder identificar o que surpreendeu.  […]

um novo cenário

Após compra pela Boeing, Embraer terá de se reinventar

Fontes do mercado admitem que a Embraer remanescente será menor, mas não são pessimistas com o futuro da companhia

semiparlamentarismo?

Só um em cada cinco projetos que Câmara vota é do governo

Dos projetos votados em 2019, apenas 21% tiveram como autor o Poder Executivo – a menor parcela, no primeiro ano de mandato, desde o começo do governo Lula

focus

Mercado reduz estimativas para inflação e Selic em 2020

Segundo a publicação do Banco Central, a Selic deve terminar o ano a 4,25% – ante 4,50% da semana passada. A projeção para o IPCA passou de 3,56% para 3,47%

nova realidade

Open banking começa a ser implementado no segundo semestre de 2020

Medida é a principal bandeira do BC para modernizar o sistema financeiro brasileiro e aumentar a competição no mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements