Menu
2019-07-07T15:54:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
aqui é planejamento

Postado há 25 anos, primeiro anúncio de emprego da Amazon indicava qual seria a obsessão da empresa

Fundador da Amazon, Jeff Bezos postou, em agosto de 1994, que procurava por um programador; o texto revelava a obsessão que guiaria a companhia nos anos seguintes e faria com que ela fosse uma das mais poderosas do mundo

7 de julho de 2019
10:14 - atualizado às 15:54
Jeff Bezos Amazon
Imagem: Shutterstock

Fundador da Amazon, Jeff Bezos postou um anúncio de emprego, em agosto de 1994 - quase 25 anos atrás -, que já revelava a obsessão que guiaria a companhia nos anos seguintes e faria com que ela fosse uma das mais poderosas do mundo.

Ao publicar que procurava por um profissional para o cargo de programador, o CEO da Amazon disse que o candidato deveria ser capaz de construir e administrar sistemas complexos levando um terço do tempo que a pessoa mais competente pensaria ser possível fazer esse mesmo trabalho.

O post revela que a linha que guia a empresa já estava presente desde a sua fundação, naquela mesmo ano.  A rapidez é um ethos que impulsiona a Amazon porque a alternativa, segundo Bezos em mais de uma ocasião, é a morte da empresa.

Romantismo à parte, o site Business Insider lembra que relatórios sobre as condições de trabalho da Amazon chegaram a descrever pressão intensa sobre os funcionários, que eram cobrados intensamente pela velocidade de trabalho.

De concreto, segundo o site, há relatos de trabalhadores de armazéns e motoristas de entregas pulando refeições e intervalos apenas para cumprir a meta. A empresa, por outro lado, hoje diz estar orgulhosa de suas "excelentes condições” de trabalho, salários, benefícios e oportunidades.

O anúncio postado por Jeff Bezos para trabalhar na Amazon. Fonte.

Nem o céu é o limite

Mesmo com as polêmicas, a Amazon segue firme oferecendo diversos serviços que primam, entre outras coisas, pela velocidade - isso para não falar de outras iniciativas do seu fundador, como colonizar a Lua.

A empresa está estruturando o serviço de entregas por drones, para se tornar ainda mais ágil. Recentemente, a companhia também anunciou um investimento de US$ 1,5 bilhão num aeroporto nos Estados Unidos para agilizar as entregas no serviço Amazon Prime. O plano é construir um hub para os cargueiros da empresa no Aeroporto Internacional de Cincinnati, em Ohio, Estados Unidos.

Nos últimos anos, a Amazon começou a montar uma frota aérea própria em busca de uma maior autonomia no processo de entrega do produtos. Em 2016, a gigante varejista apresentou o avião Amazon One, posteriormente outras aeronaves vieram, num acordo inicialmente com duas companhias parceiras (Atlas e Air Transport Services).

O Brasil mesmo já viu movimento semelhante da empresa, ainda que muito mais tímido. No início deste ano a Amazon anunciou que passaria a vender e entregar os produtos — antes o formato era de market place, em que a companhia vendia e, em grande parte, os produtos eram entregues por parceiros.

*Com informações do site Business Insider

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Estrada do futuro

Como as empresas mentem para você sobre o crescimento exponencial

A palavra “exponencial” está batida. Todo mundo se diz exponencial. O Google é exponencial, a Amazon é exponencial… então toda empresa de tecnologia é exponencial? Não. Entenda as diferenças

Mais uma opção

Empresa protocola na Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik V

Neste domingo, Anvisa se reunirá para tratar de pedidos para uso de vacinas CoronaVac e a da AstraZeneca/Oxford

Seguro obrigatório

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela Caixa

Banco agora é o responsável pela gestão dos recursos do seguro e pelo pagamento das indenizações. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira

Sinal verde

Bolsonaro não deve mais barrar a Huawei no leilão do 5G no Brasil

Segundo fontes do Palácio do Planalto e do setor de telecomunicações, o banimento da empresa chinesa provocaria um custo bilionário com a troca dos equipamentos

Impasse

Guedes monta operação ‘apara arestas’ para manter Brandão à frente do Banco do Brasil

Por enquanto, o presidente do BB está no “limbo” na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies