Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-02-01T17:42:24-02:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Bolsa de valores

Em alta velocidade! Valor de mercado das 5 maiores estatais aumenta quase R$ 90 bilhões só em janeiro de 2019

No topo da lista das maiores valorizações em termos percentuais está a Eletrobras. A companhia obteve crescimento de mais de 50% do seu valor de mercado no primeiro mês do ano, segundo dados da Economatica

1 de fevereiro de 2019
17:31 - atualizado às 17:42
Principais estatais federais
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As privatizações ainda não aconteceram, mas já rendem bilhões para quem investiu nas ações das cinco maiores estatais brasileiras – Eletrobras, Petrobras, BR Distribuidora, Banco do Brasil e BB Seguridade. Só em janeiro, o valor de mercado das companhias apresentou um aumento de quase R$ 90 bilhões.

Esse valor representa mais da metade do ganho no valor de mercado obtido em todo o ano passado, que foi da ordem de R$ 156 bilhões. O levantamento foi feito com dados da consultoria Economatica.

As mudanças no comando das estatais e uma guinada mais liberal no campo político-econômico brasileiros parecem ter trazido bons frutos para as empresas controladas pelo governo.

Percentualmente, no topo da lista de maiores valorizações está a gigante elétrica. A Eletrobras (ELET3/ELET6) terminou 2018 com valor de mercado de R$ 33,821 bilhões, e fechou o mês de janeiro de 2019 com valor de mercado de R$ 51,465 bilhões. Com isso, a valorização do valor de mercado da companhia no mês passado foi de 52,17%.

Em seguida, está a Petrobras (PETR3/PETR4). O valor de mercado da petroleira cresceu R$ 47,132 bilhões em relação ao último mês do ano. Em termos percentuais, a estatal ficou com a segunda colocação, com crescimento de 14,91% no seu valor de mercado em janeiro.

Na sequência, está a BB Seguridade (BBAS3), com valorização de 12,58% no valor de mercado no fechamento do mês passado. Em seguida, aparecem Banco do Brasil (BBAS3) e a BR Distribuidora (BRDT3).

Crescimento em 2018

Mesmo estando na lanterninha do levantamento de dezembro para janeiro deste ano, o crescimento de valor de mercado mais expressivo ao longo de 2018 entre as estatais foi da BR Distribuidora. A empresa começou o ano passado valendo cerca de R$ 20 bilhões e terminou avaliada em quase R$ 30 bilhões. No acumulado do ano passado, a companhia obteve uma valorização percentual de 50% no seu valor de mercado.

Em segundo lugar está a Petrobras. A petroleira começou 2018 com valor de mercado igual a R$ 216 bilhões e terminou o ano cotada em mais de R$ 316 bilhões. Em termos percentuais, o crescimento do valor de mercado no período foi de 46%.

Em seguida, está o Banco do Brasil. O valor de mercado da estatal passou de mais de R$ 88 bilhões no início do ano passado para mais de R$ 129 bilhões, em dezembro de 2018. O crescimento percentual ao longo do período foi de mais de 46%.

Na sequência, estão a Eletrobras e a BB Seguridade. No primeiro caso, o valor de mercado foi de mais de R$ 27 bilhões para cerca de R$ 31 bilhões no último mês do ano passado, o que representa uma alta de 25%.

Já a BB Seguridade saiu de R$ 56 bilhões para próximo de R$ 55 bilhões em dezembro de 2018. Ela foi a única que apresentou leve queda de 3% no acumulado do ano passado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Fechamento Hoje

Tensão entre Rússia e Ucrânia e expectativa com reunião do Fed derrubam bolsas pelo mundo, e Ibovespa cai quase 1%, mas NY vira para o azul na reta final

Wall Street consegue uma virada impressionante e fechar em alta, depois de índices terem chegado a cair mais de 3%; Ibovespa reduziu perdas, mas ainda fechou com queda significativa, enquanto dólar subiu

NOVOS NEGÓCIOS

Google está de olho nas criptomoedas e vai criar unidade de negócio dedicada ao blockchain; entenda o que está por trás da decisão

Antes de se aventurar, gigante de tecnologia assistiu com cautela as movimentações das concorrentes para entrar no mercado de criptomoedas

MELHORA ARTIFICIAL

Pedidos de recuperação judicial caem em 2021 ao menor nível desde 2014

Para os especialistas os números do ano passado não representam uma recuperação econômica, mas uma melhora artificial no ambiente de negócios promovida por políticas públicas pontuais

APOSTA NA SIDERURGIA

A vez da Usiminas: BTG estima alta de mais de 55% para USIM5 nos próximos meses; saiba o que pode impulsionar as ações

Segundo os analistas, a empresa negocia nos múltiplos mais baixos da década e deve surfar na recuperação dos preços do aço

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies