Menu
2018-10-31T08:30:55-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Balanço

Grupo Santander registra alta acima do esperado pelo mercado no lucro do 3º trimestre

Grupo espanhol registrou lucro de € 1,99 bilhão no terceiro trimestre do ano, número 36% maior comparado ao mesmo período do ano passado

31 de outubro de 2018
7:01 - atualizado às 8:30
Agência do Santander na Alemanha
Imagem: shutterstock

O Santander divulgou seus resultados nesta quarta-feira, 31.

O grupo registrou lucro de € 1,99 bilhão no terceiro trimestre do ano, resultado 36% maior comparado ao mesmo período do ano passado. O resultado veio um pouco acima do esperado pelo mercado financeiro, que previa algo em torno de € 1,98 bilhão.

Na ocasião, segundo a instituição, houve um impacto com encargos da ordem de € 515 milhões, incluindo 300 milhões de euros da reestruturação do Banco Popular, adquirido no ano passado.

O Santander também informou que o lucro antes de impostos (EBIT) no período aumentou 23% em termos anuais, a €11,23 bilhões, com o lucro subjacente aumentando em oito dos 10 mercados do grupo.

Levando em consideração o euro constante, o lucro antes dos impostos de julho a setembro do grupo subiu 17%, para 3,75 bilhões de euros. Considerando a variação cambial, o aumento foi de 4%.

O resultado bruto nos primeiros nove meses de 2018 aumentou 9% em euros constantes, para €35,882 milhões.

Ainda segundo o comunicado, o lucro atribuível ao grupo de janeiro a setembro pelo Brasil somou €1,942 bilhão, representando  uma fatia de 26% de todo o grupo. O número também representa um aumento de 23,9% em relação aos resultados verificados nos primeiros nove meses de 2017, quando registrou €1,568 bilhão.

O Santander Brasil deve divulgar seus resultados também nesta quarta-feira, antes da abertura do mercado.

*Com Estadão Conteúdo

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies