Menu
2019-04-04T14:25:13-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Estatal em ascensão

Petrobras deve apresentar resultados fortes nesta 3ª feira; veja a previsão para este e outros 4 balanços do Ibovespa

Números da petroleira sobre o terceiro trimestre podem ser uma boa oportunidade para os investidores em bolsa

6 de novembro de 2018
6:02 - atualizado às 14:25
Petrobras
Alta no lucro líquido ajustado da empresa deve superar os 3.500%Imagem: Shutterstock

A Petrobras promete entrar no mercado como um rolo compressor nesta terça-feira, 6. Depois de um terceiro período de 2017 fortemente impactado por provisões sobre questões judiciais, o balanço da estatal deve vir forte no 3º trimestre deste ano. Para você, investidor em bolsa, esses resultados podem ser uma boa oportunidade de compra da ação da petroleira, que inclusive é a mais recomendada pelo mercado para o mês de novembro.

A expectativa dos analistas consultados pela Bloomberg é de um lucro líquido ajustado de R$ 9,63 bilhões. Se confirmado, será um crescimento estratosféricos, de mais de 3.500%, em relação aos R$ 266 milhões do 3º trimestre do ano passado.

Outro destaque deve vir das receitas. O mercado espera uma alta de 30% na comparação anual, passando de R$ 71,8 bilhões no terceiro período de 2017 para R$ 93,3 bilhões neste ano.

Já a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado deve subir 69,5%, de R$ 19,223 bilhões para R$ 32,596 bilhões.

Preço do petróleo e dólar jogam a favor

O mercado aponta dois fatores para o bom desempenho da Petrobras no trimestre: a alta do preço do petróleo e a queda do real frente ao dólar. A equipe do Itaú BBA, consultada pelo Broadcast/Estadão, detalha que o barril do Brent passou de US$ 74,5 para US$ 75,9 entre o 2º trimestre de 2017 e o 3º trimestre deste ano - crescimento de 2%. Já o câmbio perdeu 9% no mesmo período. Segundo o banco, junto com esse cenário positivo, a Petrobras também deve elevar seu market share depois da queda de importações de terceiros.

No banco Santander, os analistas projetam um crescimento de ganhos, mas diz que a mudança na política de ajuste de preço da estatal para a gasolina, adotada em setembro, é um fator que pesa contra.

Já a Guide Investimentos estrutura sua análise na mesma linha do Itaú BBA ao afirmar que o mercado está mais positivo para a Petrobras. A gestora afirma que os fatores petróleo e câmbio devem contribuir para a diluição dos custos da empresa.

Veja as principais estimativas:

Mais balanços

Além da Petrobras, mais quatro empresas listadas do Ibovespa divulgam seus números do 3º trimestre hoje, todas elas após o fechamento dos mercados. TIM, MRV, Iguatemi e Taesa devem trazer resultados mistos, com destaque para a alta no lucro líquido e na geração de caixa da TIM. Confira as estimativas:

TIM

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 448,000 milhões
Ebitda: R$ 1,633 bilhão
Receita: R$ 4,274 bilhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 279,093 milhões
Ebitda: R$ 1,527 bilhão
Receita: R$ 4,083 bilhões

MRV

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 177,500 milhões
Ebitda: R$ 254,000 milhões
Receita: R$ 1,322 bilhão

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 202,006 milhões
Ebitda: R$ 273,000 milhões
Receita: R$ 1,245 bilhão

Iguatemi

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 66,020 milhões
Ebitda: R$ 135,571 milhões
Receita: R$ 177,600 milhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 52,416 milhões
Ebitda: R$ 133,842 milhões
Receita: R$ 169,690 milhões

Taesa

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 217,250 milhões
Ebitda: R$ 296,200 milhões
Receita: R$ 357,500 milhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 248,428 milhões
Ebitda: R$ 362,568 milhões
Receita: R$ 417,020 milhões

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Explica direito isso aí...

Procon-SP cobra explicações de Gol, Azul, Latam e mais 7 aéreas sobre cancelamentos, remarcações e reembolsos na pandemia

As empresas têm até o dia 10 de maio para responderem questionamentos sobre sua política de comercialização de passagens no período

Melhorias no ar

Azul divulga projeções e aposta em recuperação total no início de 2022

A companhia aérea foi a única das Américas a aumentar seu caixa em 2020 e aposta em um Ebitda de cerca de R$ 4 bilhões no próximo ano

Podcast Tela Azul

CASH3: Conheça a Méliuz, sua estratégia de cashback e saiba por que esta ação tech está bombando

Em entrevista para o Podcast Tela Azul da Empiricus, Lucas Marques, COO da Méliuz, conta sobre a onda da estratégia de cashback e como ela funciona. É falado também do atual foco da companhia em Growth, e dos planos futuros. Entenda o que é o “jabutiCAC”, jargão que surgiu nesta edição.

Desceu redondo

Na Ambev, a venda de cerveja garantiu o happy hour no primeiro trimestre

A Ambev reportou forte crescimento na receita líquida e no lucro no primeiro trimestre, impulsionada pelas vendas de cerveja no Brasil

cardápio dos balanços

Balanços de Copel, Braskem, Azul e outros mexem com o mercado nesta quinta; veja os destaques

Só no Ibovespa, foram ao menos cinco companhias que revelaram os resultados do primeiro trimestre entre esta quarta e quinta; desempenho mexe com os papéis das companhias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies