Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-09-26T11:55:42-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Mercados

Fed e cenário eleitoral continuam no radar

Cenário eleitoral local e expectativa de elevação do juros pelo Fed devem mexer o mercado nesta quarta-feira, 26

26 de setembro de 2018
7:39 - atualizado às 11:55
jerome powell
Jerome Powell, presidente do Fed -

A expectativa de que o Banco Central norte-americano, o Federal Reserve (Fed), eleve os juros e a divulgação de novas pesquisas eleitorais entram no radar do mercado nesta quarta-feira, 26.

Como explica o repórter do Seu Dinheiro, Eduardo Campos, espera-se que o ajuste do Fed seja de 0,25 ponto percentual,  o que leva o juro básico americano para o intervalo entre 2% e 2,25% ao ano.

No início da tarde, às 14h, uma nova pesquisa Ibope, encomendada pela CNI, será divulgada. Às 15h, devem ser divulgados os resultados da Paraná Pesquisas e da Empiricus/revista Crusoé.

O investidor também continua atento ao "risco PT", com o crescimento de Fernando Haddad (PT) no Ibope, o que minou as expectativas do candidato ganhar a corrida já no primeiro turno.

Ontem o mercado viveu uma ressaca após a divulgação do Ibope na segunda-feira,  mas um grande fluxo estrangeiro no país durante a tarde amenizou os efeitos das eleições tanto na bolsa como no câmbio

Na Itália

Os investidores aguardam a divulgação do orçamento do país para 2019, com o juro dos bônus de 10 anos do governo italiano, também conhecido como BTP, operando em baixa. A informação é do Broadcast, do Estadão.

Petróleo

Os contratos futuros de petróleo continuaram operando em alta na madrugada desta quarta-feira, ainda de acordo com o Broadcast. Nos últimos dois pregões, o Brent chegou a atingir o maior valor nos últimos quatro anos.

Na segunda-feira, a Organização de Exportadores de Petróleo (OPEP) disse que não atenderia ao pedido do presidente dos EUA, Donald Trump, em desacelerar o nível de produção.

O dólar praticamente estável frente a outras moedas fortes contribuiu para a movimentação modesta da commodity. No fim da manhã, o Departamento de Energia (DOE) deve divulgar seu relatório semanal sobre os estoques dos EUA.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Analistas respondem

Ações da Vale aprofundam queda no ano com sinais ruins do relatório de produção e vendas no 3º trimestre. Hora de comprar VALE3?

Analistas apontam que, enquanto a produção foi sólida, a venda de minério de ferro veio abaixo do esperado até pelas estimativas mais conservadoras

Puxando os ETFS

Chove bitcoin, molha ETF: fundos de índice brasileiros sobem até 19% em dia de recorde do BTC

Enquanto o primeiro ETF de criptomoeda dos Estados Unidos avança tímidos 3%, na B3, o avanço é de até 19,78%

Cabo de guerra

Sem explicar origem da verba, Bolsonaro confirma Auxílio Brasil em R$ 400 e promete respeitar teto de gastos

Apesar da promessa do presidente, o governo flerta com a flexibilização do teto para conseguir arcar com o valor do benefício

Prévia da estatal

Petrobras (PETR4) anuncia produção do terceiro trimestre hoje, mas os dados da ANP já antecipam o que vem por aí; confira

Os dados chegam ao mercado em um momento de fortes críticas à política de preços da companhia e ameaças de desabastecimento

Exile on Wall Street

Quem não tem teto de vidro? As implicações das ameaças ao teto de gastos sobre seus investimentos

Ameaça ao teto fiscal exige atenção redobrada sobre a necessidade de diversificação e algumas proteções para a carteira – e há possíveis bons hedges para o momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies