Menu
2018-12-03T21:15:40-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Banco Central faz nova oferta de dólar no mercado à vista

Leilão de linha com compromisso de recompra será de até US$ 1 bilhão com vencimento em fevereiro e março

3 de dezembro de 2018
21:15
Barquinhos de dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) anunciou nova atuação no mercado à vista de câmbio para o pregão desta terça-feira. A oferta será de até US$ 1 bilhão em dois leilões, com vencimentos em fevereiro e março de 2019, entre 12h15 e 12h35, desta terça-feira.

Essa será a quarta atuação nessa modalidade que funciona como um empréstimo dos dólares das reservas internacionais com posterior retorno ao BC.

O primeiro leilão do tipo aconteceu na terça-feira da semana passada, depois que o dólar tinha disparado 2,6%, indo acima de R$ 3,90. A oferta foi de até US$ 2 bilhões. Na quarta-feira, o BC ofertou mais US$ 1 bilhão e na quinta-feira, promoveu leilão de rolagem de US$ 1,25 bilhão em linhas ofertadas em agosto que venceriam amanhã, dia 4 de dezembro.

Esse tipo de operação é usual nesta época do ano, pois as empresas que estão fechando balanços demandam mais dólares para remeter para suas matrizes. "O leilão de linha é para prover liquidez ao mercado de câmbio, como é normal nesta época do ano", disse o BC, por meio de sua assessoria, quanto retomou os leilões na semana passada.

Além dos leilões de linha, o BC vem fazendo a rolagem integral dos swaps cambiais, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro, que vão vencer em janeiro. O estoque de contratos vincendos é de US$ 10,4 bilhões.

Nesta segunda-feira, o dólar comercial encerrou o dia negociado a R$ 3,8411, queda de 0,46%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

OLHO NA INFRAESTRUTURA

“Atingiremos maior número de arrendamentos portuários da história em 2020”, diz ministro da infraestrutura

Entre eles, está o terminal portuário de Alemoa (SP), administrado hoje pela Transpetro, que será o maior leilão do setor, com estimativa de investimentos na casa de R$ 1 bilhão

Mercados azedos

Mau humor: Ibovespa cai quase 1% e destoa do exterior; dólar vai à máxima em dois meses

A manutenção dos juros dos EUA no patamar de 1,50% a 1,75% foi pouco repercutida pelo Ibovespa, que fechou em queda firme e voltou ao nível dos 115 mil pontos — o dólar subiu a R$ 4,22

Reposicionamento

BNDES não tem pressa de vender ações e quer fomentar indústria de fundos

Presidente do banco, Gustavo Montezano, disse que BNDESPar venderá ações aos poucos durante três anos, à medida que mercado for absorvendo; objetivo é que carteira chegue perto de zero

OLHO NOS JUROS

FED decide manter juros entre 1,50% e 1,75%

No comunicado, o banco ressaltou que a atual política monetária é “apropriada para suportar a expansão econômica, condições mais fortes do mercado de trabalho e o retorno da inflação para perto da meta de 2%”

Privatização à vista

Objetivo é privatizar Eletrobrás no 2º semestre de 2020, diz o presidente Wilson Ferreira

Meta para o primeiro semestre é aprofundar a conversa com o Senado e aprovar capitalização no Congresso.

Rebatendo as críticas

Nenhum governo tem prática tão liberal quanto este, diz Salim Mattar

Secretário responsável pelas privatizações do governo Bolsonaro disse que gasta 80% do tempo para “descontruir o legado” que foi deixado por gestões anteriores

Nova cartada do bilionário

Warren Buffett vende seu império de jornais por US$ 140 milhões e deixa o setor de imprensa

A Berkshire Hathaway, conglomerado de investimentos administrado por Warren Buffett, vendeu hoje sua divisão de jornais à Lee Enterprises

Caixa vai fazer “road show” de IPO da Caixa Seguridade em todos os Estados

O banco pretende fazer a abertura de capital das subsidiárias de seguridade e de cartões neste ano. As outras duas unidades – loterias e gestora de fundos – devem demorar um pouco mais

martelo batido

CVM fecha acordo de R$ 450 mil em caso envolvendo executivos da Biosev

Processo era movido contra três ex-executivos da processadora de cana-de-açúcar; cada um vai ter que pagar R$ 150 mil

pingos os is

Investigação não encontrou irregularidades e não há mais nada a esclarecer, diz presidente do BNDES

Auditoria custou R$ 42,7 milhões; investigações internas do banco não encontraram nenhuma irregularidade nas operações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements