Menu
2018-10-04T17:45:10-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Sob suspeita

Salmonella volta a assombrar a JBS nos EUA e isso foi péssimo para as ações

Segundo Departamento de agricultura norte-americano, três mil toneladas de carne podem estar contaminadas

4 de outubro de 2018
17:30 - atualizado às 17:45
Embalagem de carne bovina
Imagem: Shutterstock

A Salmonella voltou a assombrar a JBS, mas desta vez na fábrica do grupo em Arizona, nos Estados Unidos.

A JBS Tolleson Inc. anunciou nesta quinta-feira, 4, um recall de 3 mil toneladas de carne por conta de uma possível contaminação por salmonela, segundo o departamento norte-americano de agricultura (USDA).

Com isso, a companhia passou a recolher do mercado produtos de carne bovina crua, incluindo carne moída, que foram acondicionados entre 26 de julho e 7 de setembro e enviados para varejistas de todo o país. O lote possivelmente infectado tem o número "EST 267", conforme a marca de inspeção do USDA.

'Nível 1'

Ainda segundo órgão, entre os dias 5 de agosto a 6 de setembro, 57 pacientes de 16 Estados norte-americanos foram identificados com a doença bacteriana.

Em uma escala de 1 a 3, sendo 1 o pior, a agência classificou o recall da JBS Tolleson como nível 1, o que significa que há uma probabilidade razoável de que o uso do produto cause consequências sérias e adversas à saúde ou até mesmo a morte.

Em comunicado, os Serviços de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (FSIS, na sigla em inglês), disse se preocupar com os consumidores que possam ter esses produtos estocados em casa, aconselhando que evitem consumir, joguem fora ou retornem os produtos onde foram comprados.

A salmonella é uma bactéria que pode ser ingerida pelo consumido de alimentos contaminados com fezes de animais. Entre os sintomas mais comuns estão diarreia, vômito, cólica abdominal e febre.

E o mercado reage...

É claro que a notícia não pegou nada bem entre os investidores da JBS. O papel da empresa na bolsa logo abriu o dia em baixa e assim se manteve durante todo o pregão. No fim do dia, encerrou as negociações em queda de 4,74%.

Não é a primeira vez

Em maio do ano passado, um estudo realizado pela Proteste encontrou níveis maiores que o permitido pela legislação brasileira de Salmonella em carnes da Friboi, pertencente à JBS. À época, a empresa contestou as afirmações ao dizer que o método da pesquisa "não é indicado para os micro-organismos citados". A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) considerou o estudo válido.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

De olho no futuro

Montadoras investem em postos de recarga para fomentar híbridos

Volkswagen se une assim a empresas como BMW, Volvo e à própria parceria em que participa com Volkswagen e Porsche na instalação de pelo menos outros 680 pontos de abastecimento, vários deles com tecnologias de recarga rápida

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para você começar o dia bem informado

2019 poderia ter sido um dos melhores anos da história da Vale, especialmente pela alta de mais de 30% no preço do minério de ferro. A tragédia de Brumadinho mudou severamente esse quadro e levou a empresa a um prejuízo de US$ 1,7 bilhão no ano todo, conforme números divulgados ontem à noite. A sexta-feira […]

do setor imobiliário para a bolsa

Incorporadora One e construtora Pacaembu pedem registro de IPO

Empresas esperam recursos para pré-pagamento de empréstimos, expansão e reforço de capital de giro

sinal verde

Anac autoriza Virgin Atlantic, do bilionário Richard Branson, a operar no Brasil

Segundo o órgão regulador, a empresa manifestou interesse em voar, a partir de março deste ano, entre as cidades de Londres e São Paulo.

Esquenta dos mercados

Tensão renovada nos mercados com disseminação do coronavírus para fora da China

Com coronavírus no radar, os investidores brasileiros devem buscar cautela para se proteger do movimento dos mercados durante o feriado

comunicado oficial

Banco Central do Japão diz que é cedo para discutir medidas em resposta ao coronavírus

Coronavírus pode afetar a economia japonesa, ao desacelerar suas exportações para a China, segundo presidente da autoridade monetária

novidade do bc

BC cria linha de redesconto para participantes do PIX nos pagamentos instantâneos

Em novembro, o BC planeja colocar em funcionamento o PIX. O sistema permitirá pagamentos instantâneos – ou seja, transferências de recursos 24 horas por dia, sete dias por semana, durante todo o ano

decisão do supremo

STF mantém lei que libera renovação antecipada de concessões de ferrovias

Processo foi apresentado em 2018 pela então PGR, para quem as normas previstas na legislação ofenderiam as regras de licitações e o princípio da competitividade

de olho nas cifras

CMN aprova limite de R$ 8,4 bi de crédito por estados e municípios e estatais

Valor ficou bem abaixo do liberado em anos anteriores – em 2019 foi de R$ 24,5 bilhões em 2019 e R$ 24 bilhões em 2018

Sextou com o Ruy

Alguém te deu uma dica de investimento? Leia este texto antes de aceitar

Seja na cadeira do dentista ou no mercado financeiro, cuidado com os conflitos de interesse, que podem ser extremamente danosos para você e sua família

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements