Menu
2018-12-10T13:55:06-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Em alta

Aumenta o número de empresas interessadas em investir no Brasil nos próximos 12 meses

Proporção de empresas interessadas em investir subiu de 28,3% para 30,7%; por outro lado, número de empresas que pretendem investir menos caiu

10 de dezembro de 2018
13:54 - atualizado às 13:55
Pessoa conta notas de dinheiro de 100 reais
Dinheiro - Imagem: Shutterstock

A proporção de empresas que pretendem investir mais nos próximos 12 meses aumentou do terceiro para o quarto trimestre deste ano, informou nesta segunda-feira, 10, a Sondagem de Investimentos divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Entre o terceiro e o quarto trimestres de 2018, a proporção de empresas que preveem investir mais subiu de 28,3% para 30,7%. Além disso, houve redução da proporção das companhias que preveem investir menos, de 15,3% para 13,3%.

Também melhorou o volume de empresas que confirmam a execução do plano de investimentos nos 12 meses seguintes.

No quarto trimestre de 2018, a proporção de empresas certas quanto à execução do plano de investimentos foi de 31%, ficando acima da parcela de 25,9% de empresas que não deram essa certeza.

"O saldo de 5,1 pontos porcentuais é o maior desde o primeiro trimestre de 2018 (14,2 p.p.). No trimestre anterior, o saldo havia sido de -4,4 p.p., com proporções de 27,5% e 31,9%, respectivamente", informou o relatório da FGV.

O Indicador de Intenção de Investimentos da Indústria da FGV subiu 4,4 pontos no quarto trimestre de 2018 em relação ao trimestre anterior, para 117,4 pontos, o maior nível desde o primeiro trimestre desse ano (123,7 pontos).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Otimismo

Mercado reage bem a prévias da Cyrela, consideradas ‘impressionantes’ e ‘excepcionais’ por analistas

Ontem, após o fechamento, a incorporadora informou alta de 46% no número de lançamentos e de 58% nas vendas do terceiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado

Ações em queda

O alçapão no fundo do poço: Cielo tem preço-alvo reduzido pelo Goldman Sachs

Analistas do banco norte-americano mantiveram a recomendação de venda e reduziram o preço-alvo das ações da Cielo (CIEL3) de R$ 3,70 para R$ 3,30

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Saúde

Ações da Qualicorp disparam com interesse da Rede D’Or em elevar participação

Maior acionista da Qualicorp, com participação de 12,95%, Rede D’Or entrou com pedido de autorização no Cade para adquirir mais ações da companhia na bolsa

Exile on Wall Street

IPOs: O princípio da contraindução — voltamos a comprar powerpoints?

Podemos nos atrair por casos de crescimento. Não há o menor problema nisso. Mas que haja alguma substância. E, acima de tudo, que cometamos erros novos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies