Menu
2019-04-20T15:31:03-03:00
Estadão Conteúdo
GUERRA COMERCIAL

China não alterou práticas ‘injustas e não razoáveis’, dizem EUA

O presidente Donald Trump voltou a dizer que pode levar adiante a ameaça de impor mais tarifas comerciais contra a China pelas práticas supostamente injustas do país.

20 de novembro de 2018
21:46 - atualizado às 15:31
Luta de boxe entre Estados Unidos e China
Imagem: Shutterstock

O Escritório do Representante de Comércio dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês) divulgou relatório nesta terça-feira, no qual atualiza sua investigação sobre o comportamento da China. O documento analisa as políticas e práticas de Pequim relacionadas à transferência de tecnologia, propriedade intelectual e inovação. Na avaliação do USTR, a potência asiática "não alterou fundamentalmente suas práticas injustas, não razoáveis e que distorcem o mercado".

O governo americano tem pressionado a China para mudar sua postura nesses aspectos. Hoje, o presidente Donald Trump voltou a dizer que pode levar adiante a ameaça de impor mais tarifas comerciais contra a China pelas práticas supostamente injustas do país. Nesse quadro, o USTR afirma que planeja manter seus esforços para monitorar qualquer novo acontecimento no setor.

Os EUA listam no relatório comportamentos chineses como restrições à posse de empresas por estrangeiros, processos de licenciamento, a exigência de transferência de tecnologia e a regulação deste setor na China como favoráveis ao próprio país, em detrimento dos demais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

em busca de energia limpa

Criptomoedas: Elon Musk diz que Tesla vendeu 10% do que detinha em bitcoin

Segundo executivo, operação prova que a criptomoeda poder ser liquidada facilmente “sem mover o mercado”

imunização

Governo de São Paulo adianta em 30 dias vacinação contra a covid-19; veja novas datas

Plano é vacinar toda a população adulta do estado, ao menos com a primeira dose, até o dia 15 de setembro

luto

Ex-presidente do BC Carlos Langoni morre de covid-19 no Rio

Carlos Langoni trabalhou no governo na virada das décadas de 1970 e 1980, quando foi presidente do BC; ele colaborou com a equipe econômica do ministro Paulo Guedes, quase 40 anos depois

nos eua

Nova ‘ação meme’? Orphazyme dispara quase 1400% em um dia e mercado não sabe por quê

Investidores da empresa aguardam uma importante atualização sobre um tratamento experimental para a doença de Niemann-Pick; sem novidades, mercado não sabe a razão da alta

entrevista

Superávit primário pode voltar em 2024, diz secretário do Tesouro

Jeferson Bittencourt diz que a melhora no quadro fiscal do País não é “sorte”; confira a entrevista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies