Menu
2019-04-04T14:08:38-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Balança favorável

Brasil tenta digerir crítica de Trump

Para secretário de comércio exterior, relação comercial entre países vem sendo positiva e crescente nos últimos anos

2 de outubro de 2018
7:33 - atualizado às 14:08
Presidente dos EUA, Donald Trump
Para o Brasil, as transações geraram um saldo superavitário de US$ 45 milhões no ano - Imagem: Shutterstock

O ataque do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, às "dificuldades impostas pelo Brasil" no comércio exterior ontem vieram como uma surpresa ao governo.

Ao jornal "Estado de S. Paulo", o secretário de comércio exterior do Ministério da Cultura (Mdic), Abrão Neto, disse que ainda é preciso "entender o contexto das declarações".

Isso porque, de acordo com Neto, a balança comercial entre os dois países tem sido favorável aos EUA, com um saldo positivo para os norte-americanos em US$ 90 bilhões.

"A relação comercial entre Brasil e EUA tem um viés positivo e crescente nos últimos anos", afirmou. Depois da China, os EUA são o segundo principal parceiro comercial do Brasil.

Em alta

Em 2018, as exportações brasileiras para os americanos subiram 6,2% enquanto as importações de produtos norte-americanos subiram 13,3%. Para o Brasil, as transações geraram um saldo superavitário de US$ 45 milhões no ano. "Nossa avaliação é que ainda há uma avenida de temas a serem discutidos e que podem aprofundar ainda mais as relações dos dois países", disse Neto ao jornal.

Novo 'Nafta'

Na madrugada da segunda-feira, os EUA chegaram a um acordo com o Canadá para reformular o NAFTA. Neto explica que o Brasil não deve ser afetado pelo acordo, mas está atento aos impactos que isso pode ter em indústrias específicas. "Temos que analisar melhor o acordo em relação ao setor automotivo, por exemplo, mas a tendência é que o Brasil continue tendo acesso ao mercado desses três países", disse.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Mercado imobiliário

BofA está otimista com a construção civil e considera a Cyrela sua ação preferida do setor

Em relatório, analistas da instituição se mostraram otimistas com construtoras brasileiras e disseram que mercado imobiliário está apenas no começo de uma recuperação de vários anos

ANO PERDIDO

Iata piora projeção para demanda por viagens aéreas em 2020

Demanda global deve cair 66% em 2020; estimativa anterior era de queda de 63%

Aquisição

Bradesco reforça carteira digital Bitz com aquisição da fintech DinDin

Os atuais clientes da DinDin vão migrar para o aplicativo do Bitz, em um plano de transição que será elaborado após o fechamento do negócio, cujo valor não foi revelado

POTENCIAL DE ALTA DE 26,5%

Credit Suisse eleva preço-alvo de Gerdau diante do bom momento do mercado de aço

Analistas de banco suíço esperam recuperação do mercado de aço e espaço para ajustes positivos de preços

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements