Menu
2018-12-20T15:19:35-02:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Em pé de guerra com a Justiça

Mais um obstáculo: juiz suspende novamente negociações entre Embraer e Boeing

Processo foi aberto por sindicatos de metalúrgicos de São José dos Campos, Botucatu e Araraquara – que representam a funcionários da Embraer-, juntamente com a Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos. Após a suspensão das negociações, as ações ordinárias apresentaram leve queda de 0,62%.

20 de dezembro de 2018
12:54 - atualizado às 15:19
Embraer – Boeing
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Ainda que o dia tenha sido positivo para os investidores que apostam no acordo entre Boeing e Embraer com as notícias de pagamentos extraordinários de dividendos, uma liminar protocolada ontem suspendeu qualquer ato concreto de transferência da parte comercial da empresa brasileira. É a segunda vez que o juiz Victorio Guizio Neto da 24ª Vara Federal Cível de São Paulo concede liminar para barrar as negociações entre as duas companhias. A Advocacia Geral da União (AGU) já avisou que vai recorrer da decisão ainda hoje.

A diferença é que agora o processo foi aberto por sindicatos de metalúrgicos de São José dos Campos, Botucatu e Araraquara - que representam a funcionários da Embraer-, juntamente com a Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos. Após a suspensão das negociações, as ações ordinárias apresentaram leve queda de 0,62%.

Ao ser procurada, a Embraer informou em nota que "a companhia tomará todas as medidas judiciais cabíveis para reverter a referida decisão e manterá seus acionistas e o mercado informados acerca de quaisquer desdobramentos relevantes relativos à Ação Popular.

Da última vez, o interrompimento do processo foi protocolado por uma ação dos deputados federais do PT Paulo Pimenta (RS), Carlos Zarattini (SP), Nelson Pellegrino (BA)  e Vicente Cândido (SP) contra a companhia brasileira. A ação foi revogada quatro dias depois pelo Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF3), por ordem da AGU.

*Com informações da Agência Estado

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

medida anticrise

Governo vai prorrogar novamente corte de jornada e salário

Programa foi anunciado em abril como medida para evitar um aumento ainda maior do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus

defesas na corte

STF julga ação sobre venda de refinarias da Petrobras; veja o que já foi dito

Corte analisa um pedido de autoria do Senado Federal que alega que o governo federal estaria desmembrando a empresa para vender ativos; julgamento acontece nesta quinta

atenção, acionista

Hypera paga R$ 185,4 milhões em juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, serão de R$0,29290 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte; veja condições

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil registra 1.031 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

O último registro acima de mil mortes pela covid-19 havia ocorrido em 15 de setembro

privatizações

‘Paulo Guedes está desequilibrado’, diz Maia após acusação

Ministro falou que há boatos de que o deputado fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements