Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:42:10-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Tensões entre gigantes

Trump abaixa o tom e sinaliza acordo comercial com a China

Líder americano que espera um entendimento com os chineses para acabar com os conflitos comerciais

16 de novembro de 2018
16:33 - atualizado às 14:42
Donald Trump
Imagem: Shutterstock

Donald Trump resolveu falar sobre China nesta sexta-feira, 16, e agradou bastante o mercado. Ao sinalizar um acordo comercial com o gigante asiático, o presidente americano disparou uma onda de otimismo ao redor do mundo. Aqui no Brasil, o Ibovespa, que já operava em forte alta por conta da equipe econômica anunciada por Bolsonaro, ampliou os ganhos e subia quase 3%.

Em entrevista, Trump disse que espera um entendimento com os chineses para acabar com os conflitos comerciais - que já se estendem por meses. Também aproveitou a fala para soltar uma tradicional alfinetada ao dizer que os Estados Unidos "ajudaram a tornar a China o país que é hoje".

"Não quero colocar a China em posição ruim, mas temos que ter comércio recíproco", Donald Trump.

Há a expectativa de que Trump e o presidente chinês, Xi Jinping, se encontrem durante a reunião do G20, em Buenos Aires, no fim deste mês. Ali seria firmado o acordo comercial entre os países, baseado em uma lista de demandas que os dois governos discutem atualmente.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies