Menu
2019-04-04T14:14:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Em meio à guerra fiscal

Produção industrial e vendas do varejo da China decepcionam em novembro

Produção industrial chinesa subiu 5,4% em novembro na comparação anual, o que representa uma queda ante outubro, quando cresceu 5,9%

14 de dezembro de 2018
7:35 - atualizado às 14:14
guerra comercial
Imagem: Shutterstock

A atividade econômica da China mostrou certa desaceleração em novembro, conforme os dados da produção industrial e das vendas do varejo do período, que vieram abaixo da projeção do mercado.

A boa notícia ficou por conta dos investimentos em ativos fixos, que tiveram ganhos em novembro, com desempenho ligeiramente superior à expectativa.

Os números foram divulgados nesta sexta-feira, 14, pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) do país.

A produção industrial chinesa subiu 5,4% em novembro na comparação anual, o que representa um arrefecimento do ritmo de crescimento verificado em outubro na mesma base de comparação, de 5,9%. O ganho também foi menor do que projetado pelos analistas consultados pelo Wall Street Journal, que também previam alta de 5,9%. Na comparação mensal, o crescimento foi de 0,36% no mês passado.

Da mesma forma, as vendas do varejo avançaram 8,1% na comparação anual de novembro e tiveram desempenho aquém do estimado pelos analistas (8,8%). O dado ainda mostrou desaceleração ante outubro, quando o aumento das vendas foi de 8,6%. No confronto mensal, as vendas avançaram 0,51% em novembro.

Já os investimentos em ativos fixos de áreas não rurais superaram o ganho de janeiro a outubro (5,7%), ao avançar 5,9% no período encerrado em novembro. Os economistas previam alta de 5,8%

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Reação ao balanço

Lucrou, mas não empolgou. Ações do IRB caem mesmo com melhora no resultado

Papéis da resseguradora (IRBR3) estavam entre as maiores quedas do Ibovespa nesta sexta-feira; Credit Suisse vê piora operacional da companhia

Prepare o bolso

Petrobras diz que manterá ritmo de reajustes nos preços de combustíveis

Um executivo confirmou que não haverá mudanças na política de preços da estatal, que segue sem frequência definida

Educação

Ações da Cogna avançam, mesmo com prejuízo líquido de R$ 90,975 milhões no 1º trimestre

Confira outros destaques do balanço da empresa, que viu uma queda de 18,1% nos investimentos

Exile on Wall Street

As bolsas deixaram os fundamentos de lado esta semana — mas você não deve!

A semana é de resultados, mas não se fala em outra coisa a não ser na alta de juros, após reunião do Copom que levou a Selic para 3,5% ao ano. Além disso, a inflação americana, que veio acima da expectativa, elevou as estimativas de juros futuros nos Estados Unidos.  Com isso, mesmo empresas com […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies