Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-11-28T17:30:22-02:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Que mudança!

Cemig revisa balanço trimestral e ajustes fazem o lucro ficar 156% maior

Lucro líquido da estatal mineira chegou a R$ 244,54 milhões, 156% maior do que o informado inicialmente

28 de novembro de 2018
16:21 - atualizado às 17:30
Energia
Novos resultados ficaram acima das projeções do Broadcast/EstadãoImagem: Shutterstock

A Cemig republicou nesta quarta-feira, 28, os seus resultados financeiros do segundo e terceiro trimestres deste ano e os números mostraram uma diferença gigante em relação ao que havia sido publicado anteriormente. Para se ter uma ideia, o lucro líquido da estatal mineira chegou a R$ 244,54 milhões, 156% maior que os R$ 95,548 milhões informados antes.

Vale lembrar que no terceiro trimestre do ano passado, a companhia havia anotado prejuízo líquido de R$ 83,666 milhões.

O motivo da reapresentação está relacionado a divergências identificadas na forma de contabilização da amortização de determinados ativos e passivos financeiros. Segundo a empresa, eles estariam relacionados à Conta de Compensação de Variação de Valores de itens da Parcela A (CVA). Outros componentes financeiros homologados na 4ª revisão tarifária da Cemig D também entraram na conta.

Com a mudança, a receita líquida consolidada da Cemig entre junho e setembro ficou 3,6% maior em relação ao registro inicial, para R$ 6,252 bilhões. Na comparação com igual período de 2017, a alta é de 21,74%.

Já a geração de caixa medida pelo ebitda (lucro antes Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) consolidado da Cemig somou R$ 902,311 milhões, acima dos R$ 682,296 milhões reportados inicialmente e 797% melhores que os R$ 100,569 milhões do ano passado. A margem Ebitda encerrou o trimestre em 11,31%, de 1,97% um ano antes.

Esses novos resultados ficaram acima dos previstos por analistas consultados pelo Prévias Broadcast. O lucro ficou 20,14% acima dos R$ 203,55 milhões estimados, na média das projeções de seis casas consultadas (BTG Pactual, JPMorgan, Santander, Safra, UBS e XP Investimentos). Já a receita líquida ex-construção reportada, de R$ 6,043 bilhões, ficou 9% acima dos R$ 5,543 bilhões previstos, em média, pelos analistas.

No que diz respeito ao segundo trimestre deste ano, a receita reapresentada teve um aumento de 1,32% ante o número reportado inicialmente, ou R$ 73,3 milhões, para R$ 5,6 bilhões. Já o prejuízo líquido do período foi reduzido de R$ 60,37 milhões para R$ 10,88 milhões.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies