Menu
2018-11-28T17:30:22-02:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Que mudança!

Cemig revisa balanço trimestral e ajustes fazem o lucro ficar 156% maior

Lucro líquido da estatal mineira chegou a R$ 244,54 milhões, 156% maior do que o informado inicialmente

28 de novembro de 2018
16:21 - atualizado às 17:30
Energia
Novos resultados ficaram acima das projeções do Broadcast/EstadãoImagem: Shutterstock

A Cemig republicou nesta quarta-feira, 28, os seus resultados financeiros do segundo e terceiro trimestres deste ano e os números mostraram uma diferença gigante em relação ao que havia sido publicado anteriormente. Para se ter uma ideia, o lucro líquido da estatal mineira chegou a R$ 244,54 milhões, 156% maior que os R$ 95,548 milhões informados antes.

Vale lembrar que no terceiro trimestre do ano passado, a companhia havia anotado prejuízo líquido de R$ 83,666 milhões.

O motivo da reapresentação está relacionado a divergências identificadas na forma de contabilização da amortização de determinados ativos e passivos financeiros. Segundo a empresa, eles estariam relacionados à Conta de Compensação de Variação de Valores de itens da Parcela A (CVA). Outros componentes financeiros homologados na 4ª revisão tarifária da Cemig D também entraram na conta.

Com a mudança, a receita líquida consolidada da Cemig entre junho e setembro ficou 3,6% maior em relação ao registro inicial, para R$ 6,252 bilhões. Na comparação com igual período de 2017, a alta é de 21,74%.

Já a geração de caixa medida pelo ebitda (lucro antes Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) consolidado da Cemig somou R$ 902,311 milhões, acima dos R$ 682,296 milhões reportados inicialmente e 797% melhores que os R$ 100,569 milhões do ano passado. A margem Ebitda encerrou o trimestre em 11,31%, de 1,97% um ano antes.

Esses novos resultados ficaram acima dos previstos por analistas consultados pelo Prévias Broadcast. O lucro ficou 20,14% acima dos R$ 203,55 milhões estimados, na média das projeções de seis casas consultadas (BTG Pactual, JPMorgan, Santander, Safra, UBS e XP Investimentos). Já a receita líquida ex-construção reportada, de R$ 6,043 bilhões, ficou 9% acima dos R$ 5,543 bilhões previstos, em média, pelos analistas.

No que diz respeito ao segundo trimestre deste ano, a receita reapresentada teve um aumento de 1,32% ante o número reportado inicialmente, ou R$ 73,3 milhões, para R$ 5,6 bilhões. Já o prejuízo líquido do período foi reduzido de R$ 60,37 milhões para R$ 10,88 milhões.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Energia elétrica

Aneel retira de pauta reajuste da Cemig e prorroga vigência de tarifas atuais

Com isso, as tarifas atuais serão prorrogadas até 30 de junho

Pessimismo aumenta

IIF passa a prever que PIB do Brasil terá contração de 6,9% em 2020

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição explica que a crise terá efeitos duradouros para o País

Mais alívio no câmbio

R$ 5,35: com uma ajuda do exterior, o dólar zerou os ganhos no mês e virou para queda

O clima tranquilo visto nos mercados globais abriu espaço para mais uma queda no dólar à vista — a sexta nas últimas sete sessões. Com isso, a moeda americana voltou aos níveis do fim de abril, afastando-se cada vez mais do patamar dos R$ 6,00

Títulos públicos

Tesouro Direto tem emissão líquida recorde de R$ 1,57 bilhão em abril

Com a emissão recorde, o estoque do programa fechou abril em R$ 60,24 bilhões, um aumento de 3,1% em relação ao mês anterior (R$ 58,44 bilhões)

Em meio à pandemia

56,6 milhões de brasileiros já receberam auxílio emergencial, diz Caixa

Todos receberam o pagamento da primeira parcela do benefício, no valor total de R$ 39,9 bilhões, enquanto 44,2 milhões de brasileiros também já receberam a segunda parcela, em um total de R$ 30,9 bilhões

Em pronunciamento

Em pronunciamento, Maia faz convite à “pacificação dos espíritos”

Sem citar as crises institucionais do Executivo ou mesmo chefes de outros Poderes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez um pronunciamento nesta terça-feira

Renda imobiliária

Vitreo lança primeira carteira de fundos imobiliários e quer captar R$ 100 milhões

Após colocar em operação sua distribuidora de valores no início de maio, a Vitreo lança sua primeira carteira administrada composta de diferentes fundos imobiliários

Esperanças para o fim da crise

Conheça três dos principais estudos que buscam uma vacina contra o coronavírus – e que mexem com o mercado

Notícias do avanço de pesquisas sobre vacinas contra o coronavírus costumam impactar o mercado, que espera ansiosamente por uma solução que permita uma retomada das economias

Coronavírus na estatal

Petrobras tem 181 empregados com covid-19 e 510 recuperados, diz MME

A empresa não registra nenhum óbito entre os seus contratados, segundo o MME

De mãos dadas

Ministros militares agora negociam com o Centrão

Partiu do general reformado Augusto Heleno Ribeiro, o atual ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), na convenção do PSL que confirmou a candidatura de Jair Bolsonaro ao Planalto em julho de 2018, um dos mais duros ataques ao Centrão. Agora, andam de mãos dadas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements