Menu
2019-04-04T14:43:39-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Estatal mineira divulga balanço

A reviravolta e o lucro líquido da Cemig no 3º trimestre

Lucro de R$ 95,5 milhões veio, no entanto, abaixo das projeções de mercado feitas pela Bloomberg

14 de novembro de 2018
20:39 - atualizado às 14:43

A Cemig conseguiu consolidar uma reviravolta financeira no 3º trimestre de 2018 ao registrar um lucro líquido de R$ 95,548 milhões. No mesmo período do ano passado, a estatal mineira havia apresentado um prejuízo de R$ 83,666 milhões.

Segundo o balanço divulgado pela empresa nesta quarta-feira, 14, o lucro só não foi maior por conta de uma despesa de R$ 225,900 milhões, referente aos efeitos das variações cambiais incidentes sobre a dívida captada no mercado internacional (Eurobonds). Esse revés acabou sendo parcialmente compensado pelos efeitos dos ganhos decorrentes da operação de hedge relacionada a esse empréstimo, no montante de R$ 142,418 milhões.

Apesar de positivo, o resultado ficou abaixo das projeções de analistas consultados pela Bloomberg. Na média, eles esperavam um lucro líquido de R$ 180,167

A geração de caixa da empresa, medida pelo chamado Ebitda (lucro antes Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) consolidado somou R$ 682,296 milhões. Esse desempenho foi superior ao registrado no mesmo intervalo do ano passado (R$ 100,569 milhões). Já a margem Ebitda encerrou o trimestre em 11,31%, ante 1,97% de um ano antes.

A receita líquida consolidada atingiu R$ 6,032 bilhões, alta de 17,4%, e o resultado financeiro do terceiro trimestre ficou positivo em R$ 332,063 milhões, ante um resultado negativo de R$ 12,414 milhões do terceiro trimestre de 2017.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Entrevista

‘Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos’, diz presidente da Whirlpool

CEO da fabricante das marcas Consul e Brastemp diz estar cauteloso para investir em produção e em relação à sustentabilidade da demanda, por conta de desemprego e da situação fiscal

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies