Menu
2019-04-04T13:59:56-03:00
Estadão Conteúdo
Dados divulgados pelo BC

Juro médio do cartão de crédito rotativo cai em outubro, para 275,7% ao ano

Taxa do rotativo é uma das mais elevadas entre as avaliadas pelo Banco Central

28 de novembro de 2018
15:48 - atualizado às 13:59

O juro médio total cobrado no rotativo do cartão de crédito caiu 3,4 pontos porcentuais de setembro para outubro, informou neta quarta-feira, 28, o Banco Central (BC). Com isso, a taxa passou de 279,1% para 275,7% ao ano.

O juro do rotativo é uma das taxas mais elevadas entre as avaliadas pelo BC. Dentro desta rubrica, a taxa da modalidade rotativo regular passou de 259,9% para 253,2% ao ano de setembro para o mês passado. Neste caso, são consideradas as operações com cartão rotativo em que houve o pagamento mínimo da fatura.

Já a taxa de juros da modalidade rotativo não regular passou de 292,2% para 291,1% ao ano. O rotativo não regular inclui as operações nas quais o pagamento mínimo da fatura não foi realizado.

No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro passou de 164,5% para 166,1% ao ano.

Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 62,3% para 60,2% de setembro para outubro.

Em abril de 2017, começou a valer a nova regra que obriga os bancos a transferir, após um mês, a dívida do rotativo do cartão de crédito para o parcelado, a juros mais baixos. A intenção do governo com a nova regra era permitir que a taxa de juros para o rotativo do cartão de crédito recuasse, já que o risco de inadimplência, em tese, cai com a migração para o parcelado.

Spread médio no crédito livre

O spread bancário médio no crédito livre subiu de 28,6 pontos porcentuais em setembro para 29,6 pontos porcentuais em outubro.

O spread médio da pessoa física no crédito livre foi de 42,0 para 43,0 pontos porcentuais no período. Para pessoa jurídica, o spread médio passou de 12,1 para 12,7 pontos porcentuais.

O spread médio do crédito direcionado foi de 3,7 para 4,0 pontos porcentuais de setembro para outubro. Já o spread médio no crédito total (livre e direcionado) passou de 17,4 para 18,0 pontos porcentuais no período.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies