A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2018-11-27T18:59:09-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Banco Central oferta mais US$ 1 bilhão no mercado à vista de dólar

Novo leilão de linha com compromisso de recompra será feito nesta quarta-feira. Hoje, BC já colocou US$ 2 bilhões, tirando pressão do mercado que se traduziu em queda de 1,24% na cotação da moeda americana, para R$ 3,874

27 de novembro de 2018
18:59
Dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) fará nova oferta de liquidez em dólar ao mercado de câmbio no pregão desta quarta-feira. O leilão de linha com compromisso de recompra será de US$ 1 bilhão com vencimento em fevereiro e março de 2019.

Nesta terça-feira, o Banco Central (BC) já colocou US$ 2 bilhões no mercado ajudando a atender à demanda por dólares à vista, que sobe sazonalmente no fim de ano em função do aumento das remessas de moeda pelas empresas estrangeiras que estão fechando seus balanços. Esse tipo de operação ocorre com frequência desde 2011.

A decisão de entrar no mercado e prover liquidez com dólares à vista foi tomada na noite de segunda-feira, depois que o dólar teve a maior alta em cinco meses, de 2,6%, e fechou acima da linha de R$ 3,90.

Nesta terça-feira, o mercado respondeu à atuação do BC e a outros vetores e o dólar comercial fechou o pregão com queda de 1,24%, negociado a R$ 3,8739.

Os contratos de FRA de cupom cambial, espécie de termômetro da demanda por moeda física, também fecharam em queda, mas longe das mínimas do dia. As taxas, que estavam rodando acima dos 4%, recuaram para a casa dos 3,8%, mas seguem distantes das mínimas recentes de 3,2%.

Até o fim da semana, o BC deve comunicar se fará ou não a rolagem de uma linha colocada no fim de agosto e que vence no dia 4 de dezembro, no valor de US$ 1,25 bilhão. Se não rolar a linha, o efeito no mercado é de compra de dólares, pois os agentes têm de devolver moeda ao BC.

Também deve ser comunicada a decisão sobre a rolagem dos swaps cambiais que vencem em janeiro de 2019. São US$ 10,3 bilhões nesses contratos que equivalem à venda de dólares no mercado futuro.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Foi tudo graças à peak inflation

11 de agosto de 2022 - 11:07

Imagine dois financistas sentados em um bar. Um desses sujeitos é religioso, enquanto o outro é ateu. Eles discutem sobre a eventual existência de bull markets

MARKET MAKERS

Os princípios: Conheça Ray Dalio, gestor do maior hedge fund do mundo, e seu manual para conseguir o que deseja na vida

11 de agosto de 2022 - 10:47

O livro Princípios se propõe a ser um manual sobre vida e trabalho que Dalio resolveu escrever contendo seus critérios de tomada de decisão que colecionou ao longo da sua vida

Cadê o retorno?

XP (XPBR31) na berlinda: JP Morgan corta recomendação para neutro e diz que o mercado quer ver lucro

11 de agosto de 2022 - 10:33

O JP Morgan mostrou-se preocupado com o salto nos custos e despesas da XP (XPBR31) no trimestre, o que pressionou as margens da empresa

ACELERANDO NA RETA

Bitcoin (BTC) busca os US$ 25 mil, mas alta é ofuscada por disparada de 12% do ethereum (ETH); confira que movimenta as criptomoedas hoje

11 de agosto de 2022 - 10:09

Os investidores estão otimistas com a atualização do ethereum: em julho deste ano, o ETH acumulou alta de 57,7% e sobe 14,9% nos primeiros dias de agosto

NADA DIPLOMÁTICO

Paulo Guedes fala em “ligar o foda-se” para França, maior empregador estrangeiro no Brasil

11 de agosto de 2022 - 9:36

O país europeu é terceiro que mais investe no Brasil; as exportações para a França vêm crescendo 18% neste ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies