Menu
2019-07-24T14:59:47-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Cartões

Resultado da Cielo afeta ações da Stone e PagSeguro em Nova York

Mais do que o balanço, é a disposição demonstrada pela Cielo em pegar pesado na guerra de preços nesse mercado que deixa os investidores de PagSeguro e Stone com um pé atrás

24 de julho de 2019
14:42 - atualizado às 14:59
Maquininhas de cartão em guerra
Maquininhas de cartão de Stone, Rede, Cielo e PagSeguro - Imagem: Montagem Andrei Morais/Seu Dinheiro

A reação da Cielo na guerra das maquininhas de cartão mexeu com as ações das concorrentes negociadas em Nova York. Por volta das 14h20, os papéis da PagSeguro recuavam 2,05% e os da Stone, 2,93%. Na contramão, as ações da Cielo disparavam 8,44% na B3.

Em sua estratégia de brigar por participação de mercado, e não por rentabilidade, a Cielo começa a entregar o que prometeu. A empresa controlada por Banco do Brasil e Bradesco registrou queda de 33% no lucro no segundo trimestre deste ano. Mas apresentou um aumento de 9% nos volumes negociados em suas maquininhas, ainda que em troca de uma queda nas receitas.

Mais do que os resultados, é a disposição demonstrada pela Cielo em pegar pesado na guerra de preços nesse mercado que deixa os investidores de PagSeguro e Stone com um pé atrás hoje, segundo um analista com quem eu conversei.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Em entrevista coletiva hoje pela manhã, o presidente da Cielo, Paulo Caffarelli, disse que ainda tem "bastante apetite" para continuar nessa disputa. Em outras palavras, a empresa parece disposta a sacrificar ainda mais as margens de lucro para não perder mercado.

Mesmo com a queda de hoje, quem possui ações da PagSeguro ou da Stone não tem do que reclamar. No ano, os papéis da PagSeguro, que são negociados na bolsa de Nova York, acumulam valorização de 144%. Já as da Stone, listadas na Nasdaq, registram um ganho acumulado de 81% em 2019.

A Cielo é o reverso dessa moeda, já que as ações acumulam uma queda de 14,5% no ano mesmo com a forte alta no pregão desta quinta-feira. Nos últimos 12 meses, a empresa perdeu mais da metade do valor de mercado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

APROVADO

Cade aprova compra da Nextel pela Claro sem restrições

O negócio já havia sido aprovado pela Superintendência Geral do Cade em setembro, mas, após recurso apresentado pela concorrente TIM no mês seguinte, foi reavaliado pelos conselheiros do tribunal

Entre 1,50% e 1,75% ao ano

Fed mantém juros dos EUA estáveis e confirma a expectativa dos mercados

O ciclo de corte de juros nos EUA foi interrompido. Após três reduções consecutivas de 0,25 ponto, O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) manteve a taxa básica inalterada na faixa entre 1,50% e 1,75% ao ano. A decisão foi unânime. Era uma decisão amplamente esperada pelo mercado, dados os recentes sinais de aquecimento […]

situação complicada

Paralisação da OMC tira do Brasil via para questionar taxas americanas sobre o aço

Tribunal da OMC é o órgão máximo de apelação para questionamentos de condutas comerciais entre países e perdeu o quórum mínimo necessário para que continue funcionando

altas do dia

Ações de Kroton e Estácio sobem forte após MEC ampliar ensino a distância no País

Medida tende a reduzir os custos de ambas as empresas; segundo um analista, entram na conta dos investidores a perspectiva de melhora da economia

fala presidente

Em dia de decisão do BC, Bolsonaro diz que torce por juro menor

Nesta data, o Comitê de Política Monetária (Copom) anuncia decisão. A expectativa do mercado é de corte para 4,5%.

Direto da Nasdaq

“Nossa jornada está só começando”, diz Benchimol, no lançamento do IPO da XP

Existe uma oportunidade enorme no Brasil, afirmou Benchimol, durante a cerimônia que marcou o início da negociação das ações da XP na Nasdaq. Os papéis disparam mais de 20% nesta tarde, já na faixa de US$ 32

Novidade na bancada

Joice Hasselmann é a nova líder da bancada do PSL na Câmara

Disputa entre os dois grupos criados no PSL, os “bolsonaristas”, ligados a Jair Bolsonaro, e os “bivaristas”, do presidente do partido, Luciano Bivar (PE), tem como pano de fundo o controle dos recursos recebidos pelo PSL

Mercados agora

À espera de decisão sobre juros, Ibovespa tem leve alta; dólar cai a R$ 4,12

Fed e Copom anunciam hoje suas decisões de juros. Em meio à expectativa, o Ibovespa opera em ligeira alta, em linha com os mercados globais

De olho no futuro

Depois de ano desafiador, lucro das aéreas em 2020 deve crescer 13,1%, diz Iata

Com o menor preço do petróleo, a conta de combustível das aéreas em 2020 deverá ser de US$ 182 bilhões, 22,1% das despesas, contra US$ 188 bilhões em 2019, o que correspondeu a 23,7% das despesas no ano.

Oferta de ações

Após barrar Vitreo, XP lança fundos para investir em suas próprias ações na Nasdaq

Os produtos seguem o modelo da Vitreo, que lançou na semana passada dois fundos para aplicar no IPO, mas foi barrada na oferta pela XP. A diferença é que os fundos criados pela XP terão proteção contra a variação cambial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements