Menu
2019-01-22T20:03:07+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Efeito da mudança da embaixada de Israel

Líder árabe diz que embargo saudita à carne brasileira é retaliação ao governo Bolsonaro

Amr Moussa afirmou que países árabes estão enfurecidos com a decisão de Bolsonaro de mudar a embaixada de Israel para Jerusalém; ações da BRF caem forte na bolsa

22 de janeiro de 2019
16:53 - atualizado às 20:03
Jair Bolsonaro
Sauditas anunciaram o descredenciamento de 33 unidades exportadoras de carne de frango do Brasil - Imagem: Shutterstock

A decisão da Arábia Saudita de suspender a compra de carne de frango do Brasil seria uma retaliação à ideia estudada pelo governo Bolsonaro de mudar a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. A informação foi divulgada pelo secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa, durante as reuniões do Fórum Econômico Mundial em Davos.

Segundo Moussa, "o mundo árabe está enfurecido (com o Brasil), e essa é uma expressão de protesto contra uma decisão errada por parte do país". O secretário árabe também disse que "os países árabes seguem sem entender o motivo pelo qual o novo presidente do Brasil trata o mundo árabe desta forma". Para ele, a única forma de evitar pautas hostis como a decisão saudita é o governo brasileiro desistir da ideia.

Barrados na fronteira

O governo saudita anunciou nesta terça-feira, 22, ter descredenciado 33 unidades habilitadas a exportar carne de frango para o país, de um total de 58. No Brasil, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) esclareceu que das 58 plantas 30 estavam de fato exportando o produto para os sauditas. E destas 30, 25 continuam habilitadas.

O movimento teve forte impacto na bolsa, sobretudo sobre a BRF e a Marfrig. Ações ordinárias da Marfrig lideravam as perdas do Ibovespa nesta tarde e caíam 4,31% às 16h30. No mesmo momento, papéis da BRF perdiam 4,16%.

Vale lembrar que, há poucas semanas, a Liga Árabe decidiu aumentar a pressão sobre o governo de Bolsonaro e aprovou, no Cairo, uma resolução pedindo que o Brasil "respeite o direito internacional" e que abandone a ideia de mudar a embaixada do País de Tel-Aviv para Jerusalém.

Outra decisão anunciada por Cairo foi o envio de uma "delegação de alto escalão" ao Brasil para lidar com a crise e para informar ao novo governo de Bolsonaro da necessidade de "cumprir o direito internacional" no que se refere à situação de Jerusalém.

Governo reage

Membros do governo Bolsonaro também reagiram à fala do secretário-geral da Liga Árabe. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, afirmou que "não dá para saber se decisão dos sauditas teve viés ideológico".

Já o presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse que a intenção do presidente Jair Bolsonaro de mudar a embaixada em Israel não deveria ser motivo para um embargo saudita, à medida que ainda não foi concretizada.

"A embaixada não está mudada ainda, o pessoal está se antecipando ao inimigo", declarou Mourão, quando perguntado se a suspensão seria uma retaliação.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

De olho nos valores

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,36% em junho em dez capitais

A pesquisa mostrou que, no mês, todas as dez capitais pesquisadas tiveram alta nos preços médios: Brasília (0,04%), Fortaleza (0,06%), Salvador (0,08%), Porto Alegre (0,16%), Rio de Janeiro (0,18%), Belo Horizonte (0,19%), Curitiba (0,19%), Goiânia (0,22%), Recife (0,38%) e São Paulo (0,68%)

DE OLHO NO GRÁFICO

Bitcoin em nova alta e S&P no sinal amarelo

Fausto Botelho está estupidamente otimista com o bitcoin, que pode ter uma nova onda de valorização. Já o S&P, principal índice americano, pode trazer um terremoto para o resto do mundo

De olho nos próximos recebidos

Preparação de atendimento pela Caixa contribuiu para adiamento de saque do FGTS

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho

Entenda o caso

Depois de fixar o preço dos papéis em R$ 1,10 no follow-on, ações da Tecnisa despencam mais de 9%

O mais provável é que a queda vertiginosa esteja associada ao fato de que o papel esteja se ajustando ao preço estipulado na oferta de ações

A hora é agora

Como consultar o seu saldo do FGTS

Medida que injeta até R$ 30 bilhões na economia deve ser anunciada na próxima semana. Saiba como consultar o seu saldo do FGTS

Novidades na prateleira

RCI Brasil, das montadoras Renault e Nissan, passa a oferecer CDB com liquidez diária e rentabilidade de 102% do CDI

A desvantagem é que o valor inicial de aplicação do investimento é um pouco alto. No caso do Banco Sofisa, por exemplo, o valor inicial de aplicação é de R$ 1. Já no Inter e no C6 Bank, a aplicação inicial é de R$ 100

Aos números

Economia com reforma da Previdência após 1º turno fica em R$ 914,3 bilhões

Impacto fiscal ao longo de 10 anos sobe a R$ 933,5 bilhões, considerando aumento CSLL sobre os bancos. MP de fraudes pode render outros R$ 200 bilhões

alteração na agenda

Anúncio sobre FGTS fica para a próxima semana, diz Onyx

Segundo o ministro, as equipes técnicas do Ministério da Economia ainda trabalham em cima dos ajustes necessários

dinheiro na mão

Economistas recomendam sacar recursos do fundo

Aprovada a medida do governo para o saque das contas do FGTS, a orientação dos especialistas é para que os trabalhadores quitem débitos ou invistam

controvérsia

Setor de construção critica liberação de saques do FGTS

Recursos para o trabalhador devem diminuir o total disponível para a construção, o que pode aumentar o déficit habitacional do País, diz vice-presidente de sindicato

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements