Menu
2019-04-22T13:13:29+00:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
EMPRESA DE LEMANN E BUFFETT

Após perdas bilionárias, Kraft Heinz troca CEO e escolhe nome forte em marketing

O português Miguel Patricio assume o lugar de Bernardo Hees, que permanece na empresa até dia 30 de junho para um período de transição

22 de abril de 2019
11:07 - atualizado às 13:13
Miguel_Patricio_April_2019
Miguel Patricio indicado como novo CEO da Kraft Heinz; ele será efetivado em 1º de julho , - Imagem: Business Wire

A Kraft Heinz anunciou que a partir do dia 1º de julho terá um novo CEO. Quem assume o posto é Miguel Patricio, ocupando o lugar que até então era do brasileiro Bernardo Hees, informou a empresa em comunicado para investidores divulgado hoje, 22.

Patrício entra para promover uma virada na companhia, que teve desempenho financeiro frustrante, conforme resultados divulgados no início deste ano. O executivo disse que nos próximos dois meses vai se debruçar para entender os negócios da companhia a fundo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Natural de Portugal, Patricio assume o cargo na Kraft Heinz após uma passagem bem sucedida pela Anheuser-Busch InBev (AB InBev) — multinacional de bebidas e cervejas formada em 2004, com a fusão da belga Interbrew e da brasileira Ambev. O português era parte da liderança executiva da empresa, onde ocupou várias posições.

Na AB InBev, Patricio esteve à frente do marketing da empresa entre 2012 e 2018. Ele ajudou a companhia a desenvolver e implementar uma estratégia de anúncios globais para as marcas Corona, Budweiser e Stella Artois, acelerando o crescimento das vendas orgânicas.

O número representou mais de um terço do crescimento orgânico da AB InBev e, como consequência, mais de 20% das receitas da empresa no final de 2018 — época em que a Kraft Heinz ficou entre as mais premiadas no festival de publicidade de Cannes.

Além da AB InBev, Patricio trabalhou em empresas como Philip Morris, Coca-Cola Company e Johnson & Johnson.

Tombo recente

A Kraft Heinz não está exatamente numa situação confortável. No início deste ano, a fabricante dos ketchups e mostardas divulgou resultados abaixo do esperado por analistas para o quarto trimestre de 2018. Como consequência, suas ações chegaram a desabar quase 28%.

A empresa teve um prejuízo de US$ 12,6 bilhões de dólares, em razão da necessidade, não programada, de reduzir o valor de algumas das suas maiores marcas. Isso levou a uma baixa contábil de US$ 15,4 bilhões.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O CLIMA ESQUENTOU

Bolsonaro ameaça demitir Levy por nomeação de diretor que trabalhou no governo PT

Na sexta-feira, 14, durante café da manhã com jornalista, Bolsonaro demitiu o presidente dos Correios, general Juarez Cunha

RALI

Nada de Bitcoin: criptomoeda que valorizou 330% em 2019 tem outro nome

Segundo analistas, há pelo menos duas razões claras para o movimento de alta do Litecoin. Entenda o que está causando esse fenômeno

ENTREVISTA

“Não vou impor uma solução e destruir a reforma”, diz Samuel Moreira

Relator da proposta conta ter abdicado inclusive de convicções próprias em favor da construção de um texto com apoio suficiente das lideranças

NOS TRILHOS

Rumo avaliará participar de Fiol e Ferrogrão

Ferrovias estão entre os mais importantes projetos ferroviários para o escoamento de commodities, como grãos e minério de ferro, do Brasil

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Sai da minha aba, Estado

O Estado é aquele gigante metido que mais atrapalha do que ajuda. Os empreendedores precisam tirar ele do seu caminho. Confira as mais lidas da semana no Seu Dinheiro

O FRUTO DA CANNABIS

Cofres cheios de verde: Colorado atinge US$ 1 bilhão em arrecadação com maconha

Pioneiro na legalização do comércio da erva, estado americano comemora cifra e quer atrair empresas para expandir e lucrar ainda mais com o setor

MAIS UM PRA CONTA

Bolsonaro demite terceiro militar em uma semana

Segundo o presidente, Cunha “foi ao Congresso e agiu como sindicalista” ao criticar a privatização da estatal e tirar fotos com parlamentares da oposição

"Cash is king"

O risco “oculto” que deixa até famílias ricas sem dinheiro para pagar as contas

Já pensou ter milhões em imóveis, mas nem um tostão para o dia a dia? A falta de liquidez é um vilão até para os mais ricos. Saiba como fugir dessa armadilha

Olha ele aí

Michael Klein confirma compra de 1,6% de ações da Via Varejo em leilão da B3

Com o movimento, Klein agora se torna o maior acionista de referência da companhia de varejo

De costas para o ministro

Ramos: não nos contaminaremos pela fala de Guedes num momento bom da reforma

Ministro da Economia, Paulo Guedes, fez críticas nesta sexta-feira, 14, aos deputados depois da apresentação do relatório da reforma

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements