Menu
2019-03-14T07:06:36+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Vai que vai

Eleito para presidir CCJ disse que vai conversar com parlamentares sobre calendário de tramitação da Previdência até a próxima quarta-feira (20)

O primeiro desafio da CCJ será a reforma da Previdência (PEC 6/19). Isso porque ela começará a ser analisada nessa comissão e Francischini já disse que vai negociar um calendário para a votação

14 de março de 2019
7:06
Previdência Social,Reforma da Previdência
previdencia -

Depois de uma longa e confusa votação, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputado elegeu na noite de ontem (13) a figura que vai presidir a comissão e comandar as negociações para verificar a admissibilidade da Reforma da Previdência. O eleito para assumir o cargo foi o deputado Felipe Francischini (PSL-PR), com 47 votos. Na votação, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) também foi escolhida para assumir a primeira vice-presidência, com 39 votos. As informações são da Agência Câmara.

O primeiro desafio da CCJ será a reforma da Previdência (PEC 6/19). Isso porque ela começará a ser analisada nessa comissão e Francischini já disse que vai negociar um calendário para a votação. "Até quarta-feira que vem, quero conversar individualmente com todos os titulares e suplentes para tentar, da melhor maneira possível, chegar a um consenso para a tramitação e um calendário da reforma da Previdência", relatou o novo presidente da Comissão.

A CCJ terá o prazo mínimo de cinco sessões do Plenário para se manifestar sobre a constitucionalidade da reforma. Ou seja, ela será responsável por analisar aspectos constitucionais, legais, jurídicos, regimentais e de técnica legislativa, além da análise da admissibilidade de Propostas de Emenda Constitucional (PECs). Apenas depois, a proposta poderá ser analisada por uma comissão especial e depois passar pela votação em dois turnos no Plenário.

Mas as negociações não devem ser fáceis. Ontem mesmo o deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE) disse que a chegada do projeto sobre a Previdência dos militares deve chegar antes de ser feita a análise sobre a reforma dos civis.

Agora, o outro desafio será a escolha do relator, que poderá ser um deputado com maior tempo de casa para ajudar nas negociações.

Mas quem é Francischini?

Ao contrário de outros nomes que estavam sendo cotados para assumir a CCJ, Francischini está em sua primeira legislatura na Câmara dos Deputados, mas não é um novato completo na política. Ele é filho do ex-deputado Delegado Francischini. Foi eleito com 241 mil votos e já foi deputado estadual pelo Paraná anteriormente.

O fato de a Comissão, que é considerada a mais importante da Casa, estar nas mãos do partido de Bolsonaro pode ajudar o presidente na tramitação do projeto. Mas ainda é cedo para dizer como será a articulação de Francischini, já que ele terá contar com o apoio da base aliada e de outros partidos para garantir a boa tramitação da Previdência.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Corrida contra o tempo

Câmara e Senado devem votar hoje MP que permite capital estrangeiro em áreas; Gol e Azul sobem na bolsa

MP do setor aéreo foi editada no fim do ano passado por Michel Temer e permite que estrangeiros possam deter até 100% do capital das aéreas brasileiras

Mais perto do que se imagina

Sem reformas, País deve violar “regra de ouro” em 2020 e ter recessão, diz OCDE

Organização acredita que não aprovação das reformas resultaria em custos de financiamento mais altos e consequentemente um crescimento mais baixo

A volta da esquerda?

Quatro a cada 10 norte-americanos apoiam o socialismo, diz pesquisa

Levantamento da Gallup mostra que 43% das pessoas acreditam que o socialismo é algo bom para o País, enquanto para 51% ainda é algo ruim; números contrastam com pesquisa de 70 anos atrás

Fraudes em fundos de pensão

Justiça ratifica denúncia de Operação Rizoma contra desvios no Postalis e Serpros

Entre os acusados estão o empresário Milton Lyra, o “operador do MDB”, o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o empresário Arthur Mario Pinheiro Machado

Blog da Angela

Grandes fundos emprestaram uma bolada de dinheiro para o governo. Por que isso é ruim?

Patrimônio de fundos sob gestão dos maiores administradores do país está comprometido em 80% com títulos públicos; ações respondem por 3,5% e aplicações no exterior por 0,5% do total

Bateu o pé

Presidente da Comissão Especial reafirma calendário da reforma da Previdência e diz que relatório sai até dia 15

Prazo para apresentação de emendas, que encerraria nesta quinta-feira, 23, deve ser adiado para o dia 30

De olho no gráfico

É hora de comprar Ambev, BB, Petrobras e outras blue chips da Bolsa?

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

Aliança ambiciosa

EDP e Engie assinam memorando para criação de joint venture no setor eólico

Em nota, a EDP informa que as duas empresas combinarão seus ativos eólicos offshore e os projetos em desenvolvimento na recém-criada joint venture, que deve estar em operação até o fim de 2019

Câmbio

BC rola mais US$ 1,25 bilhão em leilão linha com compromisso de recompra

Operações foram anunciadas na sexta-feira. Ontem, rolagem também foi de US$ 1,25 bilhão e ainda teremos mais uma operação amanhã

Nada muda (ufa!)

Fitch reafirma rating do Brasil em “BB-“, com perspectiva estável

Nota do País segue limitada pelas fraquezas nas finanças, perspectivas de crescimento fracas, corrupção e um ambiente político turbulento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements