Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Decisão muito aguardada pelo mercado

Bolsonaro anuncia aprovação de joint venture entre Boeing e Embraer

Presidente utilizou sua conta no Twitter para informar sobre a decisão e afirmou que negócio “não afeta a soberania da Nação”

10 de janeiro de 2019
20:22 - atualizado às 20:40
Negociação deve ser concluída até o fim do anoImagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Tá liberada! O governo anunciou na noite desta quinta-feira, 10, a aprovação da parceria estratégica entre a Embraer a Boeing. Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a União não se opõe ao andamento do acordo e que "ficou claro que a soberania e os interesses da Nação estão preservados". A expectativa agora é de que a negociação seja concluída até o final de 2019.

Bolsonaro publicou uma foto de uma grande reunião que ocorreu no Palácio do Planalto para tratar do assunto, no final da tarde de hoje. Participaram do encontro representantes dos Ministérios da Defesa, Ciência e Tecnologia, Relações Exteriores, Economia e também das Forças Armadas. Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que o encontro serviu para que fossem apresentados os termos das tratativas, iniciadas no governo Michel Temer.

As duas empresas firmaram, no mês passado, os termos da joint venture contemplando a aviação comercial da Embraer e serviços associados. A Boeing terá participação de 80% na nova empresa e a Embraer, os 20% restantes.

A brasileira e a americana também chegaram a um acordo sobre os termos de uma segunda joint venture para promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. De acordo com a parceria proposta, a Embraer deterá 51% de participação na joint venture e a Boeing, os 49% Restantes.

Em nota divulgada ao mercado, a Embraer informou que, "como próximo passo do processo, o Conselho de Administração da Embraer deverá ratificar a aprovação prévia dos termos do acordo e autorizar a assinatura dos documentos da operação. Em seguida, a parceria será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, bem como a outras condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo. Caso as aprovações ocorram no tempo previsto, a expectativa é que a negociação seja concluída até o final de 2019".

Segundo a Embraer, a parceria estratégica com a Boeing irá possibilitar a ambas as empresas acelerar o crescimento em mercados aeroespaciais globais.

Idas e vindas

Na semana passada, Bolsonaro levantou a possibilidade de revisão no acordo, que depende de aval do presidente. Depois das declarações, as ações da Embraer lideraram as quedas da B3, a bolsa paulista, com retração de 5,1%.

Na ocasião, Bolsonaro havia afirmado em entrevista que, segundo a última versão do contrato, informações tecnológicas podem ser repassadas à empresa de aviação americana. O presidente não detalhou, no entanto, que tipo de dados poderiam ser acessados, mas falou em proteção do patrimônio nacional.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Conteúdo patrocinado por Startse

Milionária sem sair da cama

O caso da inglesa que ficou milionária trabalhando de pijama no quarto – e o número de brasileiros que querem enriquecer da mesma forma.

OBRIGADA, LEITOR!

Seis meses com o Seu Dinheiro

Projeto foi lançado em 24 de setembro e já tem mais de 800 mil leitores por mês no site e 65 mil cadastrados para as newsletters diárias. Conheça a linha editorial, saiba quem não somos e como ganhamos dinheiro.

Entrevista com o cientista político

“Presidente não demonstra capacidade de articulação”, afirma Sérgio Abranches

Autor do termo “presidencialismo de coalizão” nos anos 1980, Abranches afirma que “não faz sentido” o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ser articulador político de qualquer agenda do governo

Todo mundo se estranhando...

Bolsonaro rebate Maia e cita “velha política”

O presidente também alegou não saber por que Maia anda tão “agressivo” com ele

Bon vivant

Mergulhe no maravilhoso mundo dos cafés especiais

Além de apreciar safras de pequenos produtores, amantes da bebida podem tomar um banho terapêutico ou sobrevoar plantações a bordo de um balão

Fintech

Fundo do BNDES investe em ‘bolsa’ de cotas de consórcio

Com sede na Bahia, o Bom Consórcio funciona como uma plataforma de compra e venda de cotas de pessoas que desistiram ou deixaram de pagar as prestações

IR 2019

Guia: como declarar os seus investimentos no imposto de renda 2019

Você também precisa prestar contas das suas aplicações financeiras ao Leão! Confira nosso guia completo sobre como declarar investimentos no IR 2019

GUIA

Ebook sobre como declarar investimentos no Imposto de Renda 2019

Saiba como declarar rendimentos e saldos em ações, títulos do Tesouro Direto, fundos de investimento, fundos imobiliários, imóveis, COE, poupança e outras aplicações financeiras.

Tretas à vista?

Maia diz que Guedes tenta intervir na escolha do relator da Previdência

O ataque a Guedes tinha outro alvo, o presidente da República, Jair Bolsonaro

Em viagem a São Paulo

Maia se encontra com Doria e diz que nova Previdência permitirá melhor ambiente fiscal nos Estados

Segundo Maia, seu diálogo com os governadores acontece desde que foi reeleito, mas no caso específico de São Paulo, “Doria se mostra preocupado com a reforma da Previdência”, reforçou.

Hora de receber o dinheiro de volta

Em rede social, Bolsonaro diz que quer endurecer cobrança de dívidas e recuperar R$ 4 bilhões ao ano

Ontem, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) detalhou as medidas previstas no referido projeto de Lei 1.646/2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu