Menu
2019-07-21T07:43:08+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Geração desconectada?

Bilionários, Bill Gates e Elon Musk estão decepcionados com a maneira das pessoas pensarem hoje em dia

Fundador da Microsoft resolveu fazer um alerta pelo Twitter que, no mínimo, vai fazer você repensar sobre seus hábitos de informação

14 de junho de 2019
15:28 - atualizado às 7:43
Bill Gates, fundador da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla
Bill Gates, fundador da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Shutterstock

Personalidades de sucesso no mundo dos negócios sempre despertam o interesse de quem investe no mercado financeiro. Afinal, a maneira como eles conduziram seu patrimônio é invejável e há muito o que se aprender com seus passos, não é mesmo?

O magnata Bill Gates, fundador da toda poderosa Microsoft, é um daqueles nomes que por onde passa coleciona seguidores. E nesta semana ele resolveu fazer um alerta que, no mínimo, vai fazer você repensar sobre seus hábitos de informação. Segundo ele, as pessoas estão cada vez mais desconectadas da realidade do mundo, e a culpa disso está na forma como as notícias chegam até elas (na maioria das vezes, distorcidas).

Em uma postagem em sua conta no Twitter, Gates usou como exemplo alguns dados interessantes sobre a população dos Estados Unidos. Haviam quatro colunas: a primeira mostrava as causas de morte nos EUA em 2016, lideradas pela doença cardíaca e câncer - que compreendiam quase 60%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A coluna seguinte descrevia as pesquisas do Google nos EUA no mesmo ano, e essas mesmas doenças apresentavam resultados diferentes: procuras por câncer correspondiam a 37%, enquanto doença cardíaca levava ínfimos 2%. Na lista também apareciam termos como acidentes de trânsito, derrame, diabetes, pneumonia, suicídio, homicídio e terrorismo.

Mas a grande surpresa estava nas duas últimas colunas da postagem, que mostrava dados sobre a cobertura de dois dos jornais de maior circulação no mundo: o americano The New York Times e o britânico The Guardian. Enquanto o Top 2 de causas de mortes nos EUA ocupavam posições tímidas (câncer com a fatia de 13,5% e doença cardíaca com 2,5%), outros temas como homicídio (22,8%) e terrorismo (35,7%) monopolizavam o noticiário.

A grande crítica de Gates foi exatamente a seleção pouco benéfica de informações que chegam até as pessoas por meio da mídia. Para ele, essa falha é a principal causa da desinformação e dos preconceitos das pessoas.

O tal do medo

O fundador da Microsoft também pareceu frustrado com a maneira que o medo domina nosso pensamento e nossa cobertura de mídia. E nesse tema, ele acabou ganhando um reforço de argumento de mais um dos homens mais ricos do mundo: Elon Musk.

O CEO da Tesla respondeu o tuíte de Gates afirmando que "medo e memes trazem cliques". Traduzindo, a declaração foi mais uma alfinetada no sentido de que, em sua busca por audiência, a mídia apela a recursos extremos na tentativa de atrair a atenção dos leitores.

No meio de tantos alertas, as perguntas que ficam são: qual seria o jeito para reverter esse quadro? Como deixamos de ser atraídos pelo insignificante? Como nos persuadimos a nos concentrar no que é verdadeiramente vital?

Deixo então para você, caro leitor do Seu Dinheiro, fazer uma reflexão sobre esse tema. Deixe nos comentários abaixo a sua opinião a respeito das informações que as pessoas têm recebido ultimamente.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Objetivo muito distante

Maia diz ser ‘temerário’ falar em privatização da Petrobras até 2022

Presidente da Câmara ressaltou que, por ser a Petrobras uma empresa de capital aberto, o assunto da venda fica mais delicado

Mas e o prazo?

Jereissati diz que relatório da reforma da Previdência não será mais entregue nesta sexta-feira

Pelo cronograma inicial, o relatório seria lido na comissão na próxima quarta-feira, 28

Seu Dinheiro na sua noite

Quem manda é o lucro

Vermelho ou verde? Para facilitar a vida de míope mal curado, deixo sempre as duas cores bem berrantes na tela de cotações que fica a meu lado para saber rapidamente quando a bolsa e as principais ações do Ibovespa estão em alta ou em queda. Hoje foi o típico dia em que um único ponto […]

Ninguém segura!

Azul fecha acordo com aérea regional Asta e amplia operações em Mato Grosso

Focada em viagens ligadas ao agronegócio, a ASTA existe desde 1995 e, atualmente, opera onze voos diários no Mato Grosso

Falta gás

Apesar de espera positiva por FGTS, mercado de trabalho ainda trava ímpeto de compra

Analistas da FGV afirmam que o saldo positivo do Índice de Confiança do Consumidor em agosto deve ser encarado com certa cautela

Ninguém mexe!

Governo não cogita alterar meta fiscal, diz Ministério da Economia

Meta limita o déficit primário do governo para este ano a R$ 139 bilhões

Se deu bem

Conselho da Anatel aprova termo que troca multas contra a TIM por iniciativas de melhora de atendimento

Acordo prevê a troca de R$ 627 milhões em sanções por uma série de iniciativas que a companhia deverá assumir e colocar em prática

Em debate no Congresso

Campos Neto diz estar seguro que PL da autonomia do BC blindará a instituição e a UIF, ex-Coaf

Declarações foram feitas nesta manhã durante a posse do novo presidente da UIF, Ricardo Liáo

Tá difícil de acreditar

Confiança de micro e pequeno empresário cai 7,6% nos primeiros sete meses do ano

Para 53% dos pessimistas com a economia, são as incertezas políticas que justificam sentimento negativo

No meio do caminho tinha uma pedra

Relator da Previdência no Senado diz que indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada atrapalha tramitação da reforma

Indicação ainda não foi oficializada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, pai do deputado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements