Menu
2019-06-14T18:08:43+00:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Geração desconectada?

Bilionários, Bill Gates e Elon Musk estão decepcionados com a maneira das pessoas pensarem hoje em dia

Fundador da Microsoft resolveu fazer um alerta pelo Twitter que, no mínimo, vai fazer você repensar sobre seus hábitos de informação

14 de junho de 2019
15:28 - atualizado às 18:08
Bill Gates, fundador da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla
Bill Gates, fundador da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla - Imagem: Shutterstock

Personalidades de sucesso no mundo dos negócios sempre despertam o interesse de quem investe no mercado financeiro. Afinal, a maneira como eles conduziram seu patrimônio é invejável e há muito o que se aprender com seus passos, não é mesmo?

O magnata Bill Gates, fundador da toda poderosa Microsoft, é um daqueles nomes que por onde passa coleciona seguidores. E nesta semana ele resolveu fazer um alerta que, no mínimo, vai fazer você repensar sobre seus hábitos de informação. Segundo ele, as pessoas estão cada vez mais desconectadas da realidade do mundo, e a culpa disso está na forma como as notícias chegam até elas (na maioria das vezes, distorcidas).

Em uma postagem em sua conta no Twitter, Gates usou como exemplo alguns dados interessantes sobre a população dos Estados Unidos. Haviam quatro colunas: a primeira mostrava as causas de morte nos EUA em 2016, lideradas pela doença cardíaca e câncer - que compreendiam quase 60%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A coluna seguinte descrevia as pesquisas do Google nos EUA no mesmo ano, e essas mesmas doenças apresentavam resultados diferentes: procuras por câncer correspondiam a 37%, enquanto doença cardíaca levava ínfimos 2%. Na lista também apareciam termos como acidentes de trânsito, derrame, diabetes, pneumonia, suicídio, homicídio e terrorismo.

Mas a grande surpresa estava nas duas últimas colunas da postagem, que mostrava dados sobre a cobertura de dois dos jornais de maior circulação no mundo: o americano The New York Times e o britânico The Guardian. Enquanto o Top 2 de causas de mortes nos EUA ocupavam posições tímidas (câncer com a fatia de 13,5% e doença cardíaca com 2,5%), outros temas como homicídio (22,8%) e terrorismo (35,7%) monopolizavam o noticiário.

A grande crítica de Gates foi exatamente a seleção pouco benéfica de informações que chegam até as pessoas por meio da mídia. Para ele, essa falha é a principal causa da desinformação e dos preconceitos das pessoas.

O tal do medo

O fundador da Microsoft também pareceu frustrado com a maneira que o medo domina nosso pensamento e nossa cobertura de mídia. E nesse tema, ele acabou ganhando um reforço de argumento de mais um dos homens mais ricos do mundo: Elon Musk.

O CEO da Tesla respondeu o tuíte de Gates afirmando que "medo e memes trazem cliques". Traduzindo, a declaração foi mais uma alfinetada no sentido de que, em sua busca por audiência, a mídia apela a recursos extremos na tentativa de atrair a atenção dos leitores.

No meio de tantos alertas, as perguntas que ficam são: qual seria o jeito para reverter esse quadro? Como deixamos de ser atraídos pelo insignificante? Como nos persuadimos a nos concentrar no que é verdadeiramente vital?

Deixo então para você, caro leitor do Seu Dinheiro, fazer uma reflexão sobre esse tema. Deixe nos comentários abaixo a sua opinião a respeito das informações que as pessoas têm recebido ultimamente.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Seu Dinheiro na sua noite

Insiste em zero a zero e eu quero um a um

Você disse que não sabe se não. Mas também não tem certeza que sim. Se Djavan fosse um analista de mercado, representaria o sentimento dos investidores sobre o que vai acontecer com as taxas de juros no país. Para muita gente, não é mais uma questão de “se”, mas de “quando” a Selic vai cair. […]

Tá liberado!

Governo amplia setores autorizados a trabalhar aos domingos e feriados

A partir de hoje, 78 setores estão autorizados a funcionar nesses dias. Entre os novos segmentos está o comércio em geral

Agora vai?

Leilão de ativos da Avianca Brasil acontecerá no dia 10 de julho

Colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo liberou a decisão sobre a na manhã de ontem

Preenchendo a vaga

À espera de aprovação do nome de Montezano, BNDES nomeia presidente interino

Nome do atual diretor de finanças da instituição, José Flávio Ferreira Ramos, foi indicado para ocupar o posto provisoriamente

O rombo em forma de dados

Mansueto: dos 26 Estados mais DF, 14 gastam acima do limite de 60% com pessoal

Percentual abordado pelo secretário o Tesouro Nacional foi estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal

Olha eles aí outra vez

Deputados favoráveis à reforma da Previdência defendem volta da capitalização e de Estados

Sessão para debates sobre o relatório na comissão especial da reforma da Previdência na Câmara contou com várias defesas dos pontos retirados

negócio fechado

Embraer assina cooperação estratégica com a Elta para desenvolver P600 AEW

Com o acordo, as duas empresas criam um novo segmento de mercado, o de AEW; aeronave de última geração foi concebida para atuar em um novo segmento do mercado

acelerou! (um pouquinho)

Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,29% em maio em 10 capitais, diz associação

A Abecip avaliou, em nota, que as altas nos preços dos imóveis residenciais na maioria das capitais ainda não resultam em uma recomposição dos valores dos imóveis em termos reais.

temos um impasse

Virtualmente demitido, presidente dos Correios diz que só deixa o cargo com pedido formal

Bolsonaro disse na última sexta-feira que demitiria o presidente dos Correios pelo comportamento “sindicalista”; mas ele não deixou o cargo: ontem foi trabalhar normalmente e disse, em palestra, que só sai com formalização da demissão

Blog da Angela

Nativos e gringos soltam o verbo e mercados comemoram

Discurso afinado de relator sobre capitalização na Previdência anima; Draghi levanta a bola e Trump corta com categoria – para o Federal Reserve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements