Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Lucro bilionário

Balanço do Banco do Brasil é destaque em dia de agenda lotada; veja o que espera o mercado para os resultados de hoje

Banco deve registrar uma alta de mais de 20% no lucro líquido ajustado do 3º tri na comparação com o mesmo período do ano passado

8 de novembro de 2018
6:01 - atualizado às 15:07
BB publica balanço antes da abertura do mercado - Imagem: Shutterstock

O noticiário empresarial terá grande movimento nesta quinta-feira, 8, com uma nova maratona de balanços no radar. Somente entre as empresas listadas no Ibovespa, serão publicados nove resultados, a maioria depois do fechamento do pregão.

O destaque deve ficar com o Banco do Brasil - e seu lucro bilionário. Os analistas consultados pela Bloomberg esperam um lucro líquido ajustado de R$ 3,36 bilhões no 3º trimestre, o que representaria um crescimento de mais de 20% na comparação com o mesmo período do ano passado. O BB publica seus números logo cedo, antes de abertura da bolsa.

Se quiser saber mais sobre o que esperar dos resultados do BB (e de outros gigantes bancários), acesse esta análise que o Vinícius Pinheiro preparou para você.

Segue a maratona

Outras 7 empresas também agendaram para hoje a publicação de seus balanços. De manhã, a BRF deve reportar o terceiro prejuízo trimestral em 2018, de R$ 471,5 milhões. Apesar de negativo, o número é melhor do que o prejuízo de R$ 1,2 bilhão do 2º trimestre e de certa forma está em linha com o otimismo que o CEO Pedro Parente mostrou recentemente, durante as eleições presidenciais.

Já a receita da processadora de carnes deve apresentar leve crescimento na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

BRF

Projeção para o 3º trimestre/2018

Prejuízo Líquido ajustado: R$ 471,571 milhões
Ebitda: R$ 624,500 milhões
Receita: R$ 9,153 bilhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 129,999 milhões
Ebitda: R$ 1,074 bilhão
Receita: R$ 8,732 bilhões

No fim do dia, é a vez da Natura - que está de olho na Avon - divulgar seu resultado. Além dela, Sabesp, CopelB3, Cyrela, Qualicorp  e Cyrela também entram na fila. Vale lembrar que esta última divulgou recentemente a intenção de expandir (de novo) seus negócios nos empreendimentos populares.

Veja o que esperam os analistas de mercado para cada empresa:

Copel

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 207,800 milhões
Ebitda: R$ 642,833 milhões
Receita: R$ 3,720 bilhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 203,926 milhões
Ebitda: R$ 485,600 milhões
Receita: R$ 3,644 bilhões

Natura

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 69,080 milhões
Ebitda: R$ 427,400 milhões
Receita: R$ 3,107 bilhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 60,952 milhões
Ebitda: R$ 450,400 milhões
Receita: R$ 2,365 bilhões

Sabesp

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 530,000 milhões
Ebitda: R$ 1,471 bilhão
Receita: R$ 3,506 bilhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 901 milhões
Ebitda: R$ 1,456 bilhão
Receita: R$ 3,536 bilhões

B3

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 611,000 milhões
Ebitda: R$ 786,000 milhões
Receita: R$ 1,130 bilhão

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 445,263 milhões
Ebitda: R$ 668 milhões
Receita: R$ 1,061 bilhão

Cyrela

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 11,825 milhões
Ebitda: R$ 71,500 milhões
Receita: R$ 780,600 milhões

No 3º trimestre de 2017

Prejuízo Líquido ajustado: R$ 6,763 milhões
Ebitda: R$ 67,541 milhões
Receita: R$ 598 milhões

Qualicorp

Projeção para o 3º trimestre/2018

Lucro Líquido ajustado: R$ 126,000 milhões
Ebitda: R$ 244,250 milhões
Receita: R$ 501,600 milhões

No 3º trimestre de 2017

Lucro Líquido ajustado: R$ 126,560 milhões
Ebitda: R$ 265,100 milhões
Receita: R$ 548 milhões

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Nada animador

Tesla derrete na bolsa de Nova York após anunciar corte de 7% no quadro de funcionários

Após o anúncio feito pelo CEO da empresa, Elon Musk, através de um email, os papéis da montadora registravam queda de 12% na Nasdaq

Caso Queiroz de volta?

Marco Aurélio Mello dá sinais de que vai rejeitar a suspensão das investigações envolvendo Flávio Bolsonaro

Ministro do STF disse que a “lei vale para todos” e lembrou que, em casos semelhantes, negou seguimento aos processos

Indo pro mercado

Governo de São Paulo anuncia que fundo imobiliário do Estado sairá em março

Segundo o governador João Doria, comercialização do fundo terá início em março deste ano

Nova fase da petroleira

Petrobras anuncia enterro de empréstimos feitos junto aos bancos públicos

Presidente da estatal, Roberto Castello Branco, disse que a petroleira não pegará mais dinheiro com BNDES e Banco do Brasil

Testando a equipe

Por que Davos será decisivo para Bolsonaro?

Sem a presença de Trump, Macron, Macri e Xi Jinping, presidente brasileiro terá um espaço privilegiado no evento

Estreia do novo governo

Discurso de Bolsonaro em Davos defenderá reformas e pilares do liberalismo de Guedes

Apesar do rascunho do discurso já estar pronto, a versão final só deve sair após uma ajudinha de Paulo Guedes

Seu mentor de investimentos

O que você precisa de fato entender na hora de investir seu dinheiro

Nos mercados mundo afora, pouco importa se você é um expert da tecnologia ou das commodities. Na hora H, o que vale mesmo é saber de preço

Ministro da Casa Civil

Para Onyx, família Bolsonaro é vítima de tentativa de desgaste

Vice-presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, atendeu a um pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e determinou a suspensão da investigação sobre movimentações de Queiroz

Tá ruim? Injeta dinheiro que melhora!

Mercado azedou? A bolsa caiu? Chama o Fed!

Mudança de discurso do Banco Central americano explica boa parte desse rali das bolsas de valores neste começo de 2019. A questão é: isso vai durar?

Impactou nos papéis

Copel e Sanepar não devem ser vendidas, diz governador do Paraná

Ratinho Júnior sugeriu que as empresas poderiam seguir o exemplo da Compagas, que já conta com uma parceria com grupos privados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu