🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Carolina Gama
RENÚNCIA INESPERADA?

Após sair da Americanas (AMER3), Sérgio Rial deixa a presidência do Conselho do Santander Brasil (SANB11)

O banco é um dos credores da varejista. Deborah Stern Vieitas, vice-presidente do conselho, assumirá as funções até a próxima Assembleia Geral Ordinária, marcada para 28 de abril.

Sergio Rial, presidente do banco Santander, na sede do Banco em São Paulo
Sergio Rial, então presidente do banco Santander, na sede do Banco em São Paulo - Imagem: Murillo Constantino/Seu Dinheiro

Nove dias após renunciar ao cargo de CEO da Americanas (AMER3) na esteira do rombo bilionário da varejista, Sérgio Rial volta aos holofotes. O executivo anunciou a saída da presidência do Santander Brasil (SANB11). 

A notícia foi dada nesta sexta-feira (20) pelo próprio banco. Em comunicado, o Santander informa que Rial apresentou uma carta indicando a desistência como membro do Conselho de Administração da instituição financeira. 

A nota não traz mais detalhes a respeito da renúncia de Rial, que foi o CEO do Santander no Brasil até o início de 2022. Mas o banco é um dos credores da Americanas, que está sendo aconselhada pelo executivo.

De acordo com as regras do estatuto, Deborah Stern Vieitas, vice-presidente do conselho, assumirá as funções de Rial até a data da próxima Assembleia Geral Ordinária, marcada para 28 de abril.

Rial e a magia do número 9

Rial assumiu no dia 2 de janeiro o cargo de CEO da Americanas, mas sua passagem pela varejista foi relâmpago. Nove dias depois, em 11 de janeiro, ele anunciou sua saída juntamente com a descoberta de um rombo de R$ 20 bilhões nos balanços da empresa. 

Exatos nove dias depois de renunciar ao comando da Americanas, ele deixa agora a presidência do Conselho do Santander Brasil. 

No banco, Rial também exercia as funções de coordenador do comitê de nomeação e governança e era membro dos comitês de remuneração e de riscos e compliance. 

Americanas e Rial

A notícia de que Sérgio Rial iria comandar a Americanas foi muito bem recebida pelo mercado financeiro e seu principal objetivo, segundo ele mesmo conta, era tocar um projeto de crescimento no qual o consumidor, a tecnologia e o marketing se entrelaçavam. 

Mas, depois que o buraco bilionário da Americanas se tornou público, muita gente passou a se perguntar se Rial sabia da situação quando assumiu o cargo de CEO. 

Nesta semana, no entanto, o executivo afastou a tese. Em uma carta publicada no LinkedIn, ele conta que o buraco bilionário foi encontrado a partir de entrevistas com executivos remanescentes da Americanas.

No texto, Rial afirma ainda que “quaisquer especulações ou teorias distintas disso são leviandades”.

Compartilhe

Foguete não tem ré?

Petrobras (PETR4) bate 6 recordes em valor de mercado só em fevereiro e já vale R$ 571 bilhões; hora de vender as ações?

25 de fevereiro de 2024 - 17:19

Analistas explicam o bom desempenho da estatal na bolsa, mas acreditam que pode ser hora de reduzir a exposição no papel

óleo, gás e... fertilizantes

Petrobras (PETR4) anuncia aumento da produção com nova plataforma no pré-sal e religação de fábrica de fertilizantes

25 de fevereiro de 2024 - 13:00

Estatal divulgou a ida do navio-plataforma Marechal Duque de Caxias para o campo de Mero, na bacia de Santos, e a religação de uma fábrica de fertilizantes

Carta aos acionistas

Em carta anual aos acionistas, Warren Buffett elogia suas empresas favoritas, mas diz ver poucas oportunidades novas para investir

24 de fevereiro de 2024 - 16:39

Saiba quais são as queridinhas da carteira do megainvestidor, que tem ainda US$ 167,6 bi em caixa, mas não vê boas candidatas a novos investimentos

Warren Buffett

Berkshire Hathaway vê lucro operacional saltar 28% no 4T23 e bate recorde de caixa; veja os principais números da empresa em 2023

24 de fevereiro de 2024 - 15:36

Empresa do megainvestidor Warren Buffett está sentada sobre uma pilha de dinheiro de US$ 167,6 bilhões

Desceu quadrado

Para grandes credores da Light (LIGT3), não é possível aprovar novo plano de recuperação judicial da empresa

24 de fevereiro de 2024 - 14:54

Só os pequenos credores teriam apoiado novo plano de RJ da empresa, diz fonte; Light tem muitas debêntures na mão de pessoas físicas

Parem as maquin...inhas

OPA da Cielo (CIEL3): CVM suspende registro de oferta para fechar o capital da empresa após questionamento de acionistas minoritários

24 de fevereiro de 2024 - 13:04

Um grupo de gestoras convocou assembleia de acionistas nesta semana para propor outros preços para a oferta da empresa de maquininhas

Ajuste na proposta

Light (LIGT3) apresenta novo plano de recuperação judicial, que prevê aporte de R$ 1,5 bilhão e pagamento a pequenos credores

24 de fevereiro de 2024 - 11:03

Nova proposta prevê pagamento de pequenos investidores detentores de debêntures em até 90 dias; acionistas de referência se comprometem com aporte de R$ 1 bilhão

DINHEIRO NO BOLSO

Banco do Brasil (BBAS3) anuncia mais R$ 1,1 bi em dividendos extras; veja como receber

23 de fevereiro de 2024 - 19:08

Pagamento vem em linha com anúncio de aumento do payout (porcentagem que a empresa distribui de seus lucros) no último dia 8

PAPEL DA MODA?

A Lojas Renner (LREN3) está barata demais? Esse bancão gringo diz se é hora de encher a sacola com ações da varejista

23 de fevereiro de 2024 - 17:23

O JP Morgan estabeleceu um preço-alvo para dezembro de 2024 de R$17,00 para Lojas Renner (LREN3); entenda o racional aqui.

REAÇÃO AO BALANÇO

Apesar de queda das ações em 2024, CEO da Vale (VALE3) está otimista e projeta novas aquisições e resolução de Mariana nos próximos meses

23 de fevereiro de 2024 - 16:01

Para o CEO Eduardo Bartolomeo, a mineradora encontra-se em um “momento singular” e deve chegar a uma resolução definitiva sobre Mariana já no primeiro semestre de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies