🔴 [TESTE GRÁTIS] NOVO APP PODE GERAR ATÉ R$ 680 POR DIA COM 3 CLIQUES – CONHEÇA

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
FELIZES PARA SEMPRE… SÓ QUE NÃO

Disney demitirá milhares de funcionários — e a dona do Mickey não deve parar por aí

A Walt Disney Company anunciou o início da segunda e mais intensa rodada de demissões, que elevará o número de desempregados a 4 mil pessoas

Camille Lima
Camille Lima
24 de abril de 2023
14:47 - atualizado às 13:25
férias disney
Imagem: Shutterstock

Quem cresceu escutando contos de fadas ao dormir está acostumado com um final marcado pelo “felizes para sempre”. Acontece que, nos livros da Disney, a narrativa está longe de acabar bem — e esta segunda-feira (24) marca o início de um capítulo sombrio na terra do Mickey Mouse.

A Walt Disney Company anunciou o início da segunda e mais intensa rodada de demissões, que elevará o número de funcionários desempregados a 4 mil pessoas — mas a gigante norte-americana não deve parar por aí.

No total, a empresa de entretenimento pretende demitir 7 mil trabalhadores até o fim de junho.

“Há algumas semanas a empresa começou a notificar os funcionários cujas funções são afetadas como parte de nossos esforços gerais de realinhamento de negócios e redução de custos. Queríamos compartilhar que as notificações continuarão em muitas áreas da empresa nos próximos dias. Além disso, a reestruturação em vários negócios continuará nos próximos meses”, afirmaram os co-presidentes da Disney Entertainment, Alan Bergman e Dana Walden, em nota à equipe acessada pela Variety.

Os cortes na companhia acontecem em meio à redução de gastos das empresas de mídia com conteúdo, na tentativa de tentar tornar os negócios de streaming lucrativos. Na Disney, o cronograma de lançamentos do Star+ e Disney+ veio sem muitos destaques para o mês.

As demissões na terra encantada

A nova onda de desligamentos na Walt Disney deve ser concluída na quinta-feira e afetará várias divisões da empresa nos Estados Unidos.

Os cortes começam pela ESPN e se estenderão ao Disney Entertainment, além de parques, experiências e produtos da Disney.

Segundo a CNBC, a ESPN está demitindo menos de 100 pessoas nesta rodada, com cortes  principalmente em funcionários de fora das câmeras.

A partir de junho, a empresa fará uma avaliação de talentos que resultará em demissões adicionais e não renovações de contratos.

“À medida que avançamos como um segmento central da Disney, com controle operacional e responsabilidade financeira, devemos identificar maneiras de sermos eficientes e ágeis”, escreveu o CEO da ESPN, Jimmy Pitaro, em nota aos funcionários obtida pela CNBC.

  • Enquanto SVB e Credit Suisse acendem alertas de crise bancária, entusiastas de criptomoedas voltam a enxergar o bitcoin como reserva de valor alternativa. Será mesmo que o BTC é o “ouro digital”? Confira a análise completa aqui. 

Tempos sombrios na Disney

Os desligamentos já haviam sido antecipados no fim do mês passado pelo CEO da companhia, Bob Iger, que será responsável por uma reestruturação da operação do conglomerado.

De acordo com um comunicado de Iger para os colaboradores da Disney, ao todo, a companhia fará três rodadas de demissões, o que deve resultar no desligamento total de 7 mil pessoas.

O plano da empresa é cortar os custos operacionais em cerca de US$ 5,5 bilhões, como estratégia para aumentar e melhorar o fluxo de caixa.

A redução na força de trabalho equivale a aproximadamente 3,2% do total de empregados da Disney em 1º de outubro do ano passado, que chegava a 220 mil pessoas, de acordo com um registro de valores mobiliários.

A gigante do entretenimento empregava cerca de 166 mil pessoas nos Estados Unidos e outras 54 mil ao redor do planeta.

Segundo a Disney, as demissões não devem afetar os trabalhadores que recebem por hora nos parques e resorts.

*Com informações de CNBC e Variety

Compartilhe

Novo guidance

Nem assim a Vale (VALE3) agradou: mineradora revisa estimativas, mas novos números não dão fôlego às ações na bolsa

20 de junho de 2024 - 16:56

Companhia informou novos números sobre Salobo (Pará) e Sadbury (Canadá), entre outros ativos

LEVANTAMENTO DA QUANTUM

Americanas (AMER3) ou Oi (OIBR3): qual é a empresa mais endividada da bolsa brasileira? Confira o ranking das maiores recuperações judiciais da B3

20 de junho de 2024 - 14:18

A disputa foi acirrada, já que ambas as companhias registram dívidas na casa dos R$ 50 bilhões; veja quem liderou o “pódio ingrato”

SINAL VERDE

Justiça acata recuperação extrajudicial do Grupo Casas Bahia (BHIA3) e varejista ganha prazo maior para pagar dívida bilionária

20 de junho de 2024 - 8:20

O cronograma de pagamentos se estendeu de 22 meses para 78 meses — ou de pouco menos de dois anos para seis anos e meio

NA POSSE

A Petrobras (PETR4) vai mudar de novo? As declarações de Lula sobre lucro e impostos da estatal — “Haddad vai ficar feliz”

19 de junho de 2024 - 19:33

O presidente discursou na cerimônia de posse de Magda Chambriard, que assume o comando da petroleira — e deu pistas sobre o que pretende fazer com a empresa daqui para frente

UM EXTRA NA CONTA

Acionistas do Itaú (ITUB4) devem receber mais dividendos bilionários até o fim de 2024 — e quem diz isso é o CEO do bancão

19 de junho de 2024 - 13:09

Milton Maluhy Filho afirmou ter convicção de que uma nova rodada de proventos extraordinários será anunciada neste ano — mas há outras possibilidades para os recursos do banco, incluindo aquisições

QUEM FICARÁ COM ELA

Bola dividida na Sabesp (SBSP3): veja três concorrentes ao posto de acionista de referência na privatização da companhia

19 de junho de 2024 - 10:10

O cobiçado posto está em disputa; afinal, o acionista de referência poderá apontar o nome do futuro presidente da Sabesp, bem como ter outras regalias dentro da companhia

AVANÇO NO PRJ

Light (LIGT3) recebe luz verde da Justiça para plano de recuperação judicial — e terá que pagar R$ 30 mil para alguns credores logo de cara

19 de junho de 2024 - 8:48

Serão contemplados cerca de 28 mil credores da Light, ou 60% dos detentores de dívidas da empresa de energia

QUARTETO DE INFRAESTRUTURA

As 4 ações de energia para se ‘blindar’ do sobe e desce do Ibovespa em 2024, segundo gestor com mais de R$ 35 bilhões em ativos

19 de junho de 2024 - 6:11

Para Marcelo Sandri, sócio e gestor da Perfin, as ações da Eletrobras (ELET3), Equatorial (EQTL3), Eneva (ENEV3) e Energisa (ENGI3) são opções para proteger a carteira

CORRIDA DAS BIG TECHS

Tchau, Microsoft (MSFT34): Depois de entrar para o “clube do trilhão”, Nvidia (NVDC34) se torna a empresa mais valiosa do mundo

18 de junho de 2024 - 18:04

A fabricante de chips alcançou US$ 3,34 trilhões em valor de mercado nesta terça-feira (18), superando também a Apple (AAPL34)

ÁGUA NO CHOPE

Após queda de 19% no ano, XP rebaixa recomendação para ações da Ambev (ABEV3)

18 de junho de 2024 - 13:00

Corretora cita “riscos baixistas” para a ação da Ambev, como insumos mais caros e potencial limitado de crescimento de lucro

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar