🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MUDANÇAS NO MUNDO DO MICKEY

Nem Avatar 2 salvou os empregos na Disney. Saiba por que a empresa vai demitir de até 7 mil funcionários apesar do resultado positivo

A medida tem o objetivo de simplificar as operações da Disney em um período de queda de assinantes nas plataformas de streaming como um todo

Liliane de Lima
9 de fevereiro de 2023
15:19 - atualizado às 15:21
Disney
Imagem: Shutterstock

Um bom resultado no trimestre e um sucesso arrebatador nas bilheterias com Avatar 2 pareciam ser uma combinação perfeita para a Disney. Mas nada disso foi suficiente para convencer o CEO Bob Iger da necessidade de a empresa cortar custos, incluindo no quadro de funcionários.

Após a apresentação dos resultados do quatro trimestre de 2022, na noite de quarta-feira (8), Iger anunciou a demissão de cerca de 3% da força de trabalho, o que corresponde a aproximadamente 7 mil funcionários. 

Vale mencionar que esse é o primeiro resultado trimestral apresentado após a volta de Bob Iger à cadeira de comando da Disney  — e acompanha uma série de mudanças anunciadas pelo CEO desde novembro do ano passado. 

A medida tem o objetivo de simplificar as operações da Disney em um período de queda de assinantes nas plataformas de streaming como um todo.

Apesar dos resultados mais fracos na plataforma Disney+, a companhia registrou crescimento de 8% na receita no quarto trimestre, para US$ 23,5 bilhões. O resultado veio um pouco acima das estimativas dos analistas consultados pela Refinitiv, de R$ 23,4 bilhões para o trimestre. 

O lucro da dona do Mickey nos últimos três meses de 2022 ficou em US$ 0,70 por ação, acima de US$ 0,60 por ação na comparação com mesmo período do ano anterior. 

Por fim, a empresa afirmou que os resultados foram ajustados com a bilheteria bilionária de Avatar: O Caminho da Água e receitas robustas dos parques temáticos no final do ano. 

Leia mais sobre Disney:

Mickey “econômico”

As demissões fazem parte de um plano de reestruturação e contenção de gastos da companhia que, segundo o executivo, devem gerar uma economia de até US$ 5,5 bilhões nos próximos anos. 

Sendo assim, 50% da economia dos custos virá de cortes em despesas de marketing  — cerca de US$ 3 bilhões  —, 20% de gastos menores com tecnologia, compras e outras despesas e, por fim, as demissões representam a economia de 30%. 

“Acreditamos que o trabalho que estamos fazendo para reformular nossa empresa em torno da criatividade, ao mesmo tempo em que reduzimos as despesas, levará a um crescimento sustentado e à lucratividade de nossos negócios de streaming, nos posicionará melhor para enfrentar mudanças futuras e desafios econômicos globais e agregar valor aos nossos acionistas”, disse Iger.

Queda de assinantes no Disney+

Ainda que em menor proporção do que nos trimestres anteriores, o balanço apontou que a perda de assinantes da plataforma Disney+ deve seguir sendo um problema para a companhia nos próximos meses. 

Um recente aumento nos preços da plataforma de streaming gerou uma perda de cerca de 2,4 milhões de assistentes durante o trimestre. 

Contudo, a empresa reafirmou que o Disney+ continua no caminho para ser lucrativo no próximo ano fiscal, que vai de outubro a setembro de 2024, considerando ainda o impacto negativo da crise econômica.

O CEO, Bob Iger, disse que o streaming “continua sendo nossa prioridade número 1. É, em muitos aspectos, o nosso futuro, mas não vamos abandonar as plataformas lineares ou tradicionais enquanto elas ainda puderem ser um benefício para nós e nossos acionistas.”

Quer começar a ganhar dinheiro com dividendos, mas não sabe quais são as melhores ações para investir? O Seu Dinheiro preparou um treinamento exclusivo para os leitores. Ao final das 3 aulas, você já será capaz de comprar sua primeira ação pagadora de dividendos e ainda vai poder acessar GRATUITAMENTE uma lista com os 16 melhores papéis para buscar renda extra na bolsa. Clique aqui para acessar.

Novos filmes e retorno de dividendos 

Depois do sucesso do segundo filme da franquia Avatar, a Disney deve anunciar novos longa-metragens ao longo de 2023. As franquias ‘Frozen’ e ‘Toy Story’ são algumas das que devem ganhar novas sequências. 

Além disso, o CEO da companhia anunciou que a Disney deve voltar a pagar dividendos em breve. A distribuição de proventos foi suspensa durante a pandemia. 

“Agora que os impactos da pandemia em nossos negócios ficaram para trás, pretendemos pedir ao conselho que aprove o restabelecimento de um dividendo até o final do ano civil. [...] Nossas iniciativas de redução de custos tornarão isso possível. E, embora inicialmente seja um dividendo modesto, esperamos aumentá-lo ao longo do tempo”, disse Iger. 

*Com informações de CNN, Variety, CNBC 

Compartilhe

PRÉVIA OPERACIONAL

MRV (MRVE3) quebra recorde de vendas no Brasil, mas ainda queima milhões em caixa nos EUA

15 de abril de 2024 - 18:33

Na Resia, incorporadora norte-americana da MRV, há uma regra de ouro: não queimar caixa em 2024. Mas a diretriz ainda não foi refletida nos resultados do 1T24

Ranking

O Galaxy desbanca o iPhone: Apple (AAPL34) perde liderança global de smartphones no 1T24

15 de abril de 2024 - 18:17

Embora o setor esteja em crescimento, a gigante de tecnologia apresentou uma queda de quase 10% nas remessas de iPhone no primeiro trimestre do ano

NA CARTEIRA

JP Morgan tira BRF (BRFS3) da geladeira: ações da dona da Sadia e Perdigão disparam na B3 com recomendação de compra 

15 de abril de 2024 - 10:38

Analistas do banco norte-americano veem BRF barata mesmo após disparada de 173% em 12 meses na B3

FALHA NO ACELERADOR

Mais problemas para Elon Musk? Ações da Tesla caem mais de 1% com notícia sobre demissão em massa e falhas no Cybertruck 

15 de abril de 2024 - 10:10

Montadora do bilionário deve demitir cerca de 10% da sua força de trabalho global, o equivalente a pouco mais de 14 mil pessoas, segundo notícia da Reuters

A PARTIR DE 2025

Saiba como a maior produtora de alumínio do país pretende reduzir emissões em até 30% — parte da resposta: com um investimento de R$ 1,6 bilhão

13 de abril de 2024 - 13:13

A multinacional norueguesa Hydro do ramo de alumínio projeta reduzir em cerca de um terço a intensidade de emissão de dióxido de carbono (CO2) nas operações brasileiras a partir de 2025.  A controladora das maiores operações de alumina e alumínio primário no Brasil diz que a previsão é que a meta seja alcançada após a […]

VITÓRIA!

Prio (PRIO3) fica com 100% de Wahoo: como a vitória deve aumentar a produção da petroleira; ações sobem na bolsa

12 de abril de 2024 - 13:05

A empresa recebeu uma decisão favorável da Câmara de Comércio Internacional em um processo arbitral relacionado à concessão BM-C-30, no campo de Wahoo

REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDAS

Light (LIGT3) assina acordos com credores, em novo passo em direção ao fim da recuperação judicial; ações caem na B3

12 de abril de 2024 - 11:46

Foram celebrados dois acordos com credores e debenturistas envolvendo as subsidiárias Light Sesa e Light Energia; entenda o que vem pela frente

ENGORDOU O PATRIMÔNIO

CEO da Nvidia fica quase R$ 3 bilhões mais rico em um dia. Conheça o bilionário que quase dobrou de fortuna em 2024

11 de abril de 2024 - 18:03

Jensen Huang é a 19º pessoa mais rica do planeta, de acordo com a revista Forbes, com um patrimônio avaliado em US$ 79,5 bilhões (R$ 404 bilhões)

ENTENDA O CASO

Justiça embarga obras de complexo bilionário da JHSF (JHSF3) no interior de São Paulo

11 de abril de 2024 - 16:01

A decisão aconteceu após pedido do Ministério Público, que afirma que a JHSF e outras duas companhias burlaram regras de licenciamento ambiental

DESISTIU DA BATALHA?

Gafisa (GFSA3): Esh Capital diminui participação após perder disputa sobre assembleia; ações caem 6% na B3

11 de abril de 2024 - 11:24

A gestora de Vladimir Timerman reduziu a participação na Gafisa de 20% para 4% do capital

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies