IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-10T11:32:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MERCADOS AGORA

Bolsa agora: Ibovespa sobe com avanço de commodities metálicas e melhora de NY; IPCA encerra o ano acima da meta

10 de janeiro de 2023
7:18 - atualizado às 11:32

RESUMO DO DIA: Os investidores mantém os olhos voltados para a quinta-feira (12), quando serão divulgados os dados de inflação dos EUA, medido pelo CPI. Para hoje, quem dá o tom dos negócios é Jerome Powell, presidente do Federal Reserve. No panorama doméstico, os desdobramentos políticos da invasão de terrorista à Praça dos Três poderes segue em foco. Por fim, hoje é dia de divulgação do IPCA de dezembro.

FECHAMENTO DO DIA

Brasília ainda lida com o rastro de destruição deixado por radicais no último domingo (08) e encaminha os procedimentos legais para encontrar e punir os responsáveis pelos ataques, mas o mercado financeiro já parece ter virado a página. 

Desde ontem (09), a leitura de que o governo federal conseguiu impedir uma crise institucional e deve seguir tentando trabalhar para manter o ritmo de normalidade na apresentação das metas e planos do novo governo dão fôlego ao Ibovespa. 

O cenário internacional também fez a sua parte. Os investidores seguem animados com a reabertura chinesa, injetando capital no mercado de commodities, e Jerome Powell, presidente do banco central americano, não deu sinais de que a instituição pode voltar a acelerar o seu ritmo de elevação de juros. 

Nem mesmo dados de inflação muito acima do esperado seguraram a recuperação dos ativos locais. O Ibovespa encerrou o dia em alta de 1,55%, aos 110.816 pontos, e o dólar à vista foi ao menor nível desde dezembro, ao recuar 1,06%, a R$ 5,2020. A curva de juros também viveu um dia de alívio. 

Leia mais.

FECHAMENTO DO DIA

O Ibovespa encerrou a semana em alta de 1,55%, aos 110.816 pontos.

TCU DÁ AVAL PARA INDICAÇÃO DE MERCADANTE AO BNDES

Um despacho do Tribunal de Contas da União (TCU) aval à nomeação do ex-ministro Aloízio Mercadante como presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O documento, divulgado nesta terça-feira (10) foi assinado pelo ministro do órgão regulador Vital do Rêgo.

Até o momento, havia dúvidas se que o nome de Mercadante, indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo em dezembro, estaria em desacordo com uma regra da Lei das Estatais.

O despacho de Vital do Rêgo é uma resposta a uma consulta feita pelo vice-presidente Geraldo Alckmin, na qualidade de coordenador especial do gabinete de transição. Conforme o texto, o também ministro questiona o rol de vedações na Lei das Estatais, como o trabalho intelectual não remunerado. Isso porque Mercadante atuou como foi coordenador do programa de governo eleito.

Conforme a avaliação do TCU, a consulta já argumenta a favor da interpretação favorável à nomeação e Mercadante para o BNDES.

Leia mais.

BURLANDO A INFLAÇÃO

Apesar do IPCA divulgado mais cedo ter mostrado um avanço muito acima do esperado pelos investidores, a curva de juros operou em queda ao longo de todo o dia, principalmente no médio e curto prazo. O movimento beneficia empresas do setor de consumo

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F24DI Jan/2413,60%13,58%
DI1F25DI Jan/2512,69%12,79%
DI1F26DI Jan/2612,51%12,70%
DI1F27DI Jan/2712,50%12,71%
ELETROBRAS (ELET3) TEM TORRES DE ENERGIA DERRUBADAS E AÇÕES CAEM

Torres de transmissão de energia da Eletrobras (ELET3; ELET6) localizadas em Rondônia e no Paraná foram derrubadas entre domingo (8) e segunda (9), de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em boletim, a agência aponta sinais de vandalismo e sabotagem nos sistemas, mas destaca que não houve interrupção do fornecimento de energia.

Ainda na noite de domingo, quando aconteceram os atos golpistas de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro em Brasília, houve o desligamento automático de uma linha de transmissão Samuel-Ariquemes C3, em Rondônia.

Após duas tentativas de energização, a Eletrobras Eletronorte verificou queda da torre 219, com indícios de vandalismo. A previsão é de que a empresa consiga religar a linha amanhã (11).

Leia mais:

No município de Medianeira, no Paraná, a cerca de 50 quilômetros de Foz do Iguaçu, a linha operada pela Eletrobras Furnas sofreu um bloqueio automático de um bipolo com cerca de 550 MW, assumidos integralmente por outro bipolo.

Leia mais.

FECHAMENTO DO DIA

O dólar à vista encerrou o dia em queda de 1,06%, a R$ 5,1662. Esse é o menor nível da moeda americana desde 23 de dezembro.

GPA (PCAR3) LIDERA GANHOS

A decisão do GPA em realizar uma redução de capital para viabilizar a cisão do Grupo Éxito animou os investidores. As ações da rede de supermercados opera em forte alta de 11%, liderando os ganhos do Ibovespa nesta tarde.

CÓDIGONOMEULTVAR
PCAR3GPA ONR$ 18,6710,54%
AMER3Americanas S.AR$ 12,129,39%
VIIA3Via ONR$ 2,607,00%
BRFS3BRF ONR$ 9,276,67%
MGLU3Magazine Luiza ONR$ 3,016,36%
FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: -0,15%
  • Londres: -0,40%
  • Paris: -0,55%
  • Madri: +0,24%
  • Stoxx 600: -0,58%
RENOVANDO MÁXIMAS

O bom desempenho dos setores de bancos e commodities metálicas sustentam o desempenho do Ibovespa nesta tarde, que vem renovando máximas e caminha em direção aos 110 mil pontos. O índice brasileiro se apoia também no bom desempenho das bolsas internacionais, principalmente Nova York.

GUINNESS BOOK

Elon Musk é um homem do “tudo ou nada”, o famoso “8 ou 80”. Outrora considerado o homem mais rico do mundo, o bilionário hoje ocupa lugar de destaque no Guinness Book, o livro anual de recordes.

Desde o começo deste ano, o CEO da Tesla e do Twitter tornou-se oficialmente o executivo com a maior perda de fortuna pessoal da história.

Segundo o Guinness, o número exato do quanto Musk perdeu de dinheiro é quase impossível de determinar.

  • Derrocada dos papéis da Tesla (TSLA34) não quer dizer que você deve fugir do mercado internacional: veja 5 ações globais que podem ‘decolar’ em 2023, CLICANDO AQUI. 

Nas estimativas da Forbes, o montante está próximo de US$ 182 bilhões. Para outras fontes, o valor poderia chegar a US$ 200 bilhões.

Leia mais.

CRISE ENERGÉTICA?

As ações da Eletrobras (ELET6) lideram as perdas do dia após dois episódios distintos que podem ter sido provocados por atos de sabotagem.

Uma torre de energia foi derrubada a 50 quilômetros da hidrelétrica de Itaipu, no Paraná. Segundo informações do Broadcast Energia, também houve tentativa de destruição de outros três canais de transmissão na região e uma torre em Rondônia.

Os atos não trouxeram falta de energia, mas há informações de que o governo federal instalou um gabinete de crise para tentar resolver o problema.

CÓDIGONOMEULTVAR
ELET6Eletrobras PNBR$ 41,76-2,63%
ELET3Eletrobras ONR$ 40,26-2,52%
RDOR3Rede D'Or ONR$ 26,82-2,26%
BRKM5Braskem PNAR$ 22,87-2,22%
JBSS3JBS ONR$ 22,39-2,14%
INFLAÇÃO OFICIAL FECHA 2022 ACIMA DA META

A inflação oficial no Brasil fechou 2022 em 5,79%. Pelo segundo ano seguido, a alta acumulada dos preços no ano passado estourou o teto da meta de inflação estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Diante isso, assim como ocorreu no ano passado, o Banco Central (BC) terá de se explicar pelo estouro da meta.

Pela manhã, pouco depois de o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ter revelado os dados consolidados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2022, a autoridade monetária anunciou que divulgará às 18h30 desta terça-feira carta endereçada ao CMN, hoje presidido pelo novo ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Trata-se da crônica de uma carta anunciada. O BC já se preparava para justificar o estouro do regime de metas de inflação desde o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de junho.

No ano passado, quando precisou explicar a inflação acumulada de 10,06% em 2021, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, atribuiu a alta dos preços:

Leia mais.

COMO ANDAM OS MERCADOS

Com o ânimos mais calmos em Brasília, as atenções do dia ficam concentradas na divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país.

O IPCA registrou avanço de 0,62% em dezembro. No acumulado do ano, a inflação encerrou em 5,79%, acima do teto da meta determinada pelo Banco Central (BC). Para explicar o estouro da meta inflacionário, o BC deve encaminhar uma carta ao Conselho Monetário Nacional (CMN) após o fechamento dos mercados ainda hoje.

A inflação tem impacto as negociações dos juros futuros, que operam em viés de alta.

Apesar disso, o Ibovespa opera em leve queda de 0,07%, aos 109.051 pontos. O dólar à vista cai 0,23%, a R$ 5,2424.

Os destaques do dia são as ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), com alta de quase 5% após a aprovação da cisão com o Grupo Éxito pelo conselho da empresa. Na ponta negativa, Rede D'Or (RDOR3) lidera as perdas com o rebaixamento da recomendação de compra para neutro pelo banco Itaú BBA.

No exterior, as bolsas americanas recuperam as perdas da abertura com o discurso do Powell reiterando a independência do Federal Reserve (Fed) sobre assuntos mais políticos, como as mudanças climáticas.

  • Dow Jones: +0,36%;
  • S&P 500: +0,43%;
  • Nasdaq: +0,66%.

Vale destacar que a inflação americana de 2022 deve ser divulgada na próxima quinta-feira (12).

No setor de commodities, o dia é de ganhos. O minério de ferro encerrou as negociações em alta de 1,21% em Dalian, na China, com a tonelada cotada a US$ 123,95. O petróleo sobe 0,29%, a US$ 19,89.

O Ibovespa opera em leve alta de 0,12%, aos 109.257 pontos.

O dólar à vista recua 0,50%, a R$ 5,2274.

REDE D’OR (RDOR3) CAI APÓS REBAIXAMENTO DAS AÇÕES PELO ITAÚ BBA

Os papéis da Rede D'Or (RDOR3) é uma das maiores quedas do dia, com recuo de 2,30%, a R$ 26,81.

O movimento acontece após o Itaú BBA rebaixar a recomendação de compra para neutro dos ativos, acompanhada do corte do preço-alvo de R$ 41 para R$ 32.

ABERTURA EM NOVA YORK

Os mercados americanos abriram em leve queda após a fala do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell. Em breve discurso, ele destacou a independência do banco central e afirmou que a instituição não será "um formulador de política climáticas".

Confira a abertura em Nova Yotk:

  • Dow Jones: -0,04%;
  • S&P 500: -0,11%;
  • Nasdaq: -0,26%.
FUTUROS AMERICANOS DESACELERAM PERDAS COM POWELL

Em breve discurso, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou que a autoridade monetária tem independência "para que as decisões não sejam influenciadas pela política". A autoridade participa de evento promovido pelo Banco Central da Suécia, em Estocolmo.

Powell também destacou que o BC americano tem responsabilidades em relação aos riscos financeiros do clima, ao mencionar que a abordagem do governo sobre mudanças climáticas, "provavelmente, exigirá políticas com efeitos significativos".

Em reação às falas do presidente do Fed, os índices futuros desaceleraram as perdas em Nova York:

  • Dow Jones futuro: -0,15%;
  • S&P 500 futuro: -0,13%;
  • Nasdaq futuro: -0,24%.

IBOVESPA DESTOA DO EXTERIOR

O Ibovespa ganhou fôlego, há pouco, e passou a operar em alta de 0,34%, aos 109.499 pontos.

O movimento positivo foi impulsionado pela desaceleração do ritmo de queda dos índices futuros americanos, de olho no discurso de Jerome Powell.

DÓLAR VIRA

O dólar à vista, que abriu em alta, inverteu o sinal há pouco com a proximidade do discurso de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed).

A moeda americana opera com leve queda de 0,01%, a R$ 5,2550.

SETOR DE COMMODITIES METÁLICAS SOBE

As companhias do setor de commodities metálicas operam entre as maiores altas do dia e limitam as perdas do Ibovespa no pregão desta terça-feira (10).

CÓDIGONOMEULTVAR
CMIN3CSN Mineração ONR$ 4,362,35%
CSNA3CSN ONR$ 16,541,22%
USIM5Usiminas PNAR$ 7,680,79%
VALE3Vale ONR$ 93,100,71%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PNR$ 13,740,59%
GGBR4Gerdau PNR$ 31,110,52%

Os ativos avançam com a fechamento, em tom positivo, do minério de ferro. A commodity encerrou as negociações em Dalian, na China, em alta de 1,21%, com a tonelada cotada a US$ 123,95.

O bom desempenho deve-se a reabertura das fronteira da China, sinalizando o fim da política de "Covid-zero" no país asiático. Soma-se a isso, a expectativa de melhora na demanda.

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

O Ibovespa opera em queda de 0,43%, aos 108.663 pontos. A bolsa acompanha o desempenho das bolsas internacionais, com investidores cauteloso sobre a inflação dos EUA em 2022 e na expectativa do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Jerome Powell, às 11h (horário de Brasília).

O índice também repercute a inflação acumulada do ano acima das projeções do mercado e do teto da meta determinado pelo Banco Central. A autoridade monetária deve encaminhar uma carta explicativo para o Conselho Monetário Nacional (CMN) ainda hoje.

Confira as maiores altas:

CÓDIGONOMEULTVAR
PCAR3GPA ONR$ 17,966,34%
CMIN3CSN Mineração ONR$ 4,352,11%
CSNA3CSN ONR$ 16,571,41%
AMER3Americanas S.AR$ 11,201,08%
USIM5Usiminas PNAR$ 7,701,05%

E as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
QUAL3Qualicorp ONR$ 6,22-2,20%
WEGE3Weg ONR$ 37,19-1,93%
CYRE3Cyrela ONR$ 13,32-1,91%
YDUQ3Yduqs ONR$ 9,47-1,76%
EZTC3EZTEC ONR$ 13,13-1,43%
TECNOLOGIA EM FOCO

Bill Gates criou um verdadeiro império da tecnologia, é impossível negar. A Microsoft, hoje a terceira empresa mais valiosa do mundo, é mestre em acompanhar a evolução da indústria e abocanhar estrategicamente negócios de sucesso em todos os segmentos do setor tech.

Após inserir-se no mercado de games com a compra da Activision Blizzard (ATVI), criadora de jogos como o Call of Duty e Candy Crush, agora, o alvo da empresa é a inteligência artificial, segundo informações da Bloomberg.

A dona do Windows está em negociações para investir até US$ 10 bilhões — algo em torno de R$ 52,7 bilhões, na cotação atual — no ChatGPT, um modelo de inteligência artificial criado pela empresa OpenAI que recentemente se popularizou no mundo inteiro.

O algoritmo de linguagem natural foi desenvolvido para “conversar” com os usuários, respondendo a perguntas, criando teorias e até mesmo solucionando problemas.

Leia mais.

GAFISA (GFSA3) ENTRA EM LEILÃO

Os papéis de Gafisa (GFSA3) tiveram as negociações paralisadas há pouco e estão em leilão, por oscilação máxima permitida.

As ações registram forte queda de 15,94%, a R$ 19,40, após os acionistas da companhia rejeitarem o cancelamento do aumento de capital social. A operação de R$ 78 milhões foi mantida na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada na segunda-feira (9), o que representa um derrota para a Esh.

A Esh alega, em nota, que o aumento de capital "se deu de forma ilegal" e optou por não subscrever novas ações.

GRUPO PÃO DE AÇÚCAR (PCAR3) AVANÇA 6%

Os papéis do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) lideram os ganhos do dia e acumulam alta de 6,75%, a R$ 17,98.

Os investidores repercutem a aprovação da cisão com o Grupo Éxito, pelo conselho da companhia, juntamente com a proposta de redução de capital de R$ 7,13 bilhões.

O objetivo da operação é distribuir aproximadamente 86% das ações do Éxito aos acionistas do GPA, incluindo BDRs e ADRs. Para isso, a empresa fará primeiro um aumento de capital de R$ 2,6 bilhões sem a emissão de novas ações. Depois, será feita a operação inversa de redução.

"Após a conclusão da transação, o grupo Casino deterá 47% do capital social do Éxito (incluindo a participação de 13% que será mantida pelo GPA), sendo 53% detido pelos demais acionistas", informou a empresa em comunicado enviado ao mercado, ontem (9).

Os juros futuros (DIs) aceleraram os ganhos com a abertura do Ibovespa, precificando a inflação do ano em 5,79%, acima do teto da meta para o dado econômico.

Além disso, os investidores seguem cautelosos à espera da inflação acumulada de 2022 nos EUA, a ser divulgada na próxima quinta-feira (12).

NOME ULT  FEC 
DI Jan/2413,70%13,58%
DI Jan/2512,90%12,79%
DI Jan/2612,76%12,70%
DI Jan/2712,74%12,71%
ABERTURA DO IBOVESPA

O Ibovespa iniciou a sessão em queda de 0,49%, aos 108.591 pontos.

Os investidores ainda repercutem o cenário político, com os atos terroristas ocorridos no último domingo (8). Mas, o destaque é a inflação acima da meta, e das projeções do mercado segundo o último Boletim Focus, em 2022. O IPCA encerrou o ano com alta de 5,79%.

ADRS DE VALE E PETROBRAS

Apesar o avanço do petróleo e do minério de ferro no mercado internacional, os recibos de ações (ADRs) das companhias brasileiras Vale e Petrobras operam sem direção única no pré-mercado em Nova York. Os ativos são pressionados pela cautela dos investidores; em destaque, a expectativa sobre a inflação oficial dos EUA.

Os papéis de Vale sobem 0,17%, a US$ 17,55. Os ativos de Petrobras caem 0,68%, a US$ 10,17.

FUTUROS AMERICANOS

Os índices futuros americanos operam em queda na expectativa do discurso de Jerome Powell, presidente do Fed, e da divulgação do CPI, principal dado de inflação dos EUA, na próxima quinta-feira (10).

As perdas, porém, são limitadas pela melhora de expectativas sobre a China, com a perspectiva de retomada das atividades com a reabertura das fronteiras e a desaceleração da demanda menor do que a esperada.

Confira o desempenho dos futuros em Nova York:

  • Dow Jones futuro: -0,49%;
  • S&P 500 futuro: -0,51%;
  • Nasdaq futuro: -0,70%.
IBOVESPA DEVE ABRIR EM QUEDA

O Ibovespa deve abrir em tom negativo, em continuidade do desempenho do índice futuro, nesta terça-feira (10), a repercutir a aceleração da inflação em dezembro de 2022 e o fechamento do IPCA acima do teto da meta da inflação. No ano, a inflação acumulou alta de 5,79%.

Para explicar o estouro da meta inflacionário, o Banco Central deve encaminhar uma carta ao Conselho Monetário Nacional (CMN) após o fechamento dos mercados.

Contudo, o avanço do IPCA já era esperado pelo mercado financeiro desde o fim de 2021, conforme o Boletim Focus. No último relatório, divulgado ontem, as projeções eram de que a inflação encerrasse o ano em 5,62%, porém, menor do que o divulgado mais cedo pelo IBGE.

Além disso, os investidores seguem atentos ao discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, às 11h (horário de Brasília), portanto, antes da abertura dos mercados em Nova York. Isso porque os EUA devem divulgar na próxima quinta-feira (12), a inflação anual do país, que assim como no Brasil, deve ficar acima da meta.

ABERTURA DOS JUROS FUTUROS

Os juros futuros (DIs) iniciaram as negociações em alta, repercutindo o avanço da inflação em 2022 e a expectativas dos investidores sobre a inflação americana, a ser divulgada na quinta-feira (12).

NOME ULT  FEC 
DI Jan/2413,68%13,58%
DI Jan/2512,86%12,79%
DI Jan/2612,72%12,70%
DI Jan/2712,71%12,71%
ESTOURO DA META DE INFLAÇÃO

O Banco Central informou há pouco que a carta da autoridade monetária ao presidente da Conselho Monetário Nacional (CMN) será divulgada às 18h30 desta terça-feira (10).

Isso porque a inflação encerrou em alta de 5,79% no ano, mas acima do teto da meta do Banco Central, de 5,00% em 2022.

O Ibovespa futuro mantém-se em trajetória negativa. O índice cai 0,41%, aos 109.745 pontos.

MATHEUS SPIESS: MERCADO EM 5 MINUTOS

RECOLHENDO OS CACOS

Lá fora, os mercados europeus têm uma manhã mais difícil, depois de uma terça-feira sem uma única direção na Ásia (tom predominantemente negativo, como verificamos na Europa). Os futuros americanos também não sustentam alta, dando continuidade ao mau humor testemunhado ontem de tarde, com investidores na expectativa pelos dados de inflação dos EUA desta semana (quinta-feira) — podem encorajar o Federal Reserve a diminuir os planos de mais aumentos nas taxas de juros.

Os investidores globais temem que os repetidos aumentos de juros do Fed e de outros bancos centrais para reduzir a inflação, que está na máxima de várias décadas, possam levar o mundo à recessão. Há um desejo para trazer de volta as conversas sobre um "soft landing" (pouso suave), mas há desafios. Enquanto isso, no Brasil, ficamos com um alinhamento positivo entre os Poderes da República e os Estados da Federação depois da barbárie de domingo (bons sinais vieram ontem).

A ver…

00:45 — Boas sinalizações

Por aqui, tivemos na segunda-feira um dia de reflexão, para recolhermos os cacos. Levantamos e estamos sacudindo a poeira, só falta agora dar a volta por cima, de modo a termos um país mais unido e pacificado (difícil, mas não impossível). No final, o investidor gostou da resposta coordenada dos Três Poderes, do afastamento temporário do governador do DF, da desocupação dos acampamentos na frente dos quartéis do Exército e da reunião com os 27 governadores da União. Ajudou a Bolsa a subir ontem.

Como falamos, os eventos de domingo, ainda que trágicos, não mudaram os lucros das empresas nem a solvência soberana. Enquanto as autoridades restauram os estragos e prendem os culpados, portanto, voltamos nossa atenção à agenda econômica. Temos hoje dados de inflação local, para fechar o ano com possivelmente 5,50% segundo a mediana das expectativas (0,45% em dezembro na comparação mensal). Como resultado, o BC terá descumprido a meta pelo terceiro ano consecutivo.

Além disso, temos a votação simbólica no Senado sobre a intervenção federal no DF, já aprovada ontem na Câmara, enquanto aguardamos a reunião de Haddad, o ministro da Fazenda, com seus secretários agora pela manhã. Ainda se espera nesta semana as primeiras medidas do Ministério do novo governo. Uma formalização da proposta de um ajuste fiscal de 2% do PIB (cerca de R$ 223 bilhões) é aguardada. Seria uma boa sinalização depois de tanto ruído na primeira semana de governo.

01:57 — Para onde vão os juros americanos?

Hoje, os investidores americanos se debruçam sobre o discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, em evento na Suécia pela manhã. A depender do que for dito, poderemos ter uma consolidação das apostas em uma nova desaceleração na próxima reunião de fevereiro, subindo os juros apenas 25 pontos-base. A taxa continuaria subindo e ficaria elevada por bastante tempo, ainda assim.

Ontem, o mercado sentiu as falas de membros do Federal Reserve, que sugeriram que as taxas de juros dos EUA podem ter que subir acima de 5%. A verdadeira questão é quanto tempo a inflação pode sobreviver diante de um crescimento negativo da renda real, com a erosão dos estoques de poupança. Hoje, os juros estão na faixa de 4,25% a 4,50%, bem acima do referencial de quase zero há um ano.

02:36 — Imbróglios britânicos

No Reino Unido, os investidores contam hoje com a digestão dos dados de vendas no varejo para dezembro, que mostraram volumes de vendas em queda. A demanda está enfraquecendo, uma vez que a inflação continua alta. No entanto, também há mudanças estruturais, como as sugeridas pelos dados do cartão de crédito, que apontaram a existência de um viés para entretenimento e alimentação fora de casa (de maneira similar ao que vem acontecendo desde a abertura da economia depois da pandemia).

Enquanto ainda vemos sinais da recuperação pós-pandêmica, há quem se dedique a acompanhar a saga interminável do Brexit. As discussões sobre a separação entre a União Europeia e o Reino Unido continuam, principalmente por conta dos problemas relacionados com a fronteira comercial da Irlanda do Norte. Como a principal parte do acordo já foi firmada, o mercado deixou de acompanhar a questão, mas caso haja problemas adicionais novamente nesta frente, poderia voltar a ser fator de preço.

03:23 — Abrindo a China

Os mercados asiáticos fecharam mistos nesta terça-feira, ainda que haja um crescente otimismo sobre a reabertura econômica da China. O vetor positivo acaba sendo compensado pelos alertas de que as taxas de juros dos EUA continuarão subindo e permanecerão elevadas por algum tempo.

Depois de um 2022 difícil, as ações asiáticas tiveram um início de ano consideravelmente forte graças em grande parte à decisão de Pequim de se livrar das algemas de sua política rígida de Covid-zero, que afetou a economia. Embora haja preocupações sobre o impacto de curto prazo das crescentes infecções em todo o país, os investidores estão cada vez mais confiantes graças às promessas de apoio do governo, inclusive para o problemático setor imobiliário.

04:01 — Mais demissões

Nos EUA, as demissões no setor de tecnologia estão chegando rapidamente, à medida que a indústria reduz o número de funcionários em meio a ventos macroeconômicos contrários. As primeiras ondas ocorreram em meados do ano passado, mas só crescem em força e número.

Muitas empresas contrataram de forma muito agressiva durante a pandemia e estão percebendo que folhas de pagamento infladas e custos elevados não estão se sustentando no atual ambiente de negócios. As informações mais recentes vieram da Salesforce e da Amazon, que cortaram, respectivamente, 8 mil e 18 mil funcionários.

De acordo com o site de rastreamento "layoffs.fyi", mais de 150 mil trabalhadores de tecnologia foram demitidos em 2022, e esse número deve crescer este ano. As empresas do setor que dispensaram funcionários incluem Airbnb, Booking Holdings, Cisco, HP, Meta, Netflix, Twitter e Uber. Sinais de recessão.

ABERTURA DO DÓLAR

O dólar à vista abriu em leve alta de 0,06%, a R$ 5,2604.

ABERTURA DO IBOVESPA FUTURO

O Ibovespa futuro abre em queda de 0,18%, aos 110 mil pontos.

O índice acompanha o desempenho dos futuros americanos. Por lá, os investidores aguardam o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, com a expectativa de sinalizações de uma alta em menor magnitude, de 25 pontos-base, nos juros em fevereiro.

Por aqui, os investidores locais repercutem o cenário político, mas o destaque principal é o IPCA de 2022, que encerrou o ano em alta de 5,79%, acima do teto da meta de inflação de 5,00% determinada pelo Banco Central.

BRASIL: INFLAÇÃO EM 2022

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, avançou 0,62% em dezembro, ante a alta de 0,41% 3m novembro. O dado foi divulgado há pouco pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A inflação oficial veio acima das projeções dos analistas ouvidos pela Broadcast, de avanço de 0,45%.

No ano de 2022, o IPCA acumula alta de 5,79%, acima do teto das projeções do mercado de 5,60%.

Por fim, a inflação do ano também vem acima da meta da inflação determinada pelo Banco Central, de 5,0%, pelo segundo ano consecutivo.

PRÉVIA DO IGP-M DE JANEIRO

O Índice de Preços - Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, desacelerou a 0,32% na primeiro prévia de janeiro, em comparação com a mesma prévia de dezembro.

O dado foi divulgado há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

DAY TRADE NA B3

Após o fechamento do último pregão, identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant - compra dos papéis de AES Brasil (AESB3).

AESB3: [Entrada] R$ 9.34; [Alvo parcial] R$ 9.54; [Alvo] R$ 9.00; [Stop] R$ 9.85

Recomendo a entrada na operação em R$ 9.34, um alvo parcial em R$ 9.54 e o alvo principal em R$ 9.85, objetivando ganhos de 5.4%.

O stop deve ser colocado em R$ 9.00, evitando perdas maiores caso o modelo não se confirme.

Leia mais.

SETOR DE COMMODITIES

Com a reabertura da China e melhores expectativas sobre demanda, as commodities refletem o otimismo dos investidores e o maior apetite ao risco.

O minério de ferro avança 1,21%, em Dalian, na China, com a tonelada cotada a US$ 123,95. O petróleo tipo Brent sobe 0,28%.

AGENDA DO DIA
  • Suécia: Dirigente do BCE, Isabel Schnabel, presidente do BoE, Andrew Bailey, e presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, participam de simpósio do BC da Suécia (7h10)
  • FGV: IGP-M (8h)
  • IBGE: IPCA de dezembro (9h)
  • Suécia: Presidente do Fed, Jerome Powell, participa de evento sobre independência de bancos centrais em simpósio internacional do BC da Suécia (11h)
  • Estados Unidos: Estoques do atacado (12h)
FUTUROS DE NOVA YORK RECUAM EM DIA DE CAUTELA

O dia em Wall Street começa com a cautela nas alturas.

Raphael Bostic, presidente do Fed de Atlanta, defendeu a elevação dos juros estadunidenses acima de 5%, postura considerada extremamente agressiva (hawkish). Os investidores agora aguardam as falas do presidente do Fed, Jerome Powell.

Powell pode fazer eco nas falas de Bostic e piorar o sentimento do mercado como um todo. No entanto, posturas mais acomodatícias ou que sinalizem a queda de juros no médio prazo podem animar.

Enquanto isso, os futuros de Nova York recuam.

Confira:

  • S&P 500 Futuro: -0,10%
  • Dow Jones Futuro: -0,23%
  • Nasdaq Futuro: -0,02%
BOLSAS DA EUROPA TEM LEVE QUEDA ANTES DE POWELL HOJE

Os índices europeus recuam após abertura.

Os investidores acompanham as falas de Jerome Powell nesta terça-feira (10) e aguardam os dados de inflação dos EUA, na quinta-feira (12).

As falas do presidente do Federal Reserve e os novos dados inflacionários responderão à pergunta que tira as noites de sono dos investidores: quando a alta de juros irá acabar?

Confira:

  • Frankfurt: -0,46%
  • Paris: -0,51%
  • Londres: -0,20%
BOLSAS DA ÁSIA FECHAM SEM DIREÇÃO ÚNICA DE OLHO NA CHINA E POWELL

Os índices asiáticos fecharam sem um único sinal hoje.

Os investidores acompanham a reabertura da China. No fim de semana, a fronteira com Hong Kong foi aberta após mais de três anos, em virtude da pandemia de covid-19.

Também permanece no radar o discurso d Jerome Powell, presidente do Fed, hoje.

Confira:

  • Seul: +0,05%
  • Xangai: -0,21%
  • Hong Kong: -0,27%
  • Taiwan: +0,34%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

maus ventos

O Brasil vai acabar? Inflação pode deixar de responder ao BC se Lula conseguir mudar meta, dizem gestores

31 de janeiro de 2023 - 21:24

Rodrigo Azevedo, da Ibiuna, e Felipe Guerra, da Legacy, estão com visão pessimista para o Brasil

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies