🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-08-10T09:50:31-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ELEIÇÕES 2022

O estranho caso do partido que apoia Lula, mas virou reduto de bolsonaristas

O PROS abriga nomes associados ao bolsonarismo radical, como a médica Nise Yamaguchi, mas fechou aliança nacional com Lula nas eleições presidenciais

10 de agosto de 2022
9:50
Montagem com fotos de Lula e Jair Bolsonaro
Montagem com fotos de Lula e Jair Bolsonaro - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O confuso sistema partidário e eleitoral brasileiro é celeiro para uma série de excentricidades. Então é natural que alianças firmadas entre os candidatos à Presidência não se repitam nos Estados. Mas o caso do nanico PROS é um um dos mais curiosos desta eleição.

O partido fechou aliança nacional com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas segue como reduto de candidatos bolsonaristas e de parlamentares que apoiam a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Vale lembrar que, no passado, o PROS já foi a legenda de Ciro Gomes, outro candidato a Presidência nas eleições deste ano, agora pelo PDT.

Os nomes bolsonaristas do PROS

O PROS abriga nomes associados ao bolsonarismo radical, como a médica Nise Yamaguchi, que se notabilizou por recomendar tratamentos sem eficácia contra a covid-19, e o ex-deputado Boca Aberta, cassado por ter invadido uma UPA no Paraná.

Nise entrou com ação no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) para que o partido permita que ela seja candidata ao Senado por São Paulo.

Mas a atual direção quer apoiar Márcio França (PSB), candidato a senador na chapa em que o petista Fernando Haddad concorre a governador. Inicialmente, a médica se filiou ao PTB para concorrer ao cargo, mas saiu do partido para se filiar ao PROS em abril.

No Congresso, a legenda tem quatro deputados e dois senadores. Destes, apenas a senadora Zenaide Maia (RN) faz campanha para o PT.

"Continuo firme e forte ao lado do presidente Bolsonaro, minha fidelidade e apoio não têm data de validade", disse a líder da sigla na Câmara, Aline Sleutjes (PR), candidata ao Senado.

A deputada era do PSL, legenda que elegeu Bolsonaro em 2018 e se uniu ao DEM para formar o União Brasil. Em abril, durante a janela partidária, Aline se filiou ao PROS.

"O PROS Paraná tem uma nota oficial autorizando o partido a fazer campanha para o presidente Jair Bolsonaro, inclusive foi uma exigência minha para filiar-me", afirmou.

O senador Telmário Mota (RR), que vai tentar a reeleição pelo PROS, também descarta apoiar o PT. "Em Roraima o parceiro do Lula é o (ex-senador Romero) Jucá, que destruiu o Estado. Bolsonaro não, é parceiro de quem quer o crescimento e o desenvolvimento de Roraima."

Jucá (MDB), no entanto, vai se candidatar ao Senado na mesma coligação que o PL, partido de Bolsonaro, e publicamente já falou que apoia a senadora emedebista Simone Tebet ao Palácio do Planalto.

Assista também - Lula ou Bolsonaro: quem a Faria Lima apoia nas Eleições 2022?

Ex-Ciro e ex-Garotinho

Com três mudanças recentes de comando por causa de uma disputa judicial, o PROS fechou o período das convenções com a retirada da candidatura presidencial de Pablo Marçal em favor de Lula. Marçal recorreu.

O PROS foi oficializado em 2013 e tinha como principal nome o presidenciável do PDT, Ciro Gomes. Também já abrigou a família Garotinho, hoje no União Brasil. A sigla apoiou petistas ao Planalto em 2014 e em 2018.

*Com informações de O Estado de S.Paulo e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre em queda e acompanha aversão ao risco do exterior; dólar sobe

28 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom negativo nesta quarta-feira (28). Os investidores seguem com maior cautela com a expectativa de recessão global no radar. Nos EUA, os discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed), dentre eles o do presidente Jerome Powell, devem continuar influenciando as bolsas americanas. Com a agenda esvaziada no […]

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O efeito do abraço de urso: a volta dos IPOs na B3, dividendos milionários, inverno cripto e outras notícias que mexem com seus investimentos

28 de setembro de 2022 - 8:17

A sucessão de baixas dos ativos de risco nos mercados financeiros levou os investidores a uma caça às pechinchas — e cada vez mais analistas consideram que é hora de ir às compras nas bolsas

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais caem antes de falas de Jerome Powell e dirigentes do Fed; Ibovespa acompanha Campos Neto e Guedes hoje

28 de setembro de 2022 - 7:40

Por aqui, a última rodada da pesquisa Genial/Quaest antes do primeiro turno das eleições presidenciais mostra chances de que Lula ganhe no primeiro turno

REPORTAGEM ESPECIAL

Nova safra de IPOs vai ficar só para 2023 — e terá uma cara bem diferente da última janela

28 de setembro de 2022 - 7:00

Após um período difícil para IPOs, setores mais preparados para abertura de capital em breve são de energia, infraestrutura e saneamento

PALAVRA DO TRADER

O ótimo é inimigo do bom para um trader. O que fazer para não deixar a oportunidade passar

28 de setembro de 2022 - 6:35

Muitos traders, principalmente os iniciantes, se apegam tanto à otimização que demoram muito para colocar o setup para operar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies