A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-13T19:35:01-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
PRÉVIAS OPERACIONAIS

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA volta a salvar o trimestre e construtora bate recorde de vendas; Plano & Plano (PLPL3) também renova marcas históricas

As vendas líquidas da Resia saltaram 162,3% entre abril e junho e compensaram as quedas nas operações nacionais da MRV

13 de julho de 2022
19:34 - atualizado às 19:35
Prédio com logo MRV (MRVE3) e céu de fundo
Imagem: Reprodução/Montagem

Se a Resia tivesse ombros, eles certamente estariam doloridos por carregarem o bom desempenho financeiro da MRV (MRVE3) nos últimos meses.

A subsidiária norte-americana voltou a ser destaque da construtora no segundo trimestre, com um salto de 162,3% nas vendas líquidas em relação ao mesmo período do ano passado. A operação foi a única a registrar crescimento no indicador: o Valor Geral de Vendas (VGV) chegou a R$ 955 milhões, recorde para um trimestre.

Já as unidades nacionais de incorporação e loteamentos apresentaram queda nas vendas, na mesa base de comparação. Veja abaixo:

  • MRV: R$ 1,4 bilhão (-10,3%)
  • Sensia: R$ 14 milhões (-34,7%)
  • Urba: R$ 24 milhões (-37%)

O desempenho puxou a média da companhia para baixo. Ainda assim, o resultado geral foi um crescimento de 26,2% e as vendas totalizaram R$ 2,6 bilhões.

Já os lançamentos recuaram 11,6% e registraram VGV (que aqui indica o potencial de receita a ser obtido) de R$ 2,1 bilhões. Segundo a companhia, a desaceleração ocorreu em antecipação às mudanças previstas para o programa Casa Verde e Amarela.

Com as novidades confirmadas pelo Conselho Curador do FGTS na última quinta-feira (7), a MRV promete reacelerar os lançamentos no segundo semestre.

MRV (MRVE3) aumenta os preços para recuperar as margens

Vendendo menos e gastando mais com a inflação dos insumos construtivos, a MRV aumentou o preço cobrado pelos empreendimentos para segurar a pressão nas margens.

O ticket médio dos produtos voltados para o Casa Verde e Amarela, por exemplo, cresceu 7,4% ante o trimestre imediamente anterior. Na prática, o aumento foi de R$ 12 mil e o preço médio cobrado por unidade chegou a R$ 219 mil.

Resta saber se a medida foi suficiente para recuperar as margens da empresa. O mercado saberá a resposta em 10 de agosto, data marcada para a divulgação do balanço da companhia.

Veja também - AS AÇÕES COM A MAIOR 'PROMOÇÃO' DA HISTÓRIA? I RECESSÃO global à vista: hora de investir na BOLSA?

Plano & Plano (PLPL3) renova recorde de vendas

Além da MRV (MRVE3), outra incorporadora da B3 divulgou a prévia operacional do segundo trimestre na noite desta quarta-feira (13). E a Plano & Plano (PLPL3) renovou algumas marcas históricas no período.

As vendas líquidas somaram R$379,5 milhões, valor 5,2% superior ao registrado no 2T21 e um novo recorde de vendas trimestrais.

Os lançamentos também cresceram: com cinco novos empreendimentos, o VGV da companhia subiu 11,4%, para R$ 394,1 milhões.

Adicionalmente, a Plano & Plano também apostou no encarecimento de seus produtos para compensar o efeito da inflação e da alta dos juros nas margens. O preço médio dos lançamentos foi a R$ 200,9 mil, uma alta de 6,3% ante o segundo trimestre de 2021.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies