O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-29T07:29:52-03:00
Ricardo Gozzi
MAIS UM PASSO

Demorou, mas conseguiu: Oi (OIBR3) chega a acordo com a Sky para vender serviço de TV por assinatura via satélite

Valor do negócio entre a Oi (OIBR3) e a Sky não foi revelado; expectativa é de que mais detalhes venham à tona em breve

29 de abril de 2022
6:22 - atualizado às 7:29
oi oibr3 telecom
Valor do negócio entre a Oi (OIBR3) e a Sky não foi revelado. Imagem: Shutterstock

A quantidade de acordos anunciados recentemente pela Oi (OIBR3) expõe a complexidade da busca por soluções para a recuperação judicial da empresa de telecomunicações.

Agora, apenas alguns dias depois de concluir a venda de sua operação de telefonia móvel para Claro, Tim e Vivo por 15,9 bilhões, a Oi anunciou um acordo por meio do qual a Sky ficará com seu serviço de TV por assinatura via satélite.

Valor do acordo entre Oi (OIBR3) e Sky não foi revelado

Ao anunciar o acordo, a Oi não revelou valores. A expectativa é de que mais detalhes venham à tona em breve.

De acordo com a empresa, a Sky comprometeu-se em adquirir a “base DTH” da Oi (OIBR3).

DTH é a sigla para direct to home e refere-se à base de clientes pós-pagos do serviço de TV por assinatura via satélite da Oi.

Pelo acordo, a Oi transferirá a base DTH para a Sky. Ao mesmo tempo, a Oi prestará à Sky os serviço relacionados à infraestrutura do sistema de TV por internet (IPTV).

Com isso, as receitas serão compartilhadas entre a Oi(OIBR3) e a Sky.

Aprovações necessárias

O acordo ainda precisa ser aprovado pelo juízo responsável pela recuperação judicial da Oi (OIBR3). A operação também depende de aprovação por parte do Cade, órgão responsável pela defesa da livre concorrência no Brasil.

“A operação está em linha com a implementação do plano estratégico de transformação das operações das empresas Oi e com o aditamento ao plano de recuperação judicial da companhia e suas subsidiárias em recuperação judicial”, informou a Oi.

Acordo aproxima Oi do fim da recuperação judicial

Analistas de mercado acreditam que a Oi esteja muito próxima do fim de sua recuperação judicial. O processo teve início em 2016, depois de a empresa ter acumulado R$ 65 bilhões em dívidas.

Depois da venda da operação de telefonia móvel para sua concorrente, a operadora quitou uma dívida de R$ 4,6 bilhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A Oi (OIBR3) também aguarda a aprovação da venda do controle da sua rede de fibra ótica para a GlobeNet e fundos do banco de investimentos BTG Pactual. O negócio é estimado em R$ 13 bilhões.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies