Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-04-14T13:21:14-03:00
Carolina Gama
ACENDEU E APAGOU

Itaú BBA vê bons dividendos para CPFL (CPFE3), mas é cauteloso com outra gigante do setor; saiba qual ação foi cortada e por quê

Avaliações atraentes, proteção contra inflação e fluxo de caixa resiliente são alguns dos pontos que justificam a visão positiva do banco de investimentos para as utilities, mas nem todas as empresas desfrutarão desse cenário

13 de abril de 2022
13:44 - atualizado às 13:21
Fachada da CPFL Energia (CPFE3) dividendos
CPFL Energia (CPFE3) - Imagem: Divulgação

O caminho da CPFL (CPFE3) será iluminado pelo pagamento de bons dividendos a partir deste ano, segundo o Itaú BBA. A luz também está acesa para a Neoenergia (NEOE3), que teve o preço-alvo de sua ação elevado. Já Energias do Brasil (ENBR3) acabou ficando no escuro ao ter suas classificações cortadas pelo banco de investimento

Avaliações atraentes, proteção contra inflação e fluxo de caixa resiliente. Esses são alguns dos pontos que justificam a visão positiva do Itaú BBA para as utilities — como é conhecido o setor que engloba companhias de serviços essenciais como energia, gás e água. 

Mas nem todas as empresas de energia são vistas com os mesmos olhos pelo banco de investimento, como é o caso da Energias do Brasil. 

Apesar de estar inserida no segmento de utilities, o banco demonstra cautela com as perspectivas de crescimento das energias renováveis no curto prazo, dada a pressão do capex (investimento em bens de capital), custos de dívida mais altos e preços de energia pouco atraentes. 

Bons dividendos no caminho da CPFL (CPFE3)

O caminho da CPFL (CPFE3) será marcado pelo pagamento de dividendos atrativos a partir deste ano — acima de 11% de dividend yield (retorno com dividendos), segundo o Itaú BBA. 

O banco baseia a previsão na posição de endividamento confortável (cerca de 2x Ebtida) da empresa, o que permite pagamentos de dividendos consideráveis.

Além de uma forte geração de caixa, a CPFL também se beneficia do aumento do IGP-M  nas unidades  de geração e distribuição. 

Com base nos bons resultados apresentados pela empresa no último ano e nos efeitos positivos da aquisição da CEEE-T, o Itaú BBA elevou o preço-alvo para a ação CPFE3 de R$ 37,10 para R$ 39,70 — o que representa um potencial de alta de 17,32% em relação ao fechamento de terça-feira (12). 

A recomendação para os papéis da CPFL foi mantida em outperform (equivalente a compra). 

Por volta de 13h10, as ações CPFE3 subiam 1,63%, cotadas a R$ 34,39. 

Neoenergia (NEOE3): uma ação barata

Entre as empresas que estão sob o guarda-chuva de coberturas do Itaú BBA, a Neoenergia (NEOE3) é apontada como a mais barata, com uma taxa interna de retorno (TIR, uma métrica utilizada para calcular o percentual de retorno) de 12,1%. 

Segundo o banco, a ação NEOE3 teve um desempenho inferior a alguns de seus pares nos últimos 12 meses e agora está sendo negociada a uma avaliação muito atraente. 

O Itaú BBA elevou o preço-alvo para os papéis da Neoenergia de R$ 27,10 para R$ 27,90 — o que representa um potencial de alta de 3,23% em relação ao fechamento de terça-feira (11) — e manteve a recomendação outperform (compra). 

Embora aprecie a tendência de ganhos da empresa e a rápida desalavancagem, o banco chama atenção para a alocação de capital e a estrutura de governança da Neoenergia. 

O Itaú BBA cita algumas ações recentes questionáveis por parte da empresa, entre elas, o anúncio mal detalhado em dezembro de um contrato com a Iberdrola

Por volta de 13h10, os papéis da Neoenergia subiam 1,04%, cotados a R$ 17,52.

Energias do Brasil (ENBR3): sem dividendos e atratividade

Diferente da CPFL (CPFE3), a Energias do Brasil (ENBR3) não tem a perspectiva de bons dividendos em seu caminho, mas a ação entregou um dos melhores desempenhos nos últimos 12 meses (+19%). 

Com isso, o Itaú BBA passou a ver um potencial de retorno menos atraente para o papel na comparação com outras empresas do setor. 

Segundo o banco, parte do bom desempenho da empresa foi impulsionada por seu programa de recompra de ações, pela comercialização de ativos de transmissão e pelas expectativas positivas para a venda de ativos hidrelétricos — que acabou não avançando. 

Além disso, o Itaú BBA é cauteloso com as perspectivas de crescimento para as energias renováveis no curto prazo. 

Por volta de 13h10, as ações ENBR3 recuavam 0,75%, cotadas a R$ 22,38. 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies