Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-04-07T08:33:19-03:00
Ricardo Gozzi
POUCO DESCONTO

Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), controlada da Votorantim, levanta mais de R$ 900 milhões em oferta restrita de ações

Coordenadores conseguiram colocar mais 13,6 milhões de 34 milhões de ações oferecidas em lotes adicionais pela CBA

7 de abril de 2022
6:36 - atualizado às 8:33
CBA - Companhia Brasileira de Alumínio
Logotipo da CBA, Companhia Brasileira de Alumínio, controlada da Votorantim -

Menos de um ano depois de ter chegado à bolsa em IPO de R$ 1,6 bilhão, a Companhia Brasileira de Alumínio (CBAV3) levantou mais R$ 904,4 milhões em uma oferta restrita de ações.

Apesar do resultado vultoso da oferta, a indústria controlada pela Votorantim não encontrou demanda para uma parte dos lotes suplementares oferecidos.

Na oferta, a CBA colocou 47,6 milhões de ações a R$ 19 cada, um desconto de apenas 1,45% em relação ao preço de fechamento de CBAV3 ontem (R$ 19,28).

Intenção da CBA era levantar mais de R$ 1 bilhão

A ideia original da CBA era levantar até R$ 1,3 bilhão com a oferta secundária. Depois de rapidamente encontrarem demanda para o lote original, de 34 milhões de ações, as instituições financeiras envolvidas na transação passaram a buscar compradores para lotes adicionais.

Elas conseguiram colocar mais 13,6 milhões de 34 milhões de ações oferecidas em lotes adicionais. Também chama a atenção o baixo desconto no preço por ação em relação ao preço de fechamento de ontem.

A busca por investidores foi liderada pelo BTG Pactual. Também atuaram na oferta o Bank of America Merrill Lynch, o Bradesco BBI, o UBS Brasil, o Citigroup, o Itaú BBA e o banco JP Morgan.

Esforços restritos

A venda de ações da CBA se deu por meio de uma oferta secundária com esforços restritos regida pela instrução 476 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Pelo cronograma da operação, as ações poderão começar a ser transacionadas pelos investidores institucionais já na sexta-feira, mas os participantes estão sujeitos a um lock-up de 180 dias.

Ainda segundo a CBA, não haverá diluição para os atuais acionistas nem a capitalização da companhia será afetada.

Por que a CBA optou pela instrução 476

Ao autorizar a operação, o conselho de administração da CBA decidiu-se por uma oferta restrita sob a instrução 476 da CVM.

A Instrução CVM 476, em tese, simplifica a realização um IPO. Ela isenta a empresa de registrar a oferta e contorna a necessidade de análise pela CVM. A empresa também é dispensada da apresentação de prospecto.

Em contrapartida, a instrução obriga os coordenadores da oferta a empenharem esforços restritos a investidores profissionais — aqueles que têm quantia de R$ 10 milhões ou mais comprovadamente investida em mercados financeiros.

Ou seja, a CVM considera que o investidor profissional é crescidinho o bastante para entender os riscos da oferta e que cabe a ele o ônus de decidir se vai entrar ou não no negócio.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies