2022-01-21T15:20:17-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
VAZAMENTO DE DADOS

Cara, cadê meu Pix? Banco Central comunica vazamento de chaves e dados pessoais de mais de 160 mil clientes; entenda como isso te afeta

Em nota, o BC afirmou que os dados são de natureza cadastral e não é possível fazer movimentações financeiras com eles

21 de janeiro de 2022
13:40 - atualizado às 15:20
Imagem: Shutterstock

O sistema de pagamentos instantâneos, conhecido popularmente como Pix, ganhou o carinho da torcida com pouco mais de um ano de funcionamento. Essa modalidade de transação superou os volumes de TED, DOC e até dos conhecidos boletos

Mas a questão da segurança sempre foi uma pulga atrás da orelha dos mais céticos com pagamentos instantâneos, e hoje o medo virou realidade. 

Nesta sexta-feira (21), o Banco Central comunicou um vazamento de dados pessoais vinculados a chaves Pix que estavam sob a guarda e a responsabilidade da empresa Acesso Soluções de Pagamento.

De acordo com a nota do BC, “não foram expostos dados sensíveis, tais como senhas, informações de movimentações e saldos financeiros em contas transacionais, ou quaisquer outras informações sob sigilo bancário”. 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Contudo, entre os dados potencialmente expostos estão nome do usuário, CPF, instituição de relacionamento e número de agência e conta de 160.147 chaves Pix. A ocorrência foi observada entre 3 e 5 de dezembro de 2021.

O Banco Central afirma ainda que os dados vazados são apenas de natureza cadastral, ou seja, não são suficientes para fazer movimentações financeiras ou dar acesso às contas ou quaisquer outras informações do usuário. 

Os usuários afetados pelo vazamento de dados serão notificados por meio do aplicativo de seus respectivos bancos. Nem o BC nem as instituições financeiras usarão quaisquer outros meios de comunicação aos usuários afetados, tais como aplicativos de mensagem, chamadas telefônicas, SMS ou e-mail.

Em nota, o BC afirma que adotou as ações necessárias para a apuração detalhada do caso e aplicará as medidas sancionadoras previstas na regulamentação vigente.

"Os usuários afetados pelo vazamento dos dados serão comunicados diretamente pelas instituições em que a chave PIX está registrada. Reforçamos que tomamos, de forma tempestiva, todas as providências necessárias para garantir a segurança das informações mantidas pela Companhia e o nosso compromisso em manter o mercado e nossos parceiros informados", disse a Acesso, em nota.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele