🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Volatilidade é vida: Entenda como aproveitar as oportunidades durante as oscilações do mercado de ações

Como antes recomendava Warren Buffett, também te convido a gostar da volatilidade. Só há oportunidade de ganho quando o preço descola do fundamento

23 de agosto de 2022
12:27
imagem mostra setas de queda e alta entrelaçadas, indicando volatilidade dos mercados e da bolsa
Imagem: Shutterstock

“Como investidor, você precisa adorar a volatilidade. Você tem de amar as oscilações selvagens, porque elas significam que mais coisas ficarão mal precificadas.”

(Warren Buffett)

Movimentos e fundamentos das ações 

O movimento das ações no curto prazo nem sempre conversa com os seus fundamentos. 

Em uma curta janela temporal, até quando as cotações caminham na direção certa, o mercado tende a exacerbar: se o fundamento melhorou, a cotação sobe exageradamente; se piorou, a punição é pior do que deveria.

Esse exagero pode ocorrer por questões emocionais, como o medo de ficar de fora ou o pavor de ser o último a sair. 

Ou, ainda, por questões técnicas: um agente de mercado relevante decidiu comprar ou vender um papel com pouca liquidez, exercendo influência sobre o preço. 

Precisamos aceitar, também, que o exagero pode ser puramente aleatório.

O fato é que os motivos da irracionalidade não importam. A questão interessante nisso tudo é que, quando há um movimento ilógico, costuma-se abrir uma oportunidade. 

É importante ficar de olho nessas chances.

De olho nas oportunidades de investimento

Recentemente, tivemos alguns exemplos dessas oportunidades.

Na semana passada, o Nubank divulgou um prejuízo líquido menor que o esperado. Além disso, a apresentação do resultado focou em pontos positivos, como o fato de a operação já dar lucro no Brasil. 

A ação subiu mais de 10% só no after market. No pregão seguinte, +18%. 

Entretanto, com o escrutínio do balanço, o analista perceberia que a surpresa positiva era discutível: a companhia comprou uma carteira de crédito externa que ajudou na margem financeira; houve mudança na metodologia de cálculo da inadimplência; e parte das despesas operacionais foram contabilizadas como investimentos de capital, melhorando o lucro. 

Por mais que sejamos admiradores da companhia e de seus fundadores, a questão aqui é preço versus valor: será que a empresa valia 30% a mais após essa divulgação? Se tem irracionalidade, tem oportunidade. 

A valorização excessiva foi parcialmente devolvida nos pregões seguintes: -19% até aqui.

As ações da Rede D’Or

Um outro caso foi Rede D’Or, que também divulgou seus números na semana passada. À primeira vista, o operacional foi muito bom. 

A ação subiu 8% no pregão seguinte. 

Entretanto, como foi o caso com tantas outras empresas, o resultado foi corroído pela despesa financeira, inflada pela Selic alta sobre uma dívida grande, de R$ 29 bilhões. 

Nesse caso, os pregões subsequentes mais que devolveram a alta: -14% desde então.

A Americanas na bolsa

Ontem, tivemos ainda um outro caso curioso, dessa vez envolvendo a Americanas. 

A companhia anunciou que Sergio Rial será presidente do seu conselho de administração a partir de janeiro. 

A notícia foi muito bem recebida, já que Rial é um brilhante executivo, que provou sua capacidade de transformação em diversas empresas, como Cargill e Santander Brasil, dentre várias outras. 

A ação de Americanas subiu 23% ontem. Mais uma vez, faço a pergunta: tenho uma admiração enorme pelo Rial, mas será que a companhia vale 23% a mais por causa da mudança de gestão?

Exageros e correções em ações

Por vezes, o exagero nos preços é rapidamente corrigido. Nesses casos, embora não seja possível identificá-los antecipadamente, é preciso se posicionar com velocidade.

Foi o caso de Nubank e de Rede D’Or, ambas posições vendidas da Carteira Empiricus. Acreditamos, inclusive, que há mais correção pela frente nesses dois casos. 

Em outras tantas vezes, infelizmente, o preço demora a convergir para o fundamento. Nesses casos, é preciso ter muita paciência.

De toda forma, convido-lhe a gostar, também, da volatilidade. Só há oportunidade de ganho quando o preço descola do fundamento.

Um abraço,
Larissa Quaresma

Compartilhe

A BOLSA COMO ELA É

Gringos estão de olho no Ibovespa, mas investidor local parece sem apetite pela bolsa brasileira. Qual é a melhor estratégia?

30 de agosto de 2022 - 11:50

É preciso ir contra o consenso para gerar retornos acima da média, mesmo que isso signifique correr o risco de estar errado

A BOLSA COMO ELA É

10 mil horas não são suficientes: Entenda os principais erros e acertos da temporada de resultados

9 de agosto de 2022 - 13:00

A safra de resultados atual permite enxergar alguma validade no ambiente. O esmero do analista profissional parece ter algum sentido de ser

A BOLSA COMO ELA É

Se decepcionou com o Nubank e outras fintechs? Saiba como escolher boas ações para ter na carteira

1 de agosto de 2022 - 11:19

Nem tudo o que reluz é ouro. Nos pregões de otimismo, em geral, quanto mais arriscado o ativo, mais ele sobe, mas por vezes essa subida também é injusta

A BOLSA COMO ELA É

Assim como Elon Musk fez com o Twitter, quando você vai dar o braço a torcer?

12 de julho de 2022 - 12:45

É possível ganhar muito dinheiro mesmo errando, desde que reconheça os erros antes que eles causem estrago demais

A BOLSA COMO ELA É

Isso também vai passar: Entenda por que é hora de aproveitar a baixa do mercado para investir em ações da bolsa

5 de julho de 2022 - 12:58

O Ibovespa negocia aos menores múltiplos desde 2008. Portanto, se ainda não começou a investir, este é um ótimo momento para começar

A BOLSA COMO ELA É

Não faça nada sem pensar: Conheça três bons motivos para vender suas ações na bolsa

28 de junho de 2022 - 12:32

As decisões de investimento, sejam de compra ou de venda, devem ser pensadas, conscientes e razoáveis. Faça suas escolhas pelos motivos certos

A BOLSA COMO ELA É

Vale a pena investir em ativos de risco mesmo com a possibilidade cada vez maior de recessão?

21 de junho de 2022 - 12:20

Gastar sola de sapato na busca de empresas vencedoras continuará sendo uma estratégia para maximizar o retorno dentro do universo de ações; entenda a tese

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro de mais de 9% em swing trade com ações da Weg (WEGE3) e da Metalúrgica Gerdau (GOAU4) – long & short

20 de junho de 2022 - 8:31

Identifiquei uma oportunidade de long & short – compra dos papéis da Metalúrgica Gerdau (GOAU4) e venda dos papéis da Weg (WEGE3); confira a análise

A BOLSA COMO ELA É

Estratégias para lucrar com ações: Confira dicas para escapar dos erros mais comuns dos investidores

14 de junho de 2022 - 13:08

Em primeiro lugar, não copie modelos do passado. Rockefeller, Lemann e Buffett fizeram fortuna com investimentos, mas copiar as estratégias deles hoje dificilmente te faria rico

A BOLSA COMO ELA É

Qual é o melhor momento para investir em bolsa? Confira estratégias para lucrar em renda variável

7 de junho de 2022 - 11:34

Será que você acertaria o timing se tivesse esperado o cenário melhorar para investir em bolsa? Entenda por que a paciência é o nome do jogo em renda variável

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar