Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

Larissa Quaresma
A Bolsa como ela é
Larissa Quaresma
Analista de ações e integrante da equipe do Carteira Empiricus
2022-03-29T12:37:21-03:00
A BOLSA COMO ELA É

A bossa nova voltou: Entenda por que a bolsa brasileira subiu mais de 30% neste ano e saiba quais as melhores ações para investir

Para a Larissa Quaresma, assim que o aperto monetário aqui passar, vai se formar um cenário fértil para expansão: e as small caps são uma boa oportunidade para lucrar em 2022

29 de março de 2022
12:37
Brasil dinheiro bussola bolsa brasileira ibovespa b3
Imagem: Shutterstock

Simbolizando o fim de um longo período sem grandes eventos presenciais, o último final de semana marcou a volta de ícones do entretenimento contemporâneo. 

Aqui no Brasil, o Lollapalooza atraiu cerca de 300 mil pessoas ao Autódromo de Interlagos, em São Paulo, após uma espera de três anos. 

No Dolby Theatre, as estrelas de Hollywood desfilaram na festa do Oscar 2022, sem restrições sanitárias pela primeira vez desde 2019. 

O curioso é que a Bolsa brasileira parece estar passando por um momento parecido, fazendo a sua volta triunfante: no ano, o Ibovespa acumula uma alta de 32% em dólar, apesar de todas as nossas dificuldades macroeconômicas.

Por que a bolsa brasileira passa ilesa por 2022?

Pode ser cedo para dizer que o entretenimento presencial está liberado definitivamente, assim como para afirmar que o principal índice acionário brasileiro terminará o ano no campo positivo. 

O fato é que, até agora, tanto os eventos quanto a Bolsa passam ilesos por 2022. E precisamos entender o porquê.

Como já disse Howard Marks, “podemos nunca saber aonde vamos, mas é melhor ter uma boa ideia de onde estamos”.

Ibovespa e Anitta de mãos dadas no #1

A performance do Ibovespa encabeça o ranking das Bolsas emergentes no ano. 

Enquanto o Ibov sobe 32% em dólar, o principal índice acionário russo cai 49%, e o indiano cai 4%. 

O índice da Bolsa chinesa cai 12%; e o índice sul-africano sobe 9% — isso somente para citar os BRICS. 

Inclusive em relação ao S&P 500, que cai 4% em dólar, nós também estamos na frente. 

O Ibovespa está como a Anitta, que agora lidera o ranking das músicas mais ouvidas do Spotify globalmente: todos duvidaram, mas não é que ela chegou lá?!

Bolsa brasileira como preferida nos BRICs

Nossa preferência em relação aos demais integrantes dos BRICS vem mais de exclusão do que por mérito nosso, é verdade. 

A Rússia não é investível neste momento, por motivos óbvios. 

A Índia tem suas diferenças em relação aos nossos costumes ocidentalizados, em meio a um movimento global de aversão a ativos orientais pela simples proximidade a Putin. 

A ditadura chinesa não sabe de que lado está (ou não quer mostrar?) na guerra geopolítica envolvendo a Ucrânia, sem mencionar a lista crescente de intervenções estatais nas maiores empresas do país. 

Na dúvida, melhor assistir de fora. Finalmente, a África do Sul causou desgosto ao se abster na votação da Assembleia Geral da ONU que condenava a invasão russa à Ucrânia. 

Sobra o Brasil na clássica cesta de economias emergentes, mesmo com todos os nossos problemas.

Real barato e exportações

O nosso câmbio desvalorizado também exerce sua influência. Mesmo com a apreciação recente do real brasileiro, ainda é possível obter 4,80 deles usando apenas um dólar. É inegavelmente uma moeda barata.  

Ainda pesa a favor a nossa economia baseada na exportação de produtos básicos, como alimentos e matérias-primas. 

Em um momento de valorização desses produtos, intensificada pelo choque de oferta causada pela quase exclusão da Rússia do suprimento global, nós levamos a melhor.

O trio de estrelas da B3: Vale, Itaú e Petrobras

Não é surpresa que os maiores doadores de performance para o Ibovespa, até o momento, tenham sido Vale, Itaú e Petrobras — todas elas presentes na Carteira Empiricus há algum tempo, inclusive. 

Aliás, ontem à noite, veio a cereja do bolo para nossa maior petroleira: o governo indicou um novo CEO, Adriano Pires, veterano do setor de energia brasileiro com passagem pelos setores privado e público. 

Pires tem uma boa interlocução tanto no Congresso quanto entre o empresariado, assim como junto aos meios de comunicação.

Fluxo estrangeiro na bolsa brasileira e valuation

Um valuation historicamente descontado é a tacada final para nos tornarmos a bola (ou a Bolsa) da vez. 

No agregado, o índice brasileiro pode ser comprado por 8 vezes os lucros estimados para 2022, versus uma média histórica de 12 vezes. 

E isso mesmo depois da valorização dos bancos e commodities, que representam 62% do índice. 

O resultado disso tudo é um fluxo estrangeiro para a B3 que soma aproximadamente R$ 90 bilhões no ano. Isso é 88% de todo o volume do ano passado, que já tinha sido um recorde histórico.

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui

Small caps são boas pedidas?

As small caps, contudo, permaneceram largadas durante todo esse processo. A notícia boa, não obstante, é que essa classe tem dado sinais de vida. 

A semana passada viu uma inversão de performance, com as cíclicas domésticas, muitas small caps inclusas, performando melhor que as exportadoras. 

O motivo foi o discurso dovish do presidente do Banco Central, que afirmou estar perto do fim o nosso ciclo de aperto monetário. 

Roberto Campos indicou que os aumentos de juros devem cessar em meados deste ano, bem antes, portanto, dos EUA, que estão apenas começando a subir as suas taxas. 

Puxados pelas small caps, com efeito, formamos uma sequência de oito pregões positivos na semana passada, um ocorrido inédito desde junho de 2021.

A bossa nova voltou

Quando o aperto monetário aqui passar, forma-se um cenário fértil para expansão das cíclicas domésticas e das small caps. 

Quando essa inversão acontece, ela é muito rápida: é um punhado de pregões, e quando você se dá conta, já ficou para trás. 

Portanto, é interessante ter alguma exposição a essa categoria, assumindo que você tem estômago para tolerar a inevitável volatilidade que vem com essa classe.

A mensagem dos festivais, da Anitta e do fluxo gringo é irrefutável: a bossa voltou.

Mas não é qualquer bossa: é bossa nova.

Um abraço,
Larissa

Leia também:

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies