2022-05-27T20:08:00-03:00
Carolina Gama
VIRANDO PÓ

Terra (LUNA) faz escola? Ações russas não valem quase nada depois da guerra na Ucrânia

O índice MOEX Rússia caiu mais de 36% no acumulado do ano, e os investidores internacionais em títulos russos sofreram restrições na gestão e avaliação de posições desde a invasão

27 de maio de 2022
19:38 - atualizado às 20:08
Bolsas da Rússia avançam hoje, mas desempenho em semana de guerra é negativo
Imagem: Shutterstock

Não foi só o mercado de criptomoedas que viu um de seus ativos — a Terra (LUNA) — virar pó. As ações russas praticamente perderam todo o valor com a guerra na Ucrânia, segundo a mais recente pesquisa MCSI. 

Uma série de fatores pesam sobre Moscou. A bolsa ficou um mês fechada por lá para conter a sangria provocada pelos efeitos da invasão, que começou em 24 de fevereiro — o fechamento mais longo desde a queda da União Soviética.

A bolsa de Moscou também teve seu status reconhecido revogado por muitas potências internacionais.

Além disso, os investidores internacionais em títulos russos sofreram restrições na gestão e avaliação de posições desde o início da guerra. 

No acumulado do ano, o índice MOEX Rússia caiu mais de 36%.

Ações russas são inúteis? 

Com base em um modelo que liga os mercados de ações e títulos, o MSCI disse hoje que o mercado de swaps de crédito sugere que as ações russas “podem ser essencialmente inúteis” em contraste com os preços listados na bolsa.

Credit-default swaps são derivativos que permitem aos investidores trocar o risco de crédito de uma empresa, país ou outra entidade com o risco de outros investidores. 

Os credores adquirem CDSs sob o acordo de que o investidor paga se o devedor deixar de cumprir suas obrigações de dívida.

O modelo trabalha com a suposição de que, se o preço das ações de uma empresa chegar a zero, ela optará por não pagar sua dívida

Nessa estrutura, explicou o MSCI, o risco de inadimplência de uma empresa é impulsionado por seu valor em relação ao seu nível de dívida.

Modelos enraizados nesse conceito têm sido usados ​​para calcular as probabilidades de inadimplência a partir dos preços das ações, mas também podem inferir os preços das ações a partir das probabilidades de inadimplência.

Distorções do mercado

A pesquisa também observou que o modelo pode ser resultado do próprio mercado de CDS ser distorcido pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Se um default causar um pagamento em um CDS, os títulos subjacentes teriam que ser leiloados.

“A dificuldade em transferir esses títulos devido a sanções ou outros atritos do mercado pode inflar o prêmio necessário para proteção contra inadimplência e, portanto, a probabilidade de inadimplência implícita do CDS”, diz o estudo.

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies