🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-02T18:22:35-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa sobe 1% e volta aos 112 mil pontos com impulso tech em NY; dólar recua a R$ 4,78

2 de junho de 2022
9:07 - atualizado às 18:22

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais tentam ignorar o cenário macroeconômico desfavorável e sobem . Os investidores estão em busca de barganhas após as quedas recentes. No radar do dia, petróleo e Opep+ ganham destaque em meio a guerra da Rússia. No panorama doméstico, o Ibovespa acompanha os efeitos disso na Petrobras (PETR4) e a divulgação do PIB.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

FECHAMENTO EM NOVA YORK
  • Dow Jones: +1,33%
  • S&P500: +1,84%
  • Nasdaq: 2,69%
CONTRAMÃO (MAIS UMA VEZ)

Apesar do petróleo ter fechado o dia com um avanço de mais de 1%, as ações da Petrobras (PETR4) seguem em queda. A estatal opera com um recuo na ordem de 1%.

O SALTO DA POSITIVO

Com uma alta superior a 12%, as ações da Positivo (POsI3) são o principal destaque do dia.

Apesar de não ter notícias relevantes no radar, a companhia é a principal, empresa tech local a surfar o otimismo do setor que chega de Nova York.

Com compras puxadas pelo Morgan Stanley, os papéis de POSI3 operam com um volume de negociação diário acima da média histórica. A volatilidade do papel também é bem superior ao restante do mercado, o que leva os analistas a classificarem quase como natural o movimento.

Para Bruno Guimarães, assessor de renda variável da Vitreo, a empresa tem em receita líquida forte, impulsionada, principalmente, por R$ 430 milhões do contrato de urnas eletrônicas. “O caixa está ficando mais líquido e o mercado viu com bons olhos”.

HORA DE TER CAMIL NA CARTEIRA?

A entrada da Camil no mercado de café foi uma das principais razões para o JP Morgan melhorar a classificação das ações CAML3.

O banco norte-americano passou a recomendar a compra dos papéis — de uma postura neutra — e elevou o preço-alvo de R$ 12 para R$ 13, o que representa um potencial de alta de 33,2% com relação ao fechamento de quarta-feira (02).

CONFIRA TODOS OS DETALHES

NA MÁXIMA

Com o impulso dos setores de tech e mineração, o Ibovespa chegou a máxima do dia no início desta tarde.

Por volta das 13h35, o índice operava em alta de 1,07%, a 112.553 pontos.

Já o dólar recuava 0,45%, a R$ 4,782.

TECHS TAMBÉM DISPARAM

Além das mineradoras e siderúrgicas, outro setor de destaque na bolsa hoje é o de tecnologia.

Acompanhando a valorização dos pares no exterior, a Positivo (POSI3) salta 10% e, por volta das 13h15, lidera os ganhos do Ibovespa.

Outro nome a chamar a atenção do mercado é a Locaweb. No mesmo horário, as ações LWSA3 avançam 5,05%.

No exterior, o Nasdaq, índice norte-americano que concentra as ações de tech, opera com ganhos de 1,37%.

 

DESTAQUES DA BOLSA

Com o salto de mais de 3% do minério de ferro nesta quinta-feira (2), as mineradoras e siderúrgicas da B3 são os destaques positivos do dia.

Veja como operam, por volta das 12h35, algumas das principais ações do setor:

CÓDIGO NOME ULT VAR
CMIN3 CSN Mineração ON R$ 5,19 7,01%
MRFG3 Marfrig ON R$ 16,30 3,95%
USIM5 Usiminas PNA R$ 11,67 3,64%
CSNA3 CSN ON R$ 22,96 3,52%
GOAU4 Metalúrgica Gerdau PN R$ 12,65 3,18%
GGBR4 Gerdau PN R$ 29,97 3,03%

 

IBOVESPA

Depois de testar o território negativo com o anúncio da Opep+ sobre produção de petróleo, o Ibovespa voltou a subir.

Por volta das 12h15, o índice avançava 0,34%, a 111.741 pontos.

Já o dólar ampliou a queda antes as rivais e, no mesmo horário, recuava 0,41%, a R$ 4,784

CHOVE LÁ FORA, MOLHA AQUI DENTRO

As bolsas em Nova York reagiram negativamente às falas da vice-presidente do Fed, Lael Brainard, e passaram a cair com mais intensidade.

A representante do BC americano afirmou que o ciclo de alta de juros não deve terminar em setembro, como o previsto pelo Federal Reserve anteriormente. Ela afirmou que na reunião daquele mesmo mês, os juros devem voltar a subir no passo de 50 pontos-base.

Com Wall Street enfrentando a maré vermelha, o Ibovespa também passou a registrar fraqueza nas primeiras horas do pregão.

Os investidores esqueceram a alta do PIB do primeiro trimestre e passaram a olhar para a Opep+, que irá aumentar a produção de petróleo neste mês de maneira mais intensa do que o esperado.

Dessa forma, as ações da Petrobras (PETR3 e PETR4) passaram a registrar queda de 0,75% na média, pressionando o índice local.

O Ibovespa reduziu a alta da abertura e passou a subir 0,49%, aos 111.901.

No mesmo horário, o dólar à vista recuava 0,35%, aos R$ 4,7978.

VAI TER PETRÓLEO SIM

A Opep+ acabou de anunciar que pretende elevar sua produção para 648 mil barris de petróleo por dia. O número é maior do que a elevação prevista de 432 mil barris por dia.

O cartel destaca que a reabertura recente de grandes economias e o aumento do refino devido a uma demanda sazonal motivaram a decisão do grupo.

Não houve, porém, menção à Rússia, aos embargos da Europa e à guerra na Ucrânia no comunicado.

No mesmo horário, o petróleo Brent — utilizado como referência internacional — inverteu a tendência de queda e passou a subir 0,70%, negociado a US$ 117,01.

O QUE MOVE OS MERCADOS HOJE

O dia começou positivo para as bolsas no exterior, mas os índices perderam força ao longo da manhã e passaram a cair.

Vale lembrar que o plano de redução patrimonial do Federal Reserve começou agora em junho, o que deve adicionar certa incerteza ao dia, apesar de parte dessa injeção de títulos no mercado já estar precificada.

Já no caso brasileiro, o índice local sobe, amparado pelo bom desempenho do PIB do primeiro trimestre e nas ações das siderúrgicas.

Pesa do lado negativo a queda do pretróleo, que levou consigo as ações das petrolíferas. A petrobras (PETR3 e PETR4) é negociada em queda de 0,40% na média.

O Ibovespa deixou o PIB de lado por um momento e abriu a sessão de hoje em alta de 0,77%, aos 112.241 pontos, após os leilões de abertura.

Por sua vez, o dólar à vista é negociado em queda de 0,40%, cotado a R$ 4,7949.

JUROS FUTUROS (DIs) HOJE

Os juros futuros (DIs) se ajustam à perspectiva de alta na produção do petróleo, que deve influenciar no desempenho do dólar e, consequentemente, da inflação:

CÓDIGO NOME ULT FEC
DI1F23 DI jan/23 13,41% 13,41%
DI1F25 DI Jan/25 12,43% 12,37%
DI1F26 DI Jan/26 12,32% 12,25%
DI1F27 DI Jan/27 12,33% 12,25%

O Ibovespa futuro abriu em alta de 0,53%, aos 112.390 pontos.

O dólar à vista cai 0,27%, cotado a R$ 4,7913.

PIB DO 1º TRI VEM DENTRO DO ESPERADO

O IBGE acaba de divulgar o PIB do 1º trimestre de 2022. O resultado foi de alta de 1,0% em relação ao 4º trimestre do ano passado.

O resultado veio dentro do intervalo de projeções, que iam de 0,6% até 1,8%, com mediana em 1,2%, de acordo com o Broadcast.

Em relação ao mesmo período de 2021, o resultado do PIB está 1,7% acima do registrado no ano passado.

Com isso, o PIB do trimestre somou R$ 2,2 trilhões.

BOLSAS NO EXTERIOR

Os índices internacionais tentam reverter as perdas da sessão anterior, de olho na reunião da Opep+. O cartel deve decidir por um aumento da produção, medida programada desde o ano passado.

Porém, o cenário de guerra adiciona um fato importante: a Rússia, um dos maiores exportadores da commodity no mundo, pode perder poder de barganha com uma queda nas cotações. A própria Europa tenta se livrar da dependência do petróleo russo.

Assim sendo, com os investidores a procura de barganhas e o petróleo em queda, as bolsas pelo mundo tentam emplacar alta nas primeiras horas da manhã.

  • Dow Jones futuro: +0,39%
  • S&P 500 futuro: +0,46%
  • Nasdaq futuro: +0,56%
  • Euro Stoxx 50: +0,79%
  • Xangai (China):  +0,42% (fechado)
  • Nikkei (Japão):  -0,16% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 113,29 (-2,58%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 131,95 (+3,77%)
ESQUENTA DOS MERCADOS

O investidor vive um looping infinito que rondam mais ou menos as mesmas notícias. Apesar dos temores envolvendo a desaceleração econômica e o medo de novas ondas de covid-19 assustarem as bolsas internacionais, os índices amanheceram em alta, em um movimento de busca por barganhas e ajuste de carteiras.

Enquanto o feriado em Londres reduz a liquidez na Europa, os futuros de Nova York operam no azul nas primeiras horas da manhã. As mesas de operações do Velho Continente e de Wall Street acompanham as falas da vice-presidente do Fed, Lael Brainard, no final da manhã desta quinta-feira (02).

Quem ficou de fora da festa foram as bolsas da Ásia e do Pacífico, que fecharam a sessão em queda, refletindo o fraco desempenho de Nova York no pregão da última quarta-feira (1º).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies