🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
UM GIGANTE AINDA MAIOR?

Alibaba (BABA34) tem plano de listagem primária de ações em Hong Kong

Segundo o Alibaba, processo deve ser concluído até o fim deste ano e o plano é manter os papéis listados tanto na China quanto nos EUA

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
26 de julho de 2022
9:55 - atualizado às 13:55
Alibaba
Uma das sedes do Alibaba na China - Imagem: Shutterstock

Há dias em que parece não haver limite para as ambições e planos das big techs chinesas, e um exemplo disso é o Alibaba (BABA34). Após um IPO badalado na NYSE em 2014, a gigante do comércio eletrônico informou que deseja fazer uma listagem primária de suas ações em Hong Kong.

Assim, o Alibaba teria dupla listagem — na China e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, a empresa tem recibos de ações (BDRs), negociados com o código BABA34.

Segundo o Alibaba, o processo deve ser concluído até o fim deste ano, e o plano é manter os papéis da empresa listados tanto na China quanto nos EUA.

Mas a ideia não surgiu por acaso, já que empresas do gênero estão enfrentando maior pressão regulatória nos últimos meses. Estima-se que pelo menos 250 companhias chinesas, inclusive o Alibaba, cogitem sair do solo americano.

Uma das demandas das autoridades dos Estados Unidos é que reguladores do próprio país façam auditorias nas empresas chinesas. Até o momento, os dois países não chegaram a nenhum acordo.

De acordo com Daniel Zhang, CEO do Alibaba, o movimento busca promover uma base de investidores "mais ampla e diversificada", reforçando sua aposta na economia chinesa.

A reação das ações do Alibaba

Nesta manhã, as ações do Alibaba chegaram a subir 4,7% durante o pré-mercado americano. Em Hong Kong, os papéis subiram 6,5% nas máximas do dia.

Atualmente, o Alibaba possui um valor de mercado estimado em US$ 275,6 bilhões. Já as ações listadas nos Estados Unidos passam por queda de 14,93% no ano e baixa de 13,45% em um mês, pressionadas principalmente pelas questões regulatórias recentes.

As pressões chinesas

Há poucos meses, diante do crescimento mais lento da economia em três décadas, autoridades chinesas decidiram reduzir a repressão e oferecer estímulos financeiros para o setor de tecnologia, algo que pode beneficiar o Alibaba.

No fim de abril, quando o assunto ganhou destaque, investidores correram para comprar ações das big techs chinesas de olho na valorização futura que essas medidas poderiam trazer.

Entre as promessas do governo chinês estão a garantia de “cadeias de suprimentos em setores-chave” e respostas às demandas das empresas de investimento estrangeiras por um ambiente operacional de negócios mais simples.

Compartilhe

CORRIDA DOS CARROS ELÉTRICOS

Elon Musk e Warren Buffett na mira do Alibaba: Saiba como a chinesa quer brigar com a Tesla e a BYD

2 de agosto de 2022 - 12:35

As companhias asiáticas anunciaram nesta manhã o lançamento de um centro de computação para treinar o software para automóveis autônomos

EFEITO MANADA

Jack Ma foi preso? Ação da Alibaba despenca com notícia de prisão de um Ma – e não era o Jack

3 de maio de 2022 - 7:17

Posterior esclarecimento de que a pessoa presa não era Jack Ma levou à recuperação das ações da Alibaba na bolsa de Hong Kong

MORDE-ASSOPRA

É a hora do Alibaba (BABA34)? Governo da China quer estimular a economia local e as big techs chinesas

29 de abril de 2022 - 15:16

Com crescimento mais lento da economia em três décadas, autoridades chinesas decidem reduzir a repressão e oferecer estímulos financeiros para o setor de tecnologia

AGORA VAI?

A Alibaba aumentou seu programa de recompra de novo – e as ações dispararam em Hong Kong

22 de março de 2022 - 7:28

Depois de ver suas ações atingirem a mínima histórica em 11 de março, a Alibaba elevou seu programa de recompra pela segunda vez em menos de um ano

RADIOCASH

Investidor superestima a China no curto prazo e subestima no longo prazo, diz Rodrigo Zeidan, professor da New York University Shangai

19 de janeiro de 2022 - 17:08

Em bate-papo com Jojo Washman, sócio-fundador da Vitreo, e com a jornalista Roberta Scrivano, ele também classifica a China como capitalista e fala do poder das fintechs no país

PROVENTO INUSITADO

Tencent e JD.com anunciam separação, mas vão continuar amigas: Gigante da tecnologia oferece mais de R$ 90 bi em ações da empresa de e-commerce como dividendo e cede controle

23 de dezembro de 2021 - 12:57

Os acionistas da Tencent ganharão uma ação da JD.com para cada 21 ações que detiverem na carteira; Wal-Mart passará a deter a maior fatia

EFEITO DOMINÓ?

Crise das big techs chinesas atinge em cheio o SoftBank

6 de dezembro de 2021 - 9:19

Ações do grupo japonês de tecnologia caíram mais de 8% hoje, afetadas pelo noticiário envolvendo a Alibaba e a Didi

Queima de estoque

Governo de cidade chinesa assume o controle do estádio do Guangzhou Evergrande, estimado em mais de R$ 10 bilhões

26 de novembro de 2021 - 12:31

Arena começou a ser construída em abril do ano passado, mas crise da Evergrande levou à paralisação da obra

Os ricos também choram

O que está por trás da ofensiva do governo da China contra os bilionários e detentores de grandes fortunas

29 de outubro de 2021 - 7:10

Aperto regulatório, medidas contra a formação de monopólios e estímulo à filantropia estão entre as ações adotadas por Pequim para mitigar as desigualdades no país

Nike e outras

Os 5 BDRs que têm tudo para voar alto com o consumo cada vez mais forte na China

27 de junho de 2021 - 16:02

As vendas no varejo na China sobem forte desde o começo do ano. Veja algumas empresas com forte exposição ao mercado chinês e com BDRs na B3

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar