🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
EFEITO DOMINÓ?

Crise das big techs chinesas atinge em cheio o SoftBank

Ações do grupo japonês de tecnologia caíram mais de 8% hoje, afetadas pelo noticiário envolvendo a Alibaba e a Didi

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
6 de dezembro de 2021
9:19 - atualizado às 18:58
Masayoshi Son, fundador do SoftBank
Masayoshi Son, fundador do SoftBank - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa pode estar a caminho de apresentar o pior desempenho global entre os principais índices de ações do mundo. A variante ômicron do novo coronavírus também não chegou para ajudar. Mas algumas grandes empresas chinesas parecem dispostas a entrar na disputa pelos holofotes das fortes emoções vividas pelos mercados financeiros neste fim de ano.

Quem pagou o pato - laqueado? - hoje foi o SoftBank. As ações do grupo japonês do setor de tecnologia fecharam em queda de mais de 8% no pregão desta segunda-feira na bolsa de Tóquio.

A pergunta que interessa

Então você se pergunta: o que uma empresa japonesa tem a ver com as dificuldades enfrentadas pelas gigantes chinesas do setor?

Fazem parte do portfólio da holding japonesa empresas do porte da Alibaba e da Didi, entre outras estrelas da área de tecnologia na China.

O noticiário turbulento envolvendo essas empresas nos últimos dias fez com que elas perdessem bilhões de dólares em valor de mercado.

Didi vai sair da bolsa de Nova York

Na semana passada, a Didi, proprietária do maior aplicativo de caronas da China, anunciou planos de deixar a bolsa de valores de Nova York.

A decisão foi anunciada menos de meio ano depois do badalado IPO da empresa na Nyse. Desde a estreia na bolsa norte-americana, as ações da Didi, que no Brasil é dona do aplicativo 99, caíram mais de 50%.

Alibaba anuncia reestruturação

Já a Alibaba, fundada pelo bilionário chinês Jack Ma, anunciou hoje um plano de reestruturação que acabou recebido com uma queda de 8% na bolsa de valores de Hong Kong.

De acordo com o plano, a Alibaba criará duas novas unidades para abrigar seus principais negócios de e-commerce. A intenção é tornar o negócio mais ágil e acelerar o crescimento.

O noticiário negativo coincide com uma série de medidas adotadas pelo governo chinês nos últimos meses para aumentar a regulamentação sobre diversos setores, entre eles o de tecnologia.

E a Evergrande?

Nos últimos meses, quando se fala em problemas com empresas chinesas, a primeira palavra que vem à mente é “Evergrande”.

E o conglomerado não pôde deixar de dar sua contribuição aos sustos de hoje. As ações da megaincorporadora caíram quase 20% em Hong Kong, ao nível mais baixo em 11 anos.

"Devido ao atual status de liquidez do grupo, não há garantia de que haverá recursos suficientes para continuarmos a cumprir nossas obrigações financeiras", informou a Evergrande em um comunicado na sexta-feira.

Não que a crise da Evergrande seja exatamente uma novidade, mas a iminência de um calote dificilmente seria recebida com fogos de artifício nos mercados.

*Com informações da CNBC.

Compartilhe

CORRIDA DOS CARROS ELÉTRICOS

Elon Musk e Warren Buffett na mira do Alibaba: Saiba como a chinesa quer brigar com a Tesla e a BYD

2 de agosto de 2022 - 12:35

As companhias asiáticas anunciaram nesta manhã o lançamento de um centro de computação para treinar o software para automóveis autônomos

UM GIGANTE AINDA MAIOR?

Alibaba (BABA34) tem plano de listagem primária de ações em Hong Kong

26 de julho de 2022 - 9:55

Segundo o Alibaba, processo deve ser concluído até o fim deste ano e o plano é manter os papéis listados tanto na China quanto nos EUA

EFEITO MANADA

Jack Ma foi preso? Ação da Alibaba despenca com notícia de prisão de um Ma – e não era o Jack

3 de maio de 2022 - 7:17

Posterior esclarecimento de que a pessoa presa não era Jack Ma levou à recuperação das ações da Alibaba na bolsa de Hong Kong

MORDE-ASSOPRA

É a hora do Alibaba (BABA34)? Governo da China quer estimular a economia local e as big techs chinesas

29 de abril de 2022 - 15:16

Com crescimento mais lento da economia em três décadas, autoridades chinesas decidem reduzir a repressão e oferecer estímulos financeiros para o setor de tecnologia

AGORA VAI?

A Alibaba aumentou seu programa de recompra de novo – e as ações dispararam em Hong Kong

22 de março de 2022 - 7:28

Depois de ver suas ações atingirem a mínima histórica em 11 de março, a Alibaba elevou seu programa de recompra pela segunda vez em menos de um ano

RADIOCASH

Investidor superestima a China no curto prazo e subestima no longo prazo, diz Rodrigo Zeidan, professor da New York University Shangai

19 de janeiro de 2022 - 17:08

Em bate-papo com Jojo Washman, sócio-fundador da Vitreo, e com a jornalista Roberta Scrivano, ele também classifica a China como capitalista e fala do poder das fintechs no país

PROVENTO INUSITADO

Tencent e JD.com anunciam separação, mas vão continuar amigas: Gigante da tecnologia oferece mais de R$ 90 bi em ações da empresa de e-commerce como dividendo e cede controle

23 de dezembro de 2021 - 12:57

Os acionistas da Tencent ganharão uma ação da JD.com para cada 21 ações que detiverem na carteira; Wal-Mart passará a deter a maior fatia

Queima de estoque

Governo de cidade chinesa assume o controle do estádio do Guangzhou Evergrande, estimado em mais de R$ 10 bilhões

26 de novembro de 2021 - 12:31

Arena começou a ser construída em abril do ano passado, mas crise da Evergrande levou à paralisação da obra

Os ricos também choram

O que está por trás da ofensiva do governo da China contra os bilionários e detentores de grandes fortunas

29 de outubro de 2021 - 7:10

Aperto regulatório, medidas contra a formação de monopólios e estímulo à filantropia estão entre as ações adotadas por Pequim para mitigar as desigualdades no país

Nike e outras

Os 5 BDRs que têm tudo para voar alto com o consumo cada vez mais forte na China

27 de junho de 2021 - 16:02

As vendas no varejo na China sobem forte desde o começo do ano. Veja algumas empresas com forte exposição ao mercado chinês e com BDRs na B3

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies