Menu
2021-01-26T19:12:34-03:00
Estadão Conteúdo
retomada

Campos Neto defende vacinação em massa para economia retomar curso

Medida também poderia evitar um aumento drástico de gastos para bancar uma nova rodada de auxílio emergencial

26 de janeiro de 2021
19:12
Campos Neto
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado - Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, saiu em defesa da vacinação em massa da população brasileira e destacou o efeito positivo que a medida tem sobre novas infecções pela covid-19 e novas internações hospitalares.

A equipe econômica tem ressaltado que a vacinação é necessária para a economia retomar seu curso. A medida também poderia evitar um aumento drástico de gastos para bancar uma nova rodada de auxílio emergencial.

Ao participar de evento promovido pelo Credit Suisse, Campos Neto iniciou sua apresentação mostrando os picos de casos e mortes por covid-19 observados no Reino Unido e nos Estados Unidos, citando novas variantes mais contagiosas do vírus.

O presidente do BC reconheceu que esse recrudescimento da pandemia tende a ter efeitos sobre a economia no primeiro trimestre do ano. Em seguida, ele mostrou dados sobre a vacinação no mundo, com 68,41 milhões de doses já aplicadas, e os efeitos da imunização em Israel, país já bastante adiantado no processo.

Segundo os dados exibidos por Campos Neto, a partir de 13 dias após a aplicação da primeira dose da vacina em Israel, a média móvel de novas infecções entre os idosos imunizados, num período de sete dias, caiu drasticamente, de 18,3 para 6,3. Entre os que não tomaram a vacina, a média continua elevada, na casa dos 18.

"Se vacinar rapidamente os mais velhos, a internação vai para perto de zero rapidamente", mencionou.

Com as evidências positivas das vacinas, o presidente do BC demonstrou confiança no plano de imunização brasileiro, apesar de impasses em importações de doses prontas e de insumos para fabricá-las no País. "A capacidade do Brasil de administrar vacinas é muito grande, o País já é o sexto em vacinas diárias", afirmou.

Fim dos estímulos

Roberto Campos disse também que o Brasil teve uma "recuperação impressionante" do crescimento, com uma "acomodação e queda recente", mas ainda em nível acima de antes da pandemia. O fim dos estímulos na virada do ano, porém, pode se tornar um "vento contra", admitiu.

"O Brasil está na mediana para melhor em termos de impacto dos gastos na recuperação", disse durante o evento. Apesar disso, ele ressaltou que o País foi um dos que mais gastaram para combater os efeitos da pandemia e, hoje, tem posição "desfavorável" em termos de dívida, com o indicador de dívida bruta perto de 90% do PIB.

Outra consequência é o baque do fim dessas medidas. "O Brasil, como um dos que teve mais impacto, tem vento contra vindo do término dos estímulos", disse.

Segundo Campos Neto, uma das consequências da estratégia do governo de privilegiar transferências de renda foi a pressão na inflação de alimentos, maior do que o observado em outros países emergentes. Em termos globais, a recuperação em V teve uma desaceleração na sequência, segundo ele.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

polêmica

Governo barra novo cadastro para auxílio

A estratégia do governo já desperta críticas de organizações da sociedade civil, que consideram urgente a abertura de um novo prazo para pedidos de auxílio

Tombo grande

Elon Musk perde US$ 27 bilhões em uma semana após tombo da Tesla

Mesmo com o tompo gigantesco, Musk segue como segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas de Jeff Bezos, o fundador da Amazon

Expansão

3R Petroleum fecha parceria com DBO para aquisições de campos offshore

Com a parceria, a DBO se tornará acionista minoritária da OP, que seguirá sob controle da 3R

Boletim médico

Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste sábado (6)

ESTRADA DO FUTURO

A mentira envolvendo o Clubhouse e o Tinder que rendeu 400% de valorização

Os mercados estão longe de serem perfeitos, e hoje vou te contar uma história real que envolve duas das empresas mais quentes no setor de mídias sociais: o “Clubhouse” e o “Tinder”.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies