Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-02-19T22:15:04-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Troca de comando

Bolsonaro indica general para substituir Castello Branco na presidência da Petrobras

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a indicação, de Joaquim Silva e Luna, mas troca precisa ser aprovada pelo conselho

19 de fevereiro de 2021
20:26 - atualizado às 22:15
Jair Bolsonaro
Imagem: Isac Nóbrega/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, via redes sociais, que o governo federal decidiu indicar o general e ex-ministro da Defesa Joaquim Silva e Luna, atualmente diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, para assumir a presidência da Petrobras e um assento no conselho de administração da estatal. A decisão final sobre a troca no comando da estatal cabe, no entanto, ao conselho.

Bolsonaro divulgou a indicação do nome de Silva e Luna para o cargo antes da nota oficial do Ministério de Minas e Energia ser divulgada. "O governo decidiu indicar o Senhor JOAQUIM SILVA E LUNA para cumprir uma nova Missão, como Conselheiro de Administração e Presidente da Petrobras, após o encerramento do Ciclo, superior a dois anos, do atual Presidente, Senhor ROBERTO CASTELLO BRANCO", diz a nota.

O mandato do atual presidente, Roberto Castello Branco, se encerra em março, mas ele poderia ser reconduzido ao comando da empresa. Hoje, mais cedo, o conselheiro Marcelo Mesquita havia inclusive afirmado ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Estadão, que não havia motivos para trocar o CEO da estatal e que todos do conselho "gostam muito" de Castello Branco e apoiam o que ele vem fazendo na companhia. O administrador entrou na mira de Bolsonaro após declarar que não guiaria decisões da Petrobras sobre o preço de combustíveis com base em manifestações contrárias de caminhoneiros.

A Petrobras confirmou no início da noite que recebeu o ofício do Ministério das Minas e Energia com a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária para discutir a substituição. Você pode conferir o documento na íntegra neste link.

Ontem, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, o presidente criticou duramente o reajuste anunciado pela empresa aos preços de combustíveis e afirmou que "alguma coisa" ocorreria nos próximos dias, sem entrar em detalhes.

Ele ainda fez uma ameaça indireta ao presidente da Petrobras ao citar que o comandante da estatal disse não ter "nada a ver com os caminhoneiros". Segundo o chefe do Executivo, isso teria "uma consequência, obviamente". Hoje, em evento em Sertânia (PE), Bolsonaro confirmou que haveria mudanças na petrolífera.

"Anuncio que teremos mudança, sim, na Petrobras. Jamais vamos interferir nessa grande empresa na sua política de preço, mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes", declarou mais cedo.

A indicação do nome de Silva e Luna precisa, no entanto, ter aprovação do conselho de administração da Petrobras. Bolsonaro não tem poder formal para demitir Castello Branco. A decisão cabe ao conselho, formado por membros indicados pelo governo, mas que atuam com independência. O conselho deve se reunir na terça-feira e deve discutir a troca. O governo, porém, tem maioria no colegiado de 11 membros.

Quem é Joaquim Silva e Luna

Com 71 anos, Luna é general do Exército Brasileiro e foi Ministro da Defesa entre fevereiro de 2018 e janeiro de 2019. Serviu no ministério nos últimos cinco anos. Antes de ser ministro, foi Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto e Secretário-Geral.

Nos seus 12 anos como Oficial General da ativa, foi comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, em Tefé, Amazonas, de 2002 a 2004. Foi chefe do Estado-Maior do Exército de 2011 a 2014 e comandou várias Companhias de Engenharia de Construção na Amazônia.

Luna tem pós-graduação em Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, em curso realizado na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (1998); e Doutorado em Ciências Militares, realizado na Escola de Comando e Estado Maior do Exército (1987/88), entre outros cursos.

No exterior, foi membro da Missão Militar Brasileira de Instrução e Assessor de Engenharia na República do Paraguai, de 1992 a 1994; e adido de Defesa, Naval, do Exército e Aeronáutico no Estado de Israel, de 1999 a 2001.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na onda das commodities, short de Nubank e o fim das ações das Lojas Americanas: veja as principais notícias do dia

Entre importar o otimismo ou o pessimismo do exterior, a bolsa brasileira tem preferido a primeira opção, nos últimos dias. Em mais um dia negativo para as bolsas americanas, o Ibovespa novamente nadou contra a maré vermelha e fechou em alta, impulsionado pelo avanço dos preços das commodities – sobretudo do minério de ferro. Com […]

Fechamento Hoje

Ibovespa novamente contraria exterior, sobe mais de 1% e fecha acima dos 108 mil pontos; dólar cai abaixo de R$ 5,50

Mesmo com dia negativo em Nova York, Ibovespa é impulsionado pelas commodities; varejistas e techs se recuperam com alívio nos juros futuros

CRYPTO NEWS

Cada vez mais países devem formar reservas de bitcoin ao longo de 2022; entenda como você pode aproveitar

Você provavelmente já viu uma imagem similar a esta abaixo. Ela mostra o conceito da curva de adoção, em S, de uma nova tecnologia ou produto. A curva em formato de sino é um reflexo da curva em S, mostrando o tamanho, ao longo do tempo, dos públicos que aderem a tal inovação. Malcolm Gladwell […]

NOVAS BAIXAS

Dois secretários e um diretor do Ministério da Economia pedem demissão do cargo; saiba quem são os substitutos

Um dos secretários vai para a Funpresp-Exe e o outro, para o Legislativo. Receita Federal diz que saída de seu diretor ocorreu a pedido do servidor

CONCESSÃO RECORDE

Caixa bate recorde em 2021 ao conceder R$ 140,6 bi em crédito habitacional e diz não esperar mais altas nos juros no financiamento imobiliário; entenda

O executivo afirmou que a Caixa segue os juros futuros com vencimento em oito anos para definir as taxas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies