O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-09T12:18:31-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CRIPTO INSTITUCIONAL

Real digital vem aí! Banco Central prepara versão virtual da moeda brasileira para 2022

A instituição lançou um laboratório para estudar as possibilidades de uso e de execução de projetos com a versão virtual da moeda brasileira

5 de dezembro de 2021
9:33 - atualizado às 12:18
Real Digital Banco Central
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Pagar contas, fazer compras e concluir transações financeiras em tempo real sem precisar tocar em uma nota de dinheiro físico já é realidade para os brasileiros após a chegada do Pix. Mas o Banco Central, criador do sistema de pagamentos instantâneos, não quer parar por aí e prepara o lançamento do real digital para ampliar ainda mais os meios financeiros digitais no país.

Para isso, o BC já lançou um laboratório para estudar as possibilidades de uso e de execução de projetos com a versão virtual da moeda brasileira. Segundo informações do Estadão, o início da fase de testes com grupos específicos está previsto para ocorrer até o fim de 2022.

Esses testes guiarão a criação da moeda, mas algumas diretrizes já estão encaminhadas. Ela provavelmente usará a tecnologia blockchain, a mesma do bitcoin, por exemplo. Mas, diferente da criptomoeda mais famosa do mundo, o ativo será uma CBDC (Moeda Digital do Banco Central, da sigla em inglês) - ou seja, controlada pela instituição.

Além disso, o real digital será idêntico ao físico, inclusive no valor, e poderá ser armazenado em carteiras digitais de instituições financeiras. Ao contrário do que acontece com o Pix e outras transferências eletrônicas, ele permitirá a movimentação de reais que existem apenas no meio virtual.

Quais são as vantagens para os consumidores?

Ainda de acordo com o Estadão, a novidade poderá agilizar e baratear a criação de contratos de empréstimos com condições personalizadas, como prazos menores para pagamento ou parcelas em meses específicos. Também favorecerá a integração com sistemas de pagamentos internacionais, possibilitando transações em outros países com conversão instantânea.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) também aponta 12 possibilidades de uso para o real digital, divididas em três grandes grupos. Veja abaixo:

  • Delivery: permitir o pagamento de uma encomenda ao mesmo tempo em que ocorre a entrega;
  • Pagamento: viabilizar formas de pagamento conectadas à internet das coisas, conceito que engloba a conexão de itens usados do dia a dia à rede mundial de computadores;
  • Tokenização de investimentos: representar aplicações tradicionais em ambiente digital e via blockchain, permitindo a negociação por valores mais acessíveis para a maioria dos brasileiros.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Não deu para o bitcoin (BTC): maior criptomoeda do mundo tenta, mas patamar de US$ 30 mil escapa; confira cotações

Agora, os investidores devem permanecer tentando sustentar esse suporte psicológico importante e entrar na próxima semana no “zero a zero”, antes de tentar buscar novas altas

REVISÃO CUSTOU CARO

B3 (B3SA3) volta a corrigir erro nos dados e revela que 2021 terminou com fluxo estrangeiro negativo após R$ 77,9 bilhões em dinheiro gringo “sumirem” da conta

Vale lembrar que a entrada de capital estrangeiro ajuda na performance do mercado acionário e de câmbio. Por isso, a nova cifra não pinta um quadro positivo para o país

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa ignora tensão em Nova York, os planos de Elon Musk para o Brasil e o salto da GetNet; confira os destaques do dia

Por enquanto, o Ibovespa segue avançando, apesar do desempenho ruim das bolsas pelo mundo

FIQUE DE OLHO

Em semana de ata do Fed, destaque no Brasil fica por conta do IPCA-15; confira a agenda completa de indicadores

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa escapa do mau humor em NY e sobe mais de 1% na semana; dólar fica abaixo dos R$ 5

O S&P 500 chegou a entrar oficialmente em “bear market”, mas os estímulos na China salvaram a semana do Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies